Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Quais lições Ana Beatriz Nogueira aprendeu com o teatro on-line?

A atriz volta com o projeto on-­line Teatro Com Bolso dirigindo Sandra Pêra no monólogo À Procura de uma Dignidade

Por Marcela Capobianco Atualizado em 20 ago 2021, 10h27 - Publicado em 20 ago 2021, 06h00

Pioneira nas incursões cênicas pela web, a atriz dirige Sandra Pêra no espetáculo À Procura de Uma Dignidade, baseado em texto de Clarice Lispector.

Aos poucos, os teatros estão voltando a receber o público. Ainda vale a pena insistir no formato virtual? Mesmo vacinada, sei que grande parte da população ainda não está imune. Logo, não me sinto apta a oferecer segurança para o meu público. Então continuamos assim, produzindo peças e shows na sala de casa, com a plateia espalhada pelo Brasil.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Do ano passado para cá, quais lições as apresentações pela internet lhe trouxeram? Aprendi que o tempo de duração da peça deve ser bem mais curto. Em casa, as pessoas têm muitas distrações, não há como exigir atenção plena. A câmera também não deve se render a invencionices. Afinal, é teatro.

Por que optou por colocar em cena um texto de Clarice Lispector? O conto é muito instigante. Uma mulher de classe média alta, do Leblon, vai assistir a uma palestra e, por engano, para no estádio do Maracanã. Ela fica completamente perdida e, a partir daí, reflete sobre diversos aspectos da vida. Acredito que estamos todos meio perdidos neste momento.

Sáb., 21h. R$ 10,00. Ingressos pelo sympla.com.br. Até 26 de setembro.

Continua após a publicidade
Publicidade