Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Donos do Quartinho Bar abrirão restaurante de sotaque italiano em Ipanema

À frente também da Lanchonete, em Botafogo, Eduardo Araújo e Jonas Aisengart apostam no Pope, com influência mediterrânea, previsto para inaugurar em julho

Por Carolina Barbosa Atualizado em 7 Maio 2021, 20h40 - Publicado em 7 Maio 2021, 20h39

À frente do Quartinho Bar e da Lanchonete, em Botafogo, Eduardo Araújo (dono do Café 18 do Forte) e o artista plástico e chefe de bar Jonas Aisengart resolveram expandir seus negócios, desta vez para Ipanema. No lugar do antigo Joana Pizza Bar, que não resistiu aos efeitos da crise pandêmica, na Rua Joana Angélica, a dupla vai inaugurar, em julho (a previsão é que seja na segunda quinzena), o restaurante Pope (papa, em inglês). Trata-se de um reduto com influências italiana e mediterrânea, no qual as entradas são as protagonistas, seguidas de pizzas e pratos clássicos.

+Tradicional Casa Villarino, no Centro do Rio, será reaberta

Em obras desde o início de abril, o restaurante terá a cozinha capitaneada por Edu Araújo, enquanto a carta de bebida, com 22 coquetéis, entre clássicos e autorais, ficará a cargo de Jonas. No comando da seleção de vinhos, com ênfase em rótulos de pequenos produtores, estará a sommelière Laís Aoki. Assim como as empreitadas dos dois, o Pope terá uma atmosfera mais descontraída.

+Galeto Rainha: a nova empreitada do chef Pedro de Artagão no Leblon

“O Pope vem com um jeito diferente de servir e apresentar. Conta com um menu que te abraça e te leva para os clássicos mediterrâneos,” diz Edu Araújo. “Queremos levar essa mesma pegada leve, urbana e irreverente do Quartinho e da Lanchonete para esse novo projeto, afinal, esse é nosso direcionamento”, complementa.

Continua após a publicidade

+Mané vai abrir boteco na orla de São Conrado até o fim de junho

Um spoiler do que vem por aí: entre os abre-alas figuram crudo de piraúna (peixe branco) com infusão de capim-limão, bonito defumado, azeite de manjericão e flor de sal. Para beber, amaro e amor: mistura de sabores de amaros italianos com o frescor da laranja-baía, brandy de jerez, amaro lucano, averna, vermute carpano clássico, fatias de laranja e pitadas de amaretto, absinto e angostura (bitter) de laranja.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade