Clique e Assine a partir de R$ 3,90/mês

Cercado de amigos, Davi Moraes lança EP para homenagear o pai

Após perder os pais e a avó em 2020, músico transformou dor em canções. Álbum, disponível no streaming, conta com diversas participações

Por Marcela Capobianco 5 jan 2021, 13h57

O ano passado não foi fácil para ninguém, mas o músico Davi Moraes enfrentou uma barra sentiu na pele três perdas importantíssimas. O pai, Moraes Moreira, morreu em abril, após sofrer um infarto em casa. A mãe dele, Marília Mattos, se foi em novembro. A avó materna, Candida, também morreu em 2020, aos 97 anos, vítima da Covid-19.

Aos poucos, Davi juntou os caquinhos e transformou o sofrimento em música.

+ Coronavírus: Miguel Nicolelis pede lockdown imediato no país

“Eu estava sentindo uma necessidade muito grande de fazer uma homenagem ao meu pai, por toda a história de vida que a gente teve junto. Além de um pai, eu perdi um parceiro, um professor, o companheiro de estrada, tudo isso junto”, conta o herdeiro direto dos Novos Baianos, de 47 anos.

Ele lançou, nesta terça (5), pela Biscoito Fino, o EP Todos Nós, uma grande homenagem ao que o pai representou para a música brasileira e para o próprio Davi. São quatro canções, três delas inéditas. A produção é de Kassin.

A semente inicial foi a música Aquele Abraço do Gil, parceria inédita de Moraes e Joyce Moreno. “Meu pai a encontrou na padaria e deu uma letra manuscrita num pedaço de papel. Ele sempre foi muito fã da Joyce e eu peguei isso por tabela. De um dia para o outro, ela compôs um samba maravilhoso e mandou o áudio pra ele, pelo celular”.

Continua após a publicidade

Davi, então, convocou o baterista Paulo Braga e o baixista Alberto Continentino para prepararem uma versão em cima do áudio original, e Joyce adorou o que ouviu. Os primeiros versos da canção dizem “No meu andar de passista, a minha alma de artista deixa o corpo e voa. Ao exalar-se etérea. Ali mesmo onde a matéria ainda não povoa”.

+ Caetano Veloso processa cantora por fake news

Algum tempo depois, foi a cantora e compositora carioca quem sugeriu gravá-la. “Joyce me deu uma sacudida muito positiva. Ela me disse: ‘a gente está com a música pronta, vamos lançar um single!”. O passo seguinte foi convidar Marina Lima – prima de Marília Mattos – para gravar uma canção de Moraes em clima intimista, só voz e violão. Surgiu, então, uma nova versão de Davilicença.

+ Manual de Sobrevivência: Você merece um ano novo?

As músicas Aos Santos, gravada com Carlinhos Brown e Kassin, e O Cantor das Multidões, cuja gravação reuniu Davi, Dadi e Mu Carvalho, completam o EP, que já está disponível nas plataformas de streaming. O clipe de Davilicença estreia no YouTube na próxima sexta (8).

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade