Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Grátis: festivais on-line exibem pérolas do cinema brasileiro

Até 31 de maio, Estação Virtual exibe clássicos como Lavoura Arcaica e Jogo de Cena. Filmes fantástico também ganham mostra na web

Por Marcela Capobianco 13 Maio 2021, 13h17

A maioria dos cinemas cariocas está aberta e, apesar de haver novidades nas telonas, grande parte da população ainda tem receio de voltar a frequentar as salas escuras antes da vacinação em massa contra a Covid-19.

Ciente disso, o grupo Estação montou uma extensa programação on-line, gratuita, com cerca de 180 curtas e longas, ficções e documentários relevantes na história do cinema brasileiro.

+ Fim de semana no Rio será frio

O festival Estação Virtual vai até o dia 31 de maio e traz, inclusive, três filmes que serão lançados nos cinemas ainda em 2021: Me Cuidem-se!, de Bebeto Abrantes e Cavi Borges, O Cinema É Minha Vida, de Patrícia Niedemeier, ambos na mostra pré-estreia, e Fado Tropical, de Cavi Borges, no Panorama de Ficção.

Na seleção estão desde o emblemático Eu Sei Que Vou Te Amar, de Arnaldo Jabor, filme que marcou a abertura do então Estação Botafogo, em 1985, passando por Lavoura Arcaica, de Luiz Fernando Carvalho, Dias Melhores Virão, Cacá Diegues, Memórias do Cárcere, de Nelson Pereira dos Santos, Jogo de Cena, de Eduardo Coutinho, Separações, de Domingos Oliveira, Pequeno Dicionário Amoroso, de Sandra Werneck, Os Matadores, de Beto Brant à recentes produções como Divinas Divas, de Leandra Leal.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Todos os filmes já estão disponíveis para serem conferidos a qualquer horário pelo Vimeo. A curadoria é de Adriana Rattes, Cavi Borges, Bebeto Abrantes, Fabrício Duque, Luiz Eduardo Pereira de Souza, Liliam Hargreaves e Anna Fabry, que também participam de diversos debates, com transmissão on-line, ao longo deste mês.

Continua após a publicidade

“Nossa ideia é mais que reunir os filmes que causaram impacto no Estação ao longo de sua existência, é poder pensar e discutir hoje o que eles significam para o cinema brasileiro, a força que eles representaram e o que ainda podem dizer para as gerações futuras” , analisa Adriana Rattes, diretora-executiva do Circuito Estação NET de Cinema.

+ Vrau! Samantha Schmütz dá enquadrada em Gabriela Pugliesi

Festival de Cinema Brasileiro Fantástico

Paralelamente à mostra do estação, o Festival de Cinema Brasileiro Fantástico exibe, também on-line de forma gratuita, produções que privilegiam o estranho, o absurdo e o afrofuturismo. As sessões acontecem até terça (18), pelo site.

A programação, que engloba 41 filmes, está dividida em três mostras: retrospectiva, realizadores fluminenses e inéditos no Brasil. Além disso, o festival conta com lives, sessões comentadas e uma masterclass.

+ Balé de Manguinhos arrecada celulares para alunos terem acesso a aulas on-line

O longa Sol Alegria, de Tavinho Teixeira, inédito nos cinemas brasileiros, fala de um futuro distópico no qual uma família viaja pelo Brasil, sobrevivendo a uma ditadura governista. Este filme ficará disponível 24 horas por dia.

Continua após a publicidade
Publicidade