Imagem Blog

Juju na Trip

Por Blog
Uma família de cariocas vivendo o que há de melhor na vida, e compartilhando todas as dicas por aqui. Acompanhem!
Continua após publicidade

Ponta da Alcaira, Aldeia Rizoma… ano novo, novos destinos nos feriadões

2023 traz consigo um monte de feriados prolongados. Que tal aproveitá-los para conhecer destinos menos óbvios aqui no estado?

Por Blog Juju na Trip Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
19 dez 2022, 17h24

O ano novo traz consigo um monte de feriados prolongados. Que tal aproveitá-los para conhecer destinos menos óbvios aqui no estado? Ponta da Alcaira, Ilha do Araújo, Aldeia Rizoma. Na coluna Juju na Trip, listamos alguns destes lugares que valem a pena conhecer.

Ponta da Alcaíra, Arraial do Cabo

Arraial do Cabo é um dos lugares de mar mais azul do Brasil, mas o que pouca gente sabe é que, além das águas caribenhas, há uma espécie de “caminho de Moiysés” no mar muito lindo para ser visitado. É a Ponta da Alcaíra, conhecida também como Arubinha. Trata-se de uma faixa de areia que, na maré baixa, fica à mostra, dividindo o mar de Arraial e as águas da lagoa de Araruama. O visual que se forma lá é esse aí debaixo.

Como chegar:  A Ponta da Alcaíra fica na Lagoa de Araruama, a aproximadamente 28 km de Arraial do Cabo. No GPS, a busca é feita por Arubinha. O caminho é margeando a lagoa em uma parte pouco explorada pelo turismo, e por isso mais preservada.

Onde se hospedar em Arraial: A pousada Caminho do Sol fica no canto da Praia Brava, bem ao lado do Pesqueiro, e é uma boa opção. Se quiser alugar uma casa, tem Casa Grega Arraial (linda!) a Corazul, no Pontal, com um estilo grego-mediterrâneo.

Continua após a publicidade
Ponta da Alcaira
Ponta da Alcaira (/ blog Apaixonados por Viagem/Veja Rio)

Aldeia Rizoma, Paraty

A Aldeia Rizoma uma espécie de ecovila a 10km da Paraty, na estrada para Cunha, com uma proposta de imersão na natureza e na floresta, já na franjas da Bocaina, e com vivências de ioga, alimentação natural, terapias holísticas e outras coisitas mais. A propriedade é uma reserva ecológica com hospedagens sustentáveis no meio da floresta (com projetos de Marko Brajovic), piscinas naturais, cachoeiras e uma agrofloresta onde os hóspedes podem colher sua própria refeição. Um barato!

As hospedagens da aldeia Rizoma
As hospedagens da aldeia Rizoma (/ Aldeia Rizoma/Veja Rio)
cachoeiras e piscinas na propriedade
cachoeiras e piscinas na propriedade (/ Aldeia Rizoma/Veja Rio)

Mamanguá, Paraty Mirim

Saco do Mamanguá só tem acesso por barco, e talvez por isso seja ainda um paraíso intocado e pouco explorado a cerca de 20 minutos da badalada Paraty. Considerado o único fiorde tropical do mundo, com um braço de mar que invade o continente e rasga as montanhas, o Mamanguá possui dezenas de micro enseadas, cachoeiras, mangues, rios de águas límpidas e trilhas pela floresta.

Para conhecer o Mamanguá, vale combinar um passeio de barco com algum pescador local, ou com a Paraty Tour.

Continua após a publicidade

Entre o que visitar, sugiro fazer a trilha do Pico do Pão de Açúcar (caminhada pesada que leva cerca de 4h ida e volta), o caiaque pelo mangue dentro da Apa do Cairuçu, e ir até as praias do Saco da Velha, do Buraco e almoçar no Dadico

Como chegar: Mamanguá fica a 4h30 de carro do Rio, pela BR-101 até Paraty-Mirim. Chegando lá, é preciso pegar um barquinho no cais e seguir por um trajeto de cerca de 30 minutos. Há sempre barcos no cais.

Onde ficar: Nos hospedamos na Casa de Vidro, em Paraty-Mirim, e foi incrível. Fica debruçada sobre o mar, é toda de madeira, pedra e enormes janelões, com piscina e deques sobre o oceano.

Continua após a publicidade
Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Juju na Trip (@jujunatripblog)

Ilha do Araújo, Costa Verde

A Ilha do Araújo fica próxima a Paraty. Tem uma parte bem turística, que recebe viajantes que fazem bate-volta de um dia, uma outra onde moram os caiçaras, e uma terceira área protegida que faz parte da APA do Cairuçu.  É um lugar gostoso de praia, a cerca de 4h30 de estrada e depois 300 metros de barco, que pode ser pego no cais da Praia Grande.

Continua após a publicidade

Entre os lugares para visitar, há a igreja de São Pedro e o vilarejo caiçara, que ficam na praia do Pontal, no lado oeste da Ilha do Araújo. E, de barco, partindo do Araújo, fica um roteiro bem especial de ilhas paradisíacas. Entre elas, a comprida do Norte, a do Pico, Pelados e Peladinhos. Quem leva é a Paraty Tour.

Como chegar: é preciso dirigir até Praia Grande, e lá pegar um barquinho. Há sempre muitos barcos no cais.

Onde ficar: Há poucas hospedagens na ilha. As melhores são a Casa Pé na Areia e a Casa Refúgio.

Continua após a publicidade
Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Juju na Trip (@jujunatripblog)

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.