Medalhas para a queijaria brasileira

18 setembro 2014 | deixe seu comentário (0)
O Serra da Canastra: queridinho de chefs

Serra da Canastra: orgulho nacional e queridinho de chefs

A Mercearia Mestre Queijeiro, loja bacana em São Paulo especializada em queijos artesanais brasileiros, em parceria com o movimento Slow Food, vai promover o primeiro concurso para avaliar exemplares produzidos em território nacional. Com apoio da Prazeres da Mesa e do Senac, o 1º Prêmio de Queijos Artesanais Brasileiros ajudará a chamar atenção para a diversidade e qualidade (crescente) da nossa queijaria. A iniciativa também deve estimular os pequenos produtores na busca de aperfeiçoamento técnico, além chamar atenção dos consumidores para tipos que já viraram queridinhos de chefs, como os mineiros Serra da Canastra, Araxá, Salitre e Serro, o pernambucano Petrolina e o gaúcho (também produzido na serra catarinense) Serrano. Não haverá um ganhador. O júri, formado por chefs, jornalistas, especialistas e produtores, distribuirá selos (Ouro, Prata ou Bronze) para classificar as amostras, critério já adotado por vários concursos similares, como o World Cheese Awards.

Produtores têm até o dia 15 de outubro para inscrever seus queijos, pelo e-mail joab@mestrequeijeiro.com.br ou pelos telefones (11) 2369.1087 e (11) 2369.1089, mediante pagamento de uma taxa de inscrição no valor de R$ 30,00 por queijo. Acesse o regulamento na fanpage www.facebook.com/premioqueijobrasil. O resultado será divulgado no dia 03 de novembro, num evento que acontece das 10h30 às 18h, no Senac Santo Amaro (Avenida Engenheiro Eusébio Stevaux, 823, São Paulo).

Requisitos para participar:

1 – O queijo inscrito deve ser produzido em território nacional;

2 – Levando em conta as diferentes técnicas de produção, o queijo inscrito deve ser produzido manualmente ou com o mínimo auxílio de máquinas;

3 – O queijo inscrito deve ser produzido na mesma fazenda/laticínio onde, preferencialmente, 80% do leite é obtido, podendo ser maturado em outra localidade ou afinado com técnicas diferenciadas. Pode receber a interferência de outros ingredientes, desde que o nome do queijo seja diferente de seu original;

4 – O limite diário de leite na produção é de 1.000 litros;

5 – Associações e cooperativas poderão inscrever seus queijos desde que respeitem o limite máximo diário de produção;

6 – A organização do evento dará preferência a queijos com nome local, em idioma português e que fomentem a criação de novos produtos genuinamente brasileiros;

7 – Caso seja comprovado que algum queijo premiado não cumpra as exigências acima descritas, será imediatamente retirado o prêmio do produtor, que ainda será penalizado com a proibição de participar em futuros Prêmios de Queijos Artesanais Brasileiros.

Tags: Publicado em: O que vem por aí

Ken Hom volta ao Copa

17 setembro 2014 | deixe seu comentário (0)

MEE

Sete meses depois de inaugurar o Mee, restaurante asiático no Copacabana Palace que tem cardápio assinado por ele, o chef sino-americano Ken Hom volta à casa esta quinta (18). Vai preparar um jantar especial ao lado de Rafael Hidaka, paulistano que comanda a cozinha no dia a dia. Na forma de um menu degustação, o serviço terá cinco etapas, todas com receitas inéditas, e custará R$ 260,00 (veja o menu completo abaixo). É  uma boa oportunidade para ver em ação esta celebridade das woks – o mestre-cuca é mundialmente famoso por conta dos programas que, há quarenta anos, apresenta na rede de TV britânica BBC, além de ser autor de mais de trinta livros. Amigo de longa data de Claude Troisgros, ele se divide entre Paris e Bangkok, mas sempre encontra um brecha na agitada agenda para visitar o Rio.

 

MENU

Sichuan Dumplings in Spicy Sauce

Dumplings de porco e cogumelos chineses com molho picante

Mango Prawns

Stir-fried de camarão com manga

Thai Pan-fried Fish with Ginger Sauce

Peixe branco frito na wok com molho de gengibre

Crispy Beef in Chili Sauce

Tiras crocantes de carne com molho de pimenta chinesa

Orange-Ginger Custard

Creme de laranja com gengibre

Tags: Publicado em: Agenda

Cozinha rústica

04 setembro 2014 | deixe seu comentário (0)

Arab_Festival de Comida Rústica_Alcachofra recheada _crédito Rodrigo Castro-02

A partir de hoje, e até o dia 14 de setembro, quem visitar o Arab da Avenida Atlântica poderá provar um apetitoso menu degustação, composto de três entradinhas e um prato principal, por R$ 68,00. Para elaborar o cardápio especial, batizado de Festival de Comida Rústica, a mestre-cuca se concentrou em sementes, folhas e vegetais para criar receitas preparadas de forma simples e rudimentar. “Quero oferecer ao cliente pratos com ingredientes primitivos e principalmente frescos, com molhos e temperos extraídos da terra, sem o uso de qualquer elemento industrializado”, afirma. Confira as opções.

Entradas (escolher três)

• Salada do camponês, de tomate picado, cebola, pepino, salsa, cebolinha e queijo feta ralado.

• Couve de Bruxelas frita com molho de tahine e coalhada, farinha panko e sumaki.

• Chanclich, pasta de ricota com pimentão e záthar.

• Alcachofra recheada de carne e coalhada.

• Mezze de quibes variados.

• Trilha com molho taratur.

• Pizza rústica à moda da Palestina, com frango temperado por canela, amêndoas torradas e sumak.

 

Principais (escolher um)

• Maqluba com cordeiro. Conhecido como “paelha árabe”, é um prato tradicional da culinária palestina, preparado com arroz, carne e legumes.

• Hrisse, feito com trigo, frango cozido, canela e manteiga.

• Cuscuz vegetariano, de fava, lentilha, grão-de-bico, brócolis, cenoura e ameixa fresca.

Tags: Publicado em: Agenda

Os melhores da América Latina

04 setembro 2014 | deixe seu comentário (0)

_MG_1362_1 (2)

Numa noite sem grandes surpresas, aconteceu ontem, em Lima, a premiação dos Latin America’s 50 Best Restaurants 2014, versão regional do ranking mundial promovido pela revista britânica Restaurant. Este ano, o grande vencedor foi o peruano Central, do chef Virgilio Martínez, empurrando o Astrid y Gastón, líder no ano passado, para a 2ª posição, e o paulistano D.O.M. para a 3ª. Mas Alex Atala não tem do que reclamar, saiu também com o prêmio de melhor restaurante do Brasil, além de outro especial, pelo conjunto da obra.

Outros oito brasileiros, os mesmos da primeira edição, no ano passado, compõem o ranking: Maní (4º), Mocotó (12º); Roberta Sudbrack (13º), Remanso do Bosque (34º), Olympe (35º), Epice (36º), Attimo (38º), Fasano (44º). Fasano caiu 21 posições, o Attimo seis e Roberta Sudbrack, três. Os demais subiram na competição – Epice galgou mais seis degraus e Mocotó e Remasno do Bosque, quatro cada um. Da turma carioca, somente Olympe, comandado por Claude Troisgros e seu filho, Thomas (que se manteve em 35º lugar), e Roberta Sudbrack foram laureados.

Ao largo das polêmicas em torno da legitimidade do prêmio, creio que a lista sirva bem ao propósito de medir, como um termômetro, a popularidade destes estabelecimentos (ou melhor, de seus chefs) entre os profissionais da área (os jurados) e foodies. Um bom guia, pois, para saber quem está na moda, quem subiu e quem desceu no mundo da gastronomia. Ou alguém aí acha mesmo que se pode considerar como índice de qualidade a posição de uma casa na premiação? Que o primeiro seja, de fato, melhor que o segundo, terceiro ou décimo colocado?

Apesar disso, acho que deveríamos olhar com maior atenção o fato de o Brasil ter uma participação tão tímida  no ranking; estamos atrás do México e da Argentina, por exemplo. Falta de investimento do governo? Os jurados não circulam? Será que não visitaram ou se decepcionaram com o Irajá, de Pedro de Artagão, ou o Oro, de Felipe Bronze? O Lasai, ainda muito jovem, era de se esperar ficar de fora desta. Mas com um chef, Rafa Costa e Silva, credenciado no estrelado espanhol Mugaritz, onde trabalhou ao lado de Andoni Luis Aduriz, e já tão incensado pela crítica, duvido que não estreie na próxima edição.

 

Tags: Publicado em: Uncategorized

O queijo é a estrela

02 setembro 2014 | deixe seu comentário (0)

Foto Queijo Abondance

Em 1995, no extinto restaurante Le Saint-Honoré, um dos precursores da alta gastronomia no Rio, o Festival de Fromages fez história ao apresentar, pela primeira vez aos cariocas, uma seleção tão variada de queijos franceses ao mesmo tempo, num total de 100 tipos. Interrompido após dez edições, em virtude do fechamento de sua sede, no hotel Le Méridien (hoje transformado em Windsor Atlântica), onde estava instalado, o evento, comandado pelo maître fromagier Gerard Poulard, vem sendo realizado, desde 2010, no restaurante Skylab, no Rio Othon Palace, em Copacabana.

Um dos maiores especialistas em queijos do mundo, Poulard volta ao Rio na próxima semana para uma série de jantares (de 10 a 13 e de 17 a 20 de setembro) – desta vez, ele traz na bagagem 120 tipos. Para escoltá-los, o conterrâneo Jean Yves Poirey, chef do Skylab, elaborou um menu com entrada, prato principal e sobremesa. Poulard entra em cena antes da sobremesa, quando dará uma pequena palestra sobre os exemplares trazidos, cujas características revelam muito sobre as regiões produtoras. Como alternativa, é possível dispensar o jantar e ficar só com uma degustação de queijos, mais completa, composta por dezesseis variedades.

Novidade este ano, o mestre promove também uma aula-degustação onde os participantes poderão provar 20 opções, harmonizadas com os vinhos selecionados pela sommelière Elaine de Oliveira (veja alista abaixo). Para garantir seu lugar entre as 80 vagas é preciso pagar o valor integral da inscrição: R$ 200,00 (+ 10%).

Vinhos da aula:

Pouilly-fumé Mademoiselle de T 2012 (Vale do Loire)

Les Jardins de Bouscassé Pacherenc du Vic Bilh Sec 2009 (Madiran)

Mas de Mas Maury 2008 (Languedoc)

Cairanne 2010 (Côtes du Rhône)

 

Serviço

Jantares

Local: Restaurante Skylab (Rio Othon Palace); Avenida Atlântica, 3264, 30º andar, Copacabana.

Datas: 10 a 13 e 17 a 20 de setembro

Valores:

  • Menu chef Jean Yves + 1 prato de queijo: R$ 135,00 + 10% (não inclui vinhos)
  • Menu de queijos (16 tipos): R$ 155,00 + 10% (não inclui vinhos)

Horário: a partir das 19h

 

Aula-degustação

Local: Rio Othon Palace (Av. Atlântica, 3264, 3º andar, Copacabana)

Data: 10 de setembro

Horário: Das 15h às 17h

Valor: R$ 200,00 + 10 % (inclui vinhos)

Vagas: 80

Informações e vendas: 2106-1666 e contato@restauranteskylab.com.br

Tags: Publicado em: Agenda

O paulistano Mori Sushi Ohta abre filial no Rio

22 agosto 2014 | deixe seu comentário (0)

1

9

Prestigiado em São Paulo, o restaurante especializado em rodízio japonês, Mori Sushi Ohta, desembarca no Rio no próximo dia 8. Vem reforçar o time de empreendimentos gastronômicos da nova área do BarraShopping, inaugurada em junho (onde, aliás, será aberta a segunda filial carioca do novaiorquino P.J. Clarke’s). A casa, que vendeu 100 toneladas de salmão em 2013 – se enfileiradas, as peças cobririam 994 quilômetros ou mais que a distância entre o Rio e Curitiba (PR) – é famosa pelo chamado Festival Mori. No esquema coma à vontade, o serviço inclui os lerês básicos, como sopinha de soja, tempurás, sunomono, rolinhos primavera e sushis e sahimis, além de criações mais originais do chef e sushiman Daniel Hirata. Para aproveitar melhor o programa, pule as batidas peças com cream cheese, uma invenção brasileira, e dê atenção às pedidas menos óbvias, como o elogiado ussuzukuri (uma espécie de carpaccio) de salmão ou o tartare de atum, por exemplo. Na ala dos pescados mais exóticos, o peixe prego aparece grelhado, na forma de robata (espetinho). O sistema à la carte também é oferecido como alternativa. Para conhecer o cardápio, clique aqui e aqui.

 

Salmão semigrelhado ao molho de gengibre

Salmão semigrelhado ao molho de gengibre

Tags: Publicado em: O que vem por aí

Cozinha histórica

15 agosto 2014 | deixe seu comentário (0)
A sopa de culí da Rainha: uma das preferidas de D. Maria I

A sopa de culí da Rainha: uma das preferidas de D. Maria I, a receita abre o jantar na terça 

A passagem da família real portuguesa pelo Brasil será tema de um jantar promovido esta terça (19), no Lorenzo Bistrô, pela historiadora e pesquisadora gastronômica, Ana Roldão. O menu elaborado por ela resgata algumas das receitas preferidas de personagens emblemáticos da história, como Dom João VI e Carlota Joaquina, e revela muito dos hábitos alimentares da corte. D. Maria I, a Louca, por exemplo, adorava o consomê de frango com presunto cru e amêndoas (foto) que abrirá a noite, uma criação de seu cozinheiro, Lucas Rigaud, que registrou a receita no livro Arte de Cozinha, publicado na época e reeditado ainda hoje.

Além de degustar os pratos, os comensais terão uma verdadeira aula sobre este período histórico, com foco na gastronomia, através de explanações e  projeções que abordarão temas como os livros trazidos de Portugal naquela época e que ajudaram a definir a atual gastronomia brasileira, o uso de insumos tropicais na dieta alimentar da corte e a introdução do consumo de vinho no Brasil.

O jantar (R$ 220,00 por pessoa) começa às 20h30 e inclui harmonização de vinhos elaborada pelo sommelier Maurício Kaufman, café e serviço.

 MENU

Entrada

Sopa de Culí da Rainha

Vinho: Cava Codorníu Brut Clasico

Principais

 

Creme aveludado de bacalhau em trouxinhas de massa filo

Vinho: Mar de Lisboa 2011, Quinta da Chocapalha

Arroz de Pato
Vinho: Quinta de Chocapalha 2008, Lisboa

Sobremesa

Ovos reais com sorvete de limão e canela

Vinho: Velhotes Porto Cálem

 

 

Serviço:

Evento: Gastronomia Histórica: “A Chegada da Família Real Portuguesa”.

Data: 19 de agosto, terça-feira, às 20h30.

Endereço: Lorenzo Bistrô. Rua Visconde de Carandaí, 2 – Jardim Botânico. Tel.: 3114-3907.

Valor: R$ 220 por pessoa (com aula, jantar, vinhos, café e serviço).

Tags: Publicado em: Agenda

Por uma boa causa

14 agosto 2014 | deixe seu comentário (0)
montagem

Passédat, três estrelas Michelin, e Helena Rizzo, a melhor do mundo: a dupla cozinha hoje no Copa

Um time estelar de chefs se reúne hoje, no Copacabana Palace, para mais um jantar de gala promovido pelo projeto Copa Gastronômica, cuja renda será revertida para o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, voltado para a infância e juventude. Esta é a quinta edição do evento, que já passou por Curitiba, cidade-sede do instituto, São Paulo, Paris e Nova York. No Rio, os destaques serão o chef Gérald Passédat, do Le Petit Nice, em Marselha, três estrelas no Guia Michelin, e Helena Rizzo, eleita a melhor chef mulher do mundo pela revista britânica Restaurant. A dupla cozinha ao lado de um quarteto e tanto, os anfitriões Claude Troisgros, padrinho do projeto, seu filho, Thomas, Roberta Sudbrack e Dominique Guérin. Abaixo você confere o menu completo, composto de seis etapas harmonizadas com vinhos. Para participar do banquete é preciso desembolsar R$ 1.250,00. Tudo por uma boa causa.

COPA GASTRONÔMICA – ETAPA RIO

Entrada fria (Gerald Passedat)

Camarões VG cozidos lentamente, gelatina de tomate e espuma de louro. Sauvignonasse 2012 – Marjan Simčič (Brda – Eslovênia)

Entrada quente (Helena Rizzo)

Vieiras com creme de aspargos brancos e maracujá. Sauvignonasse 2012 – Marjan Simčič (Brda – Eslovênia)

Peixe (Claude Troisgros)

Pargo e quinoa, pirão de tucupi e azedinha. Riesling Las Compuertas 2013 – Luigi Bosca (Mendoza – Argentina)

Carne (Roberta Sudbrack)

Costelinha de porco, mel de abelhas nativas, repolho defumado. Syrah Single Vineyard Alto Los Toros 2009 – De Martino (Elquí – Chile)

Queijo (Thomas Troisgros)

Batata-baroa ralada, carne seca crocante, rapadura, creme de queijo minas e poejo. Syrah Single Vineyard Alto Los Toros 2009 – De Martino (Elquí – Chile)

Sobremesa (Dominique Guérin)

Sabayon de chocolate de origem (Kumabo), compota de banana, creme de coco e glace de baunilha bourbon. Malmsey 5 Years Old Full Rich – Cossart-Gordon (Madeira – Portugal)

 

Tags: Publicado em: Agenda

Sushimar de cara nova

08 agosto 2014 | 1 comentário

Sushimar Gávea_Fachada_IMG_1727 baixa

Depois de quase um mês fechado para obras, o Sushimar do Baixo Gávea acaba de reabrir com novo visual. O japa descolado ganhou um janelão retrátil na lateral e um convidativo balcão voltado para a calçada, onde antes ficava uma parede de Blindex. É o lugar ideal para bebericar e beliscar algo, enquanto se observa o movimento. O salão ganhou ainda, sobre as duas colunas de concreto, bonitos grafites do artista Cadu Mendonça.

O cardápio não traz muitas novidades. Permanece praticamente o mesmo desde a abertura, há 23 anos, com as criações do chef Hiro, um dos fundadores, já falecido. Além dos sushis e sashimis basicões, pedidas mais elaboradas podem ser encontradas no capítulo batizado de “gostosinhos”, onde o chef executivo da rede, Henrique Verdan, apresenta receitas como a dupla de salmão levemente tostado no maçarico, finalizado com azeite de trufa, flor de sal e limão siciliano; ou o makimono de camarão, cream cheese e cebolinha enrolados em lâminas de abacate, finalizado com palha de batata doce.

Toda segunda terça-feira do mês, Verdan recebe os comensais com três novidades criadas para o Dia do Chef. Nesta terça (12) ele prepara rolinho de dourado com aspargos ao molho de brie; atum grelhado no azeite trufado com salada ao molho de mostarda; e sushi de salmão com camarão, gorgonzola e alho.

Tags: Publicado em: Saindo do forno

Jantar no shopping

01 agosto 2014 | deixe seu comentário (0)

O VillageMall lança esta segunda (4) o evento Segundas Harmonizadas. Até novembro, toda segunda-feira à noite, os seis restaurantes bacanudos do shopping vão oferecer menus harmonizados com vinhos (ou saquê, no caso do japonês Naga) criados especialmente para a ocasião. A cada semana, um novo cardápio entrará em cena. Confira as receitas divulgadas para a noite de estreia.

 

• CAVIST

cavist

 

Amouse bouche + taça de espumante

Entrada:

Camembert à milanesa com molho spicy e mix de verdes. + taça de vinho.

ou

Escondidinho de bacalhau. + taça de vinho.

ou

Carpaccio de polvo com molho vinagrete (foto). + taça de vinho.

Prato principal:

Nhoque de batata-baroa com ragú de javali. + AS3 Reserva (Chile).

ou

Codorna assada com molho de jabuticaba e farofa de biscoito. + AS3 Reserva (Chile).

ou

Salmão ao molho de dill, pêra caramelizada e arroz negro. + AS3 Reserva (Chile).

Sobremesa:

Torta de brigadeiro e baba de moça brûlé

ou

Torta de limão

ou

Abacaxi assado com sorvete de baunilha e raspas de limão

Preço por pessoa: R$ 145,00 (inclui água, café ou chá e serviço).

 

• CT BRASSERIE

ct brasserie

Entrada:

Salmão defumado, maçã ao iogurte e mel, salada verde com menta. + Veuve Ambal Grande Cuvee Rosé (França).

Prato principal:

Folheado de linguado, ervilha, torta sauté e molho cremoso de açafrão (foto). + Gold Ridge Chardonnay (EUA).

ou

Ragu de carne assada com espuma de batata-baroa. + Matilda Cabernet/Merlot (Austrália).

ou

Filé de cordeiro, palmito assado e molho de castanha-de-cajú. + Corbieres Henri Serres (França).

Sobremesa:

Torta “fantastik” de manga, ameixa, pêssego e morango com sorvete de frutas vermelhas. + Chateau Grabitan 2006 (França).

Preço por pessoa: R$ 180,00

 

• NAGA

naga

Entrada:

Ussuzukuri de peixe branco ao molho ponzu (foto). + saquê Jozen Mizuno Gostoshi Junmai Ginjo.

Prato principal:

Sushis e sashimis variados. + saquê Osagekko Junmai Nama Genshu.

e

Merluza negra no missô. + saquê Hakutsuru Chotokusen Junmai Gold Kinpaku.

Sobremesa:

Sorvete sakê com coco.

Preço por pessoa:  não informado

• QUADRIFOGLIO CAFFÈ

quadrifolgio caffè

Opção 1

Entrada:

Sopa de frutos do mar com lagostins, polvo, lula, tomate e ervas. + Villa Antinori Bianco.

Primeiro prato:

Massa fresca de tinta de lula com cavaquinha ao molho de bisque, bottarga e abobrinha frita. + Villa Antinori Bianco.

Segundo prato:

Pescada amarela grelhado em crosta de tomate seco e palmito ao forno (foto). + Villa Antinori Bianco (Itália).

Sobremesa:

Musse leve de limão-siciliano com chocolate branco e calda de cardamomo

Preço por pessoa: R$ 145,00

Opção 2

Entrada:

Budino de cabra – Mousse de queijo de cabra servida com pera ao forno e compota de figo. + Vitiano Rosso (Itália).

Primeiro prato:

Ravióli à carbonara, recheado de creme de ovo, bacon e pecorino. + Vitiano Rosso (Itália).

Segundo prato:

Lombo de cordeiro em crosta de avelã com risoto de funghi. + Vitiano Rosso (Itália).

Sobremesa:

Merengue italiano crocante recheado de sorvete de cupuaçu com calda de cardamomo. + Vitiano Rosso (Itália).

Preço por pessoa: R$ 150,00

 

• POBRE JUAN

pobre juan

 

Couvert:

Pães, glacé de manteiga, azeitonas pretas portuguesas, vinagrete, musse de gorgonzola e chimichurri. + Chandon Brut (Brasil)

Prato principal:

Ojo del bife na brasa, farofa de pistache e purê de cenoura aromatizado com jasmim e ervas (foto). + Paulo Laureano Reserve (Portugal)

ou

Posta de salmão grelhada, risoto com rúcula, tomate assado e mussarela de búfula. + Carmen Reserva Sauvignon Blanc (Chile)

Sobremesa:

Churros de dulce de leche Havanna. + Burmester Tawny (Portugal)

Preço por pessoa: R$ 180,00 (inclui água com ou sem gás)

Tags: Publicado em: Agenda