Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Museu do Amanhã ganha prêmio por contribuir para a divulgação da ciência

Distinção oferecida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) aponta impacto da instituição em todo o Brasil

Por Marcela Capobianco 27 ago 2021, 13h06

Altamente tecnológico e conectado aos anseios do futuro, o Museu do Amanhã acaba de receber o prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica, na categoria instituição ou veículo de comunicação. A distinção é oferecida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

A justificativa para premiar a instituição da Praça Mauá se deu pelo trabalho de tornar acessível ao público o conhecimento sobre ciência, tecnologia e inovação. “O Museu do Amanhã trouxe novos públicos para centros culturais voltados para a ciência e a divulgação científica. É importante destacar que o Museu do Amanhã entrou no calendário turístico e educativo da cidade do Rio de Janeiro e no país. No entanto, seu impacto não se restringe à cidade do Rio do Janeiro, pois tem usado as mídias sociais para transmitir suas atividades adequando à linguagem própria destas mídias”, aponta um trecho do texto divulgado pela comissão julgadora.

+ Ícones da cultura iorubá ganham exposição no MAR

Ricardo Piquet, presidente do IDG – Instituto de Desenvolvimento e Gestão, responsável pela gestão do museu, enfatiza que o equipamento atrai um público que não costumava frequentar centros culturais e que isso valoriza ainda mais o trabalho de tornar a ciência mais acessível e atraente.

Continua após a publicidade

“O prêmio nos coloca na galeria de grandes instituições de ciências, de grandes pesquisadores e comunicadores. É uma honra ter esse reconhecimento, especialmente num ano em que a ciência passou a fazer parte do dia a dia das pessoas, provando ser fundamental para a nossa existência”, reforçou Piquet.

+ Rebeca Andrade: “Eu também já travei, entendo a Simone Biles”

No início de pandemia, o Museu do Amanhã criou uma série de programas para se manter conectado e em diálogo com o seu público, entre os quais o Amanhãs Aqui e Agora, série de conversas com a presença de cientistas, psicanalistas, economistas, ambientalistas, artistas e especialistas em diversas áreas.

Na reabertura, depois de seis meses de pandemia, o espaço atualizou a exposição de longa duração para apresentar aos seus visitantes novas informações sobre o novo coronavírus.

+ O que Ana Beatriz Nogueira aprendeu com o teatro pela internet?

Em março de 2021, o museu inaugurou a exposição temporária Coronaceno – Reflexões Em Tempos de Pandemia, um convite ao público para refletir sobre como a influência humana e a globalização foram fundamentais na disseminação da Covid-19.

Continua após a publicidade
Publicidade