Clique e assine por apenas 4,90/mês
Juju na Trip Por Blog Uma família de cariocas vivendo o que há de melhor na vida, e compartilhando todas as dicas por aqui. Acompanhem!

Sete destinos para um fim de semana nos arredores do Rio

Uma lista de lugares e hotéis mais exclusivos próximos à capital carioca para viajar com segurança e ficar mais isolado nesta retomada do turismo

Por Blog Juju na Trip - Atualizado em 24 ago 2020, 20h14 - Publicado em 12 ago 2020, 10h49

Hotéis em áreas mais isoladas ganham força na retomada do turismo no estado do Rio. A conta é fácil: com a necessidade de distanciamento, viagens para locais sem aglomeração e com serviços mais exclusivos se converteram em uma saída mais segura para quem quer sair da cidade. E são muitas as opções próximas à capital carioca, de pousadas de charme com bangalôs munidos de piscina privativa a pousadas e fazendas com trilhas e atividades na natureza.

Mas antes de ir, lembre-se que os viajantes têm também a responsabilidade de não levar o vírus para locais mais distantes e com pouca estrutura. Faça seus exames e respeite os protocolos.

Hotéis em Visconde de Mauá

Mauá fica na divisa com Minas Gerais, na Serra da Mantiqueira. É uma região muito pacata e tranquila, cercada de cachoeirass. De carro, fica a pouco mais de 3 horas do Rio de Janeiro.

Pousada Portal Dos Ventos: Com vista para a Pedra Selada, essa pousada fica em meio à mata e no alto do vale. Os chalés são espaçosos e aconchegantes, avararandados, e algumas unidades têm hidromassagem.  Da pousada, chega-se andando na cachoeira do Escorrega, que fica a não mais de 1 quilômetro. Porém, ela não aceita crianças.

E a hidro com vista estratégica Divulgação/Veja Rio
Dicas pousadas perto do Rio de Janeiro: o chalé da Pousada Portal dos Ventos
Dicas pousadas perto do Rio de Janeiro: o chalé da Pousada Portal dos Ventos Divulgação/Veja Rio

Fazenda do Mel: a vantagem aqui é que a fazenda tem diversas trilhas, um rio, duas cachoeiras e a água que abastece a pousada vem da nascente localizada no terreno. O inconveniente é que a fazenda fica um pouco mais distante: a cerca de 7 km do centro de Mauá, e a 11km da cachoeira do Escorrega , por exemplo.

Porém, se a intenção for se isolar, é uma boa pedida. E crianças são aceitas.

Fazenda do Mel: no meio da floresta, e aceita crianças Divulgação/Veja Rio
O chalé com decoração mais rústica Divulgação/Veja Rio
E uma das cachoeiras da propriedade
E uma das cachoeiras da propriedade

Outro lindíssimo é a Terras Altas, com chalés de madeira a 2 km da cachoeira Águas Claras, a 5km do centrinho de Mauá e a 10km de Maringá. Entre os protocolos de segurança, desinfecção com pulverização usando-te Nippo- Bad Plus, pedidos de café e demais refeições precisam ser feitas por Wpp e com hora marcada no restaurante. A pousada também tem os selos Safe Travel e Turismo Responsável.

Olha que lindo é lá:

Onde ficar em Mauá:
Onde ficar em Mauá: a pousada Terras Altas é uma graça! Terras Altas/Veja Rio
Onde ficar em Mauá
Hoteis em Mauá: o chalé do Terras Altas Terras Altas/Veja Rio

Já para ficar bem pertinho da Maringá, a dica é o Buhler, que tem clima der fazendinha, mas fica a poucos minutos do centrinho.

Hoteis em Mauá: o Buhler, a 300 metros de Maringá Buhler/Veja Rio
O chalé do Buhler Buhler/Veja Rio

E mais afastada, dessa vez no Vale do Pavão, só que super charmosa, tem a Tijupá. Está a quase 4 km de Maringá, mas em um terreno amplo com rio e uma piscina natural.

A Pousada Tijupá, no Vale do Pavão. Tijupá/Veja Rio
Piscina natural na Tijupá Tijupá/Veja Rio

Hotéis de montanha: Serra de Itaipava e arredores

Itaipava, Araras, Serra do Cuibá. A menos de 2h da capital fluminense, esses destinos são perfeitos para uma escapada rápida do Rio. A região tem ótimos restaurantes e pousadas de charme que oferecem, entre outras atividades, passeios de cavalo, trilhas e chalés com hidromassagem.

Pousada Tankamana: Uma das pousadas mais lindas dessa área, a Tankamana fica no Vale do Cuiabá, que vem se firmando no turismo de charme e, na gastronomia, pela produção agroecológica de hortifrutis, queijos, geleias e trutas.

O hotel é lindíssimo. A vista para montanhas percorre toda a propriedade, e o destaque vai para os chalés de madeira com varanda e hidromassagem.

Sobre os protocolos do Covid-19, a pousada faz check-in e o check-out online, o café-da-manhã pode ser solicitado a qualquer hora nos quartos, e o distanciamento é garantido nas áreas comuns. As piscinas  estão abertas, assim como as hidromassagens privativas.

Hoteis de charme em Itapaiva: o chalé do Tankamana.
Hoteis de charme em Itapaiva: o chalé do Tankamana. Divulgação
Ofurô para relaxar vendo a mata, no Tankamana: isolamento do melhor jeito
Ofurô para relaxar vendo a mata, no Tankamana: isolamento do melhor jeito Divulgação
E a piscina natural do Tankamana: água da montanha
E a piscina natural do Tankamana: água da montanha

Quinta da Paz Resort: Rodeado por natureza, o hotel faz parte do selo Roteiros de Charme, e tem acomodações amplas com vista para os  jardins e o vale.  A decoração dos chalés é temática e inspirada em países. Algumas habitações possuem hidromassagem.

O Quinta tem também piscina, SPA e piscina, mas vale ressaltar que o uso desses espaços está limitada para promover maior segurança devido ao covid-19. Ao ar livre, sem limitação, há trilhas e até uma pequena cachoeira.

Quinta da Paz, em Itaipava, tem trilhas e até uma pequena cachoeira
Quinta da Paz, em Itaipava, tem trilhas e até uma pequena cachoeira
hoteis em Itaipava: o quarto com ofurô do Quinta da Paz
hoteis em Itaipava: o quarto com ofurô do Quinta da Paz Divulgação

Pousada Les Roches: A Les Roches , também no Vale do Cuiabá, é uma pousada com ambiente mais voltado para famílias. Os chalés são afastados uns dos outros, com quartos amplos bem equipados e aconchegantes. Das atividades ao ar livre, há trilhasm ciclismo, golfe e tênis.

Entre os procedimentos de segurança contra o Covid-19, a pousada diminuiu a quantidade de mesas no restaurante para garantir o distanciamento, e está realizando os cuidados de sanitização indicados pelos protocolos. Além disso, as áreas comuns como sauna e sala de ginastica só podem ser utilizadas por uma família de cada vez. Já a piscina segue aberta a todos, e as refeições podem ser feitas também nas acomodações.

Destinos naturais no Rio de Janeiro: Chalés da Pousada Las Roches.
Destinos naturais no Rio de Janeiro: Chalés da Pousada Las Roches.
Pousadas de montanha próximas ao Rio de Janeiro: Quarto amplo da Pousada Les Roches. Divulgação/Veja Rio
Turismo de isolamento: atividades na natureza do Les Roches incluem bicicleta
Turismo de isolamento: atividades na natureza do Les Roches incluem bicicleta

Hotel Solar do Império: Imagine se hospedar em um hotel que já recebeu personagens importantes como a Princesa Isabel e o Conde d’Eu. O Solar de Império é assim, uma volta no tempo, e um lugar para  quem gosta de sítios históricos. Localizado em Petrópolis, ele ocupa dois casarões tombados do século 19, em estilo neoclássico, e tem apenas 24 suítes.

O café da manhã pode ser desfrutado a qualquer hora nos jardins, e o hotel manteve abertas as piscinas, spa, e sauna, porém com restrições por causa do protocolos de segurança. As refeições são à la carte, e podem ser pedidas na habitação.

E sextas e sábados, às 17h, é servido um chá boas-vindas como cortesia para os hóspedes, com degustação de mini muffins, chocolate quente e biscoitos caseiros.

Hotéis de montanha no Rio: Charmoso Hotel Solar do Império, em Petrópolis.
Hotéis de montanha no Rio: Charmoso Hotel Solar do Império, em Petrópolis.

Hoteis em Teresópolis

Hotel Rosa dos Ventos: O Rosa dos Ventos tem uma vista lista da natureza local, um lago com atividades ao ar livre para todos das famílias e chalés aconchegantes, todos em madeira e com decoração rústica.

Entre as atividades ao ar livre, há trilhas, cavalgadas, canoagem.

Continua após a publicidade
A área verde com lago, no Rosa dos Ventos, Itaipava
A área verde com lago, no Rosa dos Ventos, Itaipava
Na natureza, e com atividades para a família Rosa dos Ventos/Veja Rio

Onde ficar em Cabo Frio

Litoral Carioca tem fama de ser sempre agitado, mas em tempos de pandemia o distanciamento é necessário e dá  para encontrar essa tranquilidade até mesmo em cidades como Cabo Frio.

Hotel Solar do Arco: Embora Cabo Frio seja uma região mais agitada, o Hotel Solar do Arco é um pequeno oásis na cidade, e um pouso bem bacana para quem quer curtir praia sem aglomerar. Com estilo colonial, pátios internos azulejados e clima mediterrâneo, o Solar ocupa uma casa que pertenceu aos Orléans e Bragança, no Bairro da Passagem.

O bairro, histórico, é considerado o novo polo gastronômico do bairro e Cabo Frio, e lembra um pouco Paraty. Uma graça de lugar!

Hotéis litoral carioca: Hotel Solar do Arco, em Cabo Frio Divulgação/Veja Rio
Pousadas tranquilas no Rio de Janeiro: Quarto do Hotel Solar do Arco, em Cabo Frio.
Pousadas tranquilas no Rio de Janeiro: Quarto do Hotel Solar do Arco, em Cabo Frio.

Falando em Paraty…

A cidade histórica de Paraty retomou as atividades agora em 1 de julho, já divulgando o calendário turístico e cultural da cidade para o segundo semestre. Fica garantida, entre outros eventos, a 18ª edição da Flip (Feira Literária Internacional de Paraty), para novembro.

Pelo protocolo local, a barreira sanitária foi mantida, e continua proibida a entrada de vans e ônibus de turismo. Hoteis, casas de temporada podem funcionar. Já entre as praias, ficam fechadas as estão dentro da Reserva Ecológica da Juatinga do Mamanguá esquerdo até a praia do Sono. Trindade também permanece fechada por decisão da comunidade.

Casa de temporada em Paraty: Nada mais isolado do que uma casa de frente para o mar, com acesso restrito e distante da cidade de Paraty. Essa residência é ampla, ótima para famílias, com deck, ambiente arejados, varanda e acesso para barcos. As roupas de cama são Trousseau,  tem wifi – o que significa que você pode fazer home office por lá – e fica a 4km do centro

Casas de temporada em Paraty: boa opção para quem quer ir para o litoral com segurança
Casas de temporada em Paraty: boa opção para quem quer ir para o litoral com segurança Divulgação/Veja Rio
E o charme dessa sala? Divulgação/Veja Rio
Os quartos da casa de temporada em Paraty, com vista pro mar Gabi Temer/Veja Rio
Deque para o mar. Alguém?
Deque para o mar. Alguém?

Casa na estrada costeira Paraty Mirim: Mais uma opção de casa de temporada, dessa vez próxima a Paraty-Mirim. Com piscina, hidro, sauna, é uma opção para famílias. O lugar é acessível de carro, e pode-se contratar passeios de barco privativo para as ilhas próximas, que são lindíssimas. Recomendo o Celso para os passeios (24 99963-0284).

Casa de temporada remota em Paraty com vista incrível do mar.
Casa de temporada remota em Paraty com vista incrível do mar.

Já se a ideia for ficar no centro de Paraty, as melhores opções são a Pousada Literária, única da cidade com o selo Virtuoso e pousada oficial da Flip, e a Casa Turquesa.

A Literária tem apenas 9 suítes, 13 apartamentos e 3 vilas, em um projeto arquitetônico assinado pelo escritório Jacobsen Arquitetura.

Exclusiva, espaçosa, a pousada segue protocolos de segurança na limpeza e colocou como obrigatório o uso de máscaras em suas áreas comuns.

A Literária também organiza passeios seguindo cuidados de distanciamento, e entre eles há o que leva ao Saco do Mamanguá, em uma escuna com no máximo 6 pessoas. No barco, almoço e coquetel assinados pelo chef Bertrand Martene.

A vila da Pousada Literária: acomodação com exclusividade e segurança
A vila da Pousada Literária: acomodação com exclusividade e segurança Divulgação
A suíte master da pousada literária: bom gosto no centro histórico Divulgação/Veja Rio

A Casa Turquesa, por sua vez, faz parte do Circuito Elegante e tem o selo Safe & Clean, assim com o do Turismo Responsável. E mais:

_ Fiz questão ainda de contratar a consultoria de Marcelo Boeger, especialista em hospitalidade hospitalar, para me cercar de todos os cuidados possíveis. E abrir duas semanas depois da retomada do turismo na cidade, para ter toda a segurança – conta a proprietária da pousada, Tetê Etrusco.

A Casa Turquesa está operando com 50% da capacidade, uso obrigatório de máscaras e aferição de temperatura em colaboradores e hóspedes. O café da manhã é servido na mesa, a piscina funciona com capacidade reduzida, e a biblioteca sob supervisão.

Na avaliação de Tetê, a reabertura está sendo feita de forma muito segura. Segunda ela, a cidade ficou fechada durante 5 meses e agora faz uma retomada gradual e responsável:

_ Há pessoas, mas não há aglomeração, os viajantes têm se mostrando conscientes e tudo está abrindo aos poucos e de forma controlada – conta.

Onde ficar em paraty: a casa turquesa, no centro histórico
Onde ficar em paraty: a casa turquesa, no centro histórico Redação Veja rio
Melhores hoteis de Paraty: o quarto da Casa Turquesa
Melhores hoteis de Paraty: o quarto da Casa Turquesa Tomás Rangel
Vista do quarto para as ruas históricas
Vista do quarto para as ruas históricas Berg Silva

 

Hoteis em Búzios:

Búzios reabriu para o turismo dia 1 de julho (leia aqui sobre a reabertura de Búzios ao turismo). Só entram na cidade pessoas com QR Code, que deverá ser fornecido por bares e restaurantes, e as praias estão abertas apenas para atividades na areia e na água; o banho de sol segue proibido. Os hoteis podem funcionar com 70% da capacidade, bares e restaurantes com 50% e fechando 23h.

Boutique Hotel & Spa Casas Brancas: Fica na Orla Bardot. O hotel está sanitizando todas as áreas sociais do hotel duas vezes por dia com peroxi-4, e limpando o mobiliário com o equipamento Rainbown (o equipamento tem, entre outras tecnologia, o filtro HEPA). Isso além da obrigatoriedade de máscaras nas áreas comuns. Piscinas e restaurantes estão abertos.

Onde ficar em Búzios: Casas Brancas faz sanitização com produto hospitalar Casas Brancas/Veja Rio

O Vila da Santa, na Praia dos Ossos, segue todos os procedimentos recomendados pela Anvisa, além dos cuidados extras sugeridos pela Brazilian Luxury Travel Association. Entre eles, check-in online, café agora será à la carte, e refeições podem ser desfrutadas ao ar livre.

As piscinas segues abertas, mas com limitação. A maior pode receber até 4 pessoas por vez, e a menor só mediante agendamento.

Dicas de Búzios: o Vila de Santa, na Praia dos Ossos Divulgação/Veja Rio

Vale do Café

Cultura, história e natureza são as atrações do Vale do Café, região que inclui Vassouras, Valença,Conservatória e Valença. Aqui, o destaque – como o próprio nome diz – são as antigas fazendas produtoras de café do século XIX,  com suas igrejas e casarios coloniais.

Fazenda São Luiz da Boa Sorte: Fica em Vassouras, e tem uma área externa de mais de 4 mil hectares, e está funcionando apenas para hospedagem. As visitações externas estão suspensas, no momento. O hotel está funcionabdo com 50% do limite de ocupação, atividades recreacionais ao ar livre como cavalgadas estão mantidas, mas piscinas e saunas foram fechadas. Um dado interessante: os quartos ficam isolados e sem uso por no mínimo de 2 dias após saída do hóspede.

A sede da Fazenda São Luiz da Boa Sorte Divulgação/Veja Rio

Acompanhe o Juju na Trip pelo Instagram e pelo Youtube

Continua após a publicidade
Publicidade