Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Balé de Manguinhos arrecada celulares para alunos acessarem aulas on-line

Projeto também pede doações em dinheiro para que jovens dançarinos consigam se conectar à internet. Saiba como ajudar

Por Marcela Capobianco 13 Maio 2021, 12h12

Em tempos pandêmicos, as aulas do tradicional Ballet Manguinhos, que há 7 anos acolhe crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social da comunidade da Zona Norte do Rio, migraram para a internet.

+ Marcelo D2 fará maratona de lives com bastidores de gravação de disco

No entanto, uma pesquisa interna constatou que mais de 60% dos alunos do balé são excluídos digitais, seja por falta de equipamentos eletrônicos ou acesso a banda larga.

O projeto, então, lançou a campanha Manguinhos Tá On, em conjunto com outros coletivos do território, para arrecadar aparelhos em bom estado de conservação, como celulares, tablets, laptops ou computadores de mesa e arrecadação de valores em dinhero – a partir de R$ 15,00 – para compra de pacotes de dados e chips de telefone.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

O Ballet Manguinhos busca doações de pessoas físicas ou jurídicas. A instituição se compromete a buscar os equipamentos doados às sextas, mediante agendamento por telefone, WhatsApp ou e-mail. Também serão aceitas doações feitas diretamente na sede (Av. dos Democráticos 535 – Higienópolis, no Rio de Janeiro).

+ Museu da Imagem e do Som compartilha acervo em rádio web

Já a doação de dinheiro pode ser feita via PicPay (Associação Ballet Manguinhos) ou pela chave Pix 21970039770.

+ Eduardo Paes promete vacinar cariocas acima de 18 anos até outubro

O balé de Manguinhos acaba de lançar uma exposição on-line com imagens produzidas por Ana Maria Silva. “Não é preciso ir até a Zona Sul para enxergar o que é bonito. A exposição é sobre apropriação de um território que precisa ser visto e merece investimento. A arte promove mudanças”, afirma a fotógrafa.

As fotos podem ser conferidas pelo site.

Continua após a publicidade
Publicidade