Treino com exercícios e choques elétricos vira febre fitness

Equipamento que libera impulsos elétricos durante os exercícios atrai celebridades e cariocas com a promessa de resultados rápidos para definir os músculos

Numa sala com cerca de 55 metros quadrados, o professor manda agachar, levantar, flexionar, empurrar e enfileirar sequências de abdominais. A cena descrita poderia ocorrer em qualquer academia, não fosse um detalhe: os movimentos são todos executados com roupas especiais ligadas a fios que liberam pequenos impulsos elétricos. Intitulada eletroestimulação muscular (EMS), a modalidade usada por atletas de alto desempenho para aprimorar a performance esportiva, como o velocista Usain Bolt e o tenista Ra­fael Nadal, mal chegou ao Rio e já está despertando a curiosidade de celebridades. A apresentadora Angélica e a atriz Grazi Massafera, por exemplo, aderiram à nova aposta do segmento de fit­ness. O motivo? A promessa tentadora de oferecer, em apenas vinte minutos, resultados equivalentes aos de uma sessão convencional de musculação. “É um treino muito completo. Melhora o tônus muscular, ajuda no ganho de massa magra, na hipertrofia, e ainda acelera o metabolismo”, enumera o personal trainer Chico Salgado, que costuma inserir a novidade na rotina de exercícios de suas alunas famosas, como Xuxa, Giovanna Ewbank e Bruna Marquezine. “Sem contar que está todo mundo sem tempo, então a técnica cai como uma luva”, ressalta.

A apresentadora Angélica já aderiu à novidade (JR. Duran/ Revista Boa Forma/Veja Rio)

Embora seja curta, a sequência exige esforço e, portanto, faz suar à beça. Não sem razão. O praticante veste um colete úmido, dotado de eletrodos e conectado a um moderno aparelho (por aqui há o alemão Miha Bodytec e o húngaro X Body), e tem sua musculatura ativada por meio de impulsos elétricos que estimulam mais de 300 músculos ao mesmo tempo. Grosso modo, isso causa certo desconforto inicial, cuja sensação pode ser comparada à de ter uma miríade de formigas espraiando-se pelo corpo ao longo de quatro segundos (período de contração da engenhoca, leiam-se choquinhos). “No começo a gente se assusta, mas depois se acostuma. No fim do dia parece que passou um caminhão por cima de mim (risos), mas é prático e funciona”, conta a apresentadora Angélica. “Saio da sessão dolorida e feliz”, brinca a relações-públicas Glenda Ritterling, de 29 anos, que aderiu ao método há seis meses, no estúdio Impulse, em Ipanema, onde uma sessão custa 129,90 reais. “Eu já tinha tentado outras opções, sem sucesso. Faço uma vez por semana, e meu corpo está mais tonificado, o abdômen ficou definido e as celulites diminuíram”, empolga-se a ex-sedentária, que diz ter expurgado 3 quilinhos com a prática.

Bruna Marquezine: tecnologia entrou em sua rotina (André Nicolau / Editora Globo/Veja Rio)

O perfil de usuários dos equipamentos é tão diverso quanto seus comandos, que permitem ao instrutor intercalar a intensidade dos estímulos elétricos de acordo com o condicionamento e o objetivo de cada um. “Trata-se de um modelo democrático, que atende desde atletas de ponta até idosos”, garante Leonardo de Souza, sócio do espaço Bodypulse, na Barra, inaugurado em março. A empresária Yasmin Miranda, de 26 anos, é aluna do estúdio, e adotou o método depois de perder 25 quilos. Não que ela tenha se livrado da academia, pois a técnica entrou como um complemento à sua rotina fitness. “A eletroestimulação é capaz de alcançar fibras musculares que um exercício voluntário não alcançaria. Funciona, portanto, não só como um bom empurrão para quem está parado, mas também como um excelente mecanismo preventivo de lesões e de manutenção de força”, explica o fisioterapeuta Alex Evangelista, autor de um livro sobre o tema e gerente científico do clube Vasco da Gama, onde, a exemplo do congênere Bayern de Munique, adota a tecnologia com os jogadores. “Sem medo de errar, digo que esse é o maior upgrade que o trabalho de hipertrofia pode receber”, completa.

Malhação express: o método é usado por atletas como o corredor Usain Bolt (Instagram/Reprodução)

Onde treinar:

› Bodypulse: Shopping Downtown, Barra, ☎ 3594-9704. Plano mensal com uma sessão por semana a partir de 477 reais. http://www.bodypulse.com.br.

› Impulse: Rua Visconde de Pirajá, 228, Ipanema, ☎ 99887-7875. Plano mensal com uma sessão por semana a partir de 499 reais. http://www.impulse.fit.

› Rafa Lund Trainers: Avenida Lúcio Costa, 3400, Barra, ☎ 96622-4902. Plano mensal com uma sessão por semana a partir de 450 reais. http://www.rafalund.com.br.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s