Clique e assine por apenas 3,90/mês

Jessica Sanchez representa o Rio na final do World Class Brasil

Única finalista mulher na etapa nacional do prestigiado concurso mundial, a mixologista disputa o título de melhor bartender na quinta (6), em São Paulo

Por Carol Zappa - Atualizado em 5 jul 2017, 23h16 - Publicado em 5 jul 2017, 23h14
Jessica Sanchez: na disputa pelo título de melhor bartender do Brasil Felipe Fittipaldi/Veja Rio

Única representante do Rio – e mulher – na final nacional do World Class Competition, espécie de Oscar da coquetelaria, Jessica Sanchez disputa na quinta (6), no Eataly Brasil, em São Paulo, o título de melhor bartender do Brasil, com outros oito finalistas. Ela concorre com o bubbles out, drinque preparado com o rum Zacapa, redução de champanhe e ácido cítrico.

Paulista de São Caetano do Sul, a mixologista de 28 anos veio em 2012 para o Rio e despontou no Meza Bar, em Botafogo, antes de assumir o cargo de chefe de bares do hotel Copacabana Palace, que deixou em agosto passado para se dedicar a filha recém-nascida, Sophia. Mas não abandonou os projetos: atualmente à frente de seu próprio negócio, o Vizinho Gastrobar, no Vogue Square, onde serve criações autorais, ela assina ainda as cartas de boa parte dos estabelecimentos do complexo gastronômico, como o japonês Roman Izakaya e o Boteco do Amaral.

Apesar de colecionar vários prêmios, o World Class é um sonho antigo: em 2015, Jessica conquistou o segundo lugar na mesma competição. Agora vai tentar desbancar cinco bartenders de São Paulo – Diogo Sevilio (Cozinha 212), Jairo Gama (The Sailor), Puma Ricardo, Renan Tarantino (Nakka Jardins) e Ricardo Basseto (Sheraton WTC) -, além de Luciano Guimarães (Pina&Co., Recife), Gustavo Guedes (Nakombi, Brasília) e Vinicius Kodama, de Curitiba. O vencedor disputará a final mundial no México, no fim de agosto.

Publicidade