Clique e assine por apenas 3,90/mês

Documentário sobre Doces Bárbaros será disponibilizado no YouTube em HD

Filme dirigido por Andrucha Waddington acompanha reencontro musical de Caetano Veloso, Gal Costa, Maria Bethânia e Gilberto Gil em 2002

Por Marcela Capobianco - 17 set 2020, 11h23

Com amor no coração, os (Outros) Doces Bárbaros se preparam para invadir o YouTube neste sábado (19).

+ Grupo criado por Tatá Werneck encena peça on-line 100% acessível

O documentário dirigido e produzido por Andrucha Waddington em 2002, quando Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e Maria Bethânia se reuniram, após 26 anos, como “Doces Bárbaros” para dois shows ao ar livre, em São Paulo e no Rio de Janeiro será disponibilizado gratuitamente no canal da gravadora Biscoito Fino no YouTube.

+ Dia do Teatro: sete livros para entender a arte da ribalta

Além dos shows históricos na Praia de Copacabana – que juntou cem mil pessoas na areia – e no Parque Ibirapuera, o filme acompanha os ensaios dos músicos baianos e as entrevistas coletivas realizadas dias antes das apresentações.

Continua após a publicidade

Há momentos hilários, como um Caetano “pistola” com um jornalista que pergunta se o ego dos quatro grandes cantores reunidos no mesmo espaço poderia causar discussões. “Esse negócio de ego é uma coisa muito cafona. Pensam que, porque o cara é artista, tem ego enorme e quer derrubar o outro. Não, isso é burrice, ignorância, cafonice intelectual. Ego é só para vender disco e jornal. Não serve para nada”.

+ Gal Costa vai comemorar 75 anos em live no dia 26

Na volta do show de São Paulo, Maria Bethânia, leve e bem-humorada, com um copo de cerveja na mão, faz uma análise da apresentação em solo paulista: “Errei às pampas, mas adorei o show. Quando começamos a cantar, senti de novo toda aquela energia e liberdade que sentíamos no início, na década de 70”.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Lançado em 2004 em DVD, o repertório do memorável reencontro dos baianos inclui clássicos como Esotérico, de Gilberto Gil, Os Mais Doces Bárbaros, de Caetano Veloso, Fé Cega, Faca Amolada, de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos e O Seu Amor, de Gil.

Continua após a publicidade
Publicidade