Clique e assine por apenas 4,90/mês

Lasai e Olympe entre os 50 melhores da América Latina

O chef Rafa Costa e Silva fala sobre a premiação recebida ontem, em Bogotá, na Colômbia

Por Isabelle Lindote - Atualizado em 25 out 2017, 15h05 - Publicado em 25 out 2017, 14h56

A lista anual da 50 Best Restaurants da América Latina foi divulgada ontem, numa festa que reuniu grande parte dos premiados no teatro Julio Mario Santo Domingo em Bogotá, na Colômbia. Em sua quinta edição em 2017, o ranking tem oito restaurantes brasileiros, com destaque para os paulistanos D.O.M, que se manteve na 3ª posição, atrás dos peruanos Maido, campeão do ano com o chef Mitsuharu Tsumura à frente da cozinha, e Central, que ficou em primeiro em 2016.

Entre os nove representantes brasucas estão duas casas cariocas: o Lasai do chef Rafa Costa e Silva, que subiu de 18º para 16º, e o Olympe, atualmente sob o comando de Thomas Troisgros, que saiu do 17º para o 23º lugar.

“Eu faço o melhor trabalho que posso, independente de premiação. É muito subjetivo dizer quem é o melhor restaurante da América Latina ou do mundo, não existe isso. Então a gente não pode dar importância vital a isso, seja ficando em primeiro, em último ou mesmo fora da lista. Os prêmios têm a dimensão que damos para ele. Comercialmente é legal, mas o que importa mesmo é estar na sua cozinha, com a sua equipe, fazendo comida boa. Não tem como dizer que sou melhor que o Olympe, por exemplo. O Thomas é meu irmão, o bom é podermos estar juntos aqui”, contou Rafa Costa e Silva, logo após a premiação.

É a primeira vez do chef na Colômbia, que aproveitou a viagem para cozinhar no restaurante Carmen (“fizemos 90 couverts”), conhecer frutas da região e descansar por alguns dias ao lado da esposa Malena Cardiel, maître do Lasai. Rafa retorna hoje para o Brasil para receber os chefs Gaggan Anad e Ana Roš nos próximos dias.

Além do D.O.M., há mais dois outros brasileiros entre os dez primeiros colocados: o A Casa do Porco (que subiu da 24ª para a 8ª posição) e o Maní, em 9º lugar. Deixaram a lista o belenense Remanso do Bosque (44ª), e o Roberta Sudbrack, que ocupava a 25ª posição antes de fechar as portas, em janeiro de 2017. O novato no ranking é o Esquina Mocotó, que integra a lista em 41º lugar. Aliás, o chef Rodrigo Oliveira, dono do negócio, conseguiu um feito duplo: o Mocotó, casa fundada por seu pai e que também está sobre seu comando, se manteve entre os 50 melhores da América Latina.

A lista, uma subdivisão da eleição dos 50 melhores do mundo, que existe há quinze anos, é definida por um júri de 252 votantes, entre chefs, restaurateurs, jornalistas e foodies, todos da América Latina. Cada um deve indicar dez restaurantes, dos quais obrigatoriamente quatro não podem ser de seu país de origem. As casas precisam ter sido visitadas nos últimos dezoito meses.

Confira a lista completa:

1. Maido (Peru)

2. Central, Lima (Peru)

3. D.O.M, São Paulo (Brasil) 

Continua após a publicidade

4. Pujol, Cidade do México (México)

5. Boragó, Santiago (Chile)

6. Quintonil, Cidade do México (México)

7. Astrid y Gastón, Lima (Peru)

8. A Casa do Porco, São Paulo (Brasil) 

9. Maní, São Paulo (Brasil) 

10. Tegui, Buenos Aires (Argentina)

11. Sud 777, Cidade do México (México)

12. Osso Carnicería y Salumeria, Lima (Peru)

13. Don Julio, Buenos Aires (Argentina)

Continua após a publicidade

14. 99 Restaurante, Santiago (Chile)

15. La Mar, Lima (Peru)

16. Lasai, Rio de Janeiro (Brasil)

17. Harry Sasson, Bogotá (Colômbia)

18. Leo, Bogotá (Colômbia)

19. El Baqueano, Buenos Aires (Argentina)

20. Maito, Cidade do Panamá (Panamá)

21. Isolina, Lima (Peru)

22. La Parador La Huella, José Ignacio (Uruguai)

23. Olympe, Rio de Janeiro (Brasil)

Continua após a publicidade

24. Rafael, Lima (Peru)

25. Pangea, Monterrey (México)

26. Chila ,Buenos Aires (Argentina)

27. Mocotó, São Paulo (Brasil)  

28. Gustu, La Paz (Bolívia)

29. Nicos, Cidade do México (México)

30. Malabar, Lima (Peru)

31. Biko, Cidade do México (México)

32. Amaranta, Toluca (México)

33. Ambrosia, Santiago (Chile)

Continua após a publicidade

34. Corazon de Tierra, Valle de Guadalupe (México)

35. Rosetta, Cidade do México (México)

36. Alcalde, Guadalajara (México)

37. Elena, Buenos Aires (Argentina)

38. Restaurante 040, Santiago (Chile)

39. Máximo Bistrot, Cidade do México (México)

40. Villanos En Bermudas, Bogotá (Colômbia)

41. Esquina Mocotó, São Paulo (Brasil)  

42. Laja, Valle de Guadalupe (México)

43. La Docena Oyster Bar & Grill, Guadalajara (México)

Continua após a publicidade

44. Aramburu, Buenos Aires (Argentina)

45. Tuju, São Paulo (Brasil) 

46. Fiesta, Lima (Peru)

47. Amaz, Lima (Peru)

48. Crizia, Buenos Aires (Argentina)

49. Proper, Buenos Aires (Argentina)

50. Mishiguene, Buenos Aires (Argentina)

Publicidade