Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Ícones da cultura iorubá são ressignificados em exposição no MAR

Yorùbáiano, de Ayrson Heráclito, ocupa duas galerias com trabalhos em diversos suportes, de fotografias a esculturas, passando por vídeos e instalações

Por Marcela Capobianco Atualizado em 20 ago 2021, 10h23 - Publicado em 20 ago 2021, 06h00

A cultura iorubá chegou ao Brasil no século XIX, com os escravos africanos, e rapidamente foi incorporada às tradições brasileiras. Lendas que apresentaram os orixás resistem até hoje, principalmente por meio do conhecimento oral.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Baiano, o artista visual Ayrson Heráclito sempre fez questão de empregar elementos afro-brasileiros em suas obras, ressignificando, por exemplo, ingredientes da cozinha, como o dendê e o açúcar.

A mostra Yorùbáiano ocupa duas galerias do Museu de Arte do Rio, com trabalhos produzidos por Heráclito em diversos suportes, de fotografias a esculturas, passando por vídeos e instalações.

Praça Mauá, s/nº, Centro. Qui. a dom., 11h/18h. R$ 20,00. Ingressos pelo museudeartedorio.org.br. Até dezembro.

Continua após a publicidade
Publicidade