Clique e assine por apenas 4,90/mês

Caju amigo: cinco receitas do popular drinque para provar

Criada em São Paulo nos anos 70, a tradicional mistura da fruta com vodca ganha saborosas releituras na cidade

Por Carol Zappa - Atualizado em 2 mar 2018, 19h18 - Publicado em 2 mar 2018, 19h11
A versão do Astor Romulo Fialdini/Divulgação

Astor. O drinque tem versão chique na casa diante da praia. A receita, preparada com vodca ou cachaça e bastante gelo,
leva suco concentrado e generosa porção de compota da fruta (R$ 29,00). Avenida Vieira Souto, 110, Ipanema, ☎ 2523-0085.

1928. Do balcão, voltado para o salão e para a varanda, saem coquetéis elaborados pelos mixologistas Alex Mesquita e Michell Agues. A lista inclui uma releitura do clássico nacional, feita com cachaça e compota de caju (R$ 25,50). Rua Álvaro Ramos, 170, Botafogo, ☎ 3586-2511.

Casa Camolese. Na seção de clássicos reinterpretados do novo point carioca, o cajubrother (R$ 29,00) é feito com cachaça Yaguara orgânica, compota e suco. É finalizado com crosta de castanha-de-caju na borda do copo. Rua Jardim Botânico, 983, ☎ 99239-4969.

Cajubrother da Casa Camolese Tomás Rangel/Divulgação

Malta Beef Club. Cortes nobres de carne são estrelas da casa de Marcelo Malta, dono também do Sabor DOC, no Leblon,
mas a ala de drinques não fica atrás. Na versão local, a bebida leva xarope artesanal e pedaços da fruta (R$ 26,00). Rua Saturnino de Brito, 84, Lagoa, ☎ 3269-4504.

Garnizé. Para acompanhar o franguinho, a galeteria investe na coquetelaria, com sugestões de Jéssica Sanchez. O criativo caju amigo julep subverte a receita original com uísque, compota da fruta, hortelã e limão (R$ 22,00). Rua Farme de Amoedo, 52, Ipanema, ☎ 2287-8173.

Continua após a publicidade
Publicidade