Clique e assine com até 65% de desconto

Selecionamos 80 endereços com as melhores comidinhas do Rio

As sugestões vão desde padarias até hamburguerias e lugares para saborear um bom açaí ou adoçar o paladar

Por Bruna Motta Atualizado em 20 nov 2020, 15h37 - Publicado em 20 nov 2020, 06h00

AÇAÍ

Amazônia Soul
Fundada há mais de uma década no Rio pelo publicitário paraense Carlos Castilho Jr., a marca se declara como a primeira Amazon Store do mundo. Não à toa, o cardápio está repleto de sabores típicos da Região Norte, a começar pelo tradicional açaí. Em versão orgânica, a polpa da fruta pode ser batida pura ou com um pouquinho de açúcar (R$ 14,90 o baby, com 200 mililitros), e ganha coberturas ao gosto do freguês. Tem granola, farinha de tapioca ou díágua (uma versão mais amarelinha, típica do Pará), a R$ 2,90 cada uma. Funcionando com metade da capacidade, o espaço com móveis de madeira e paredes de cimento queimado ainda oferece pratos mais substanciosos. O
carro- chefe reúne dois astros da culinária amazônica: é o mix de vatapá e maniçoba (R$ 54,90). Rua Teixeira de Melo, 37, Ipanema, ☎ 2247-1028 (42 lugares). 12h/21h (seg. até 19h). →Aberto em 2009. Peça no iFood.

Asa Açaí
A senha do wi-fi dá a dica de como o açaí é servido: sem xarope. Aqui, a polpa da fruta chega à mesa adoçada apenas com açúcar orgânico (R$ 14,50 o pequeno, com 250 gramas). É tão bom que foi eleito o melhor açaí do Rio na edição 2019/2020 do prêmio VEJA RIO COMER & BEBER. Só não deixe de pedir junto a elogiada granola da casa (R$ 5,00 a porção), disponível também no pacote de 200 gramas (R$ 20,00). Aberta em março, a pequena loja no Jardim Botânico (onde era a Boulangerie Guerin) é uma extensão da matriz, no Centro, atualmente fechada, e faz parte do plano de expansão da marca, que vem investindo em outros ingredientes produzidos de forma sustentável. É o caso da pupunha, presente no arroz alegria com filé de pirarucu (R$ 42,00). Pela manhã, combos de desjejum são vendidos a partir de R$ 15,00.
Rua Jardim Botânico, 67 (Loja H), Jardim Botânico, ☎ 3563-9179 (35 lugares). 8h30/20h (fecha seg.). Aberto em 2016. Peça no iFood.

Grão-Pará
Com intuito de atrair paraenses saudosos de sua terra natal, a loja com jeito de casa de sucos moderna oferece muito mais do que o “verdadeiro” açaí de polpa concentrada (R$ 12,00 o pequeno, com 200 mililitros e acompanhamento de farinha de tapioca ou farinha-díágua). O cardápio, que também agrada a muitos cariocas, explora outros sabores da culinária nortista, como o tacacá (R$ 28,00), o vatapá (R$ 29,90) e a maniçoba (R$ 40,00). Para provar um pouquinho de tudo, a dica é pedir o menu degustação, que reúne os principais pratos a R$ 70,00. Os ingredientes típicos também estão nos sabores dos sorvetes, a exemplo de cupuaçu, taperebá e bacuri; a bola custa R$ 12,00.
Rua Barão de Ipanema, 94, Copacabana, ☎ 3489-0262 (35 lugares). 12h/22h; Rua Barão de Mesquita, 280 (loja E), Tijuca, ☎ 3258-4679 (12 lugares). 12h/21h30 (fecha seg.). Aberto em 2017. Peça no iFood.

Tacacá do Norte
De dimensões diminutas ó possui apenas um balcão para atender a clientela ó, a casa presta bons serviços à cultura culinária do Norte
desde 1973. A escolha deve começar pelos sucos, feitos de polpa de frutas típicas, como bacuri (R$ 14,00), graviola e cupuaçu (R$ 12,00 cada um), servidos em copos de 400 mililitros. O autêntico açaí (R$ 23,00, 400 mililitros) pode vir salpicado de granola, farinha de tapioca ou farinha amarela. Para comer, a turma costuma pedir tigelas do tradicional tacacá (caldo com goma de mandioca, tucupi, camarão e jambu; R$ 29,00) e saborosas casquinhas de caranguejo (R$ 29,00). Em tempo: em agosto, o negócio expandiu para uma loja ao lado que abriga o Tacacá do Norte Gourmet. Com salão climatizado, o ponto serve cardápio mais variado de petiscos, pratos e uma seção de açaí com acompanhamentos salgados. Na mesma calçada, a casa abriu uma sorveteria, a Blaus, rede famosa no Pará, que serve picolés e sorvetes de frutas da Amazônia (R$ 9,50 a bola no copo ou na casquinha). Rua Barão do Flamengo, 35, loja R, Flamengo, ☎ 2205-7545 (15 lugares). 9h/22h (dom. até 20h). Aberto em 1973. Peça no iFood.

CAFÉS

Armazém do Café
Há mais de duas décadas, o empresário Marcos Modiano serve em sua rede cafés especiais selecionados em concursos Brasil afora. Quem opta pelo Bahia, grãos premiados produzidos no sul do estado, paga R$ 10,00 pelo expresso e R$ 11,00 na versão coada na mesa. São os mesmos preços cobrados pelo café orgânico trazido do Paraná. Pioneiro no ramo, Modiano passou a vender também cápsulas do café da casa, feito com grãos provenientes do sul de Minas, cerrado mineiro e Alta Mogiana paulista (R$ 19,00; dez unidades). Para acompanhar, a torrada armazém (R$ 15,00) vem coberta de parmesão. Uma nova linha de sobremesas fit traz o bolo de chocolate sem glúten nem lactose
(R$ 13,00 a fatia). Rua Maria Quitéria, 77, loja G, Ipanema, ☎ 2267-6462 (20 lugares). 9h30/ 19h30 (dom. 12h/18h); Avenida Ataulfo de Paiva, 375, loja C, Leblon, ☎ 3874-5923 (26 lugares). 9h/19h (dom. 10h/18h). Mais cinco endereços. → Aberto em 1997.

Café ao Leu
Nutricionista, pesquisador de cafés e barista premiado, Leonardo Gonçalves comanda este porto seguro para apreciadores da bebida, campeão da categoria na última edição do especial VEJA RIO COMER & BEBER. Os grãos são garimpados pelo próprio Leo, como é mais conhecido, de pequenos produtores do Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro. Torrados localmente, podem ser tirados na forma de expresso a R$ 5,00, mesmo preço do filtrado da casa (passado em filtro de papel e servido em dose de 220 mililitros), ou coado, no método japonês Hario V60 ou no americano aeropress (R$ 10,00 cada um). Dos drinques, um hit traz leite gelado, xarope artesanal de baunilha do cerrado e uma dose de expresso (R$ 14,00). Para acompanhar, pegue essa dica: o cookie de doce de leite com flor de sal (R$ 10,00) é dos deuses. Rua Almirante Gonçalves, 50, loja L, Copacabana, ☎ 99886-9833 (6 lugares). 11h/18h (sáb. 9h/16h; fecha
dom. e seg). → Aberto em 2019.

Café do Alto
Com horário e capacidade reduzidos – agora funciona somente de quinta a domingo, apenas com oito mesas -, a casa em Santa Teresa
também mexeu no cardápio e no serviço. Estrela local, o café da manhã nordestino (R$ 60,00) foi ajustado para os novos tempos. O bufê saiu de cena e agora todos os pedidos são à la carte, pela comanda. É possível comer à vontade itens como raízes cozidas, ovos mexidos com carne-seca e tomate, tapiocas em seis diferentes sabores e doces como bolo de rolo. Guacamole picante e canjica estão entre as receitas que estrearam na retomada. Outros dois combos oferecem uma seleção menor e predefinida de itens a R$ 25,00 e R$ 51,00. Para o almoço, o cardápio de matulões oferece saborosos PFs a R$ 29,00 cada um. Rua Paschoal Carlos Magno, 143, Santa Teresa, ☎ 2507-3172 e 98165-6454 (70 lugares). 10h/19h (sáb. e dom. 9h/17h; fecha de seg. a qua.). Aberto em 2012. Peça no iFood.

Cafuné
O aroma delicioso de café toma conta do lugar, já que a torra dos grãos acontece ali mesmo, no 2º piso. O processo, que garante um melhor controle da qualidade do que vai na xícara, resulta numa ótima bebida, tanto na forma de expresso (R$ 6,00) quanto na filtrada (R$ 9,00). Disponível diariamente, o blend da casa, proveniente de Carmo de Minas, tem sabor cítrico e acidez pronunciada. Mas há novas opções a cada dia ó pergunte no balcão. São produzidas também infusões com chá de marca própria, como o que reúne hibisco, melissa e capim-limão (R$ 9,00). Para comer, o waffle de pão de queijo é servido com geleias, mel ou manteiga (R$ 13,00). Em novembro a rede ganha mais
uma loja, no Largo da Carioca. Shopping Città America, Barra, ☎ 2132-8260 (55 lugares). 9h/18h (sáb. 10h/17h; fecha dom.); Avenida João Cabral de Melo Neto, 850, Barra, ☎ 4105-1609 (22 lugares). 9h/18h (fecha sáb. e dom.). → Aberto em 2010.

DarkCoffee
Com mobiliário em couro e madeira, a cafeteria de 300 metros quadrados abriu as portas em julho deste ano, com estrutura para
quem quiser fazer um lanche ou trabalhar por lá mesmo. As mesas possuem tomadas e o wi-fi é liberado para a clientela. Para beber,
o destaque são os cafés especiais com no mínimo 80 pontos na Brazilian Specialty Coffee Association, preparados em diversos métodos. Na versão surpresa, o expresso, que muda diariamente, pode sair mais frutado ou mais cítrico, de acordo com o microlote (R$ 7,00). A bebida entra na receita de diversos quitutes, aliás, como o bolo de chocolate com café recheado de brigadeiro e ganache, ambos de café (R$ 16,00 a fatia). Na ala salgada tem pão australiano com geleia de cebola caramelada, picanha defumada e creme de gorgonzola (R$ 24,00). Rua  Beneditinos, 22, Centro, ☎ 2516-0370 (115 lugares). 10h/20h (seg. até 19h; sáb. 9h/15h; fecha dom.). → Aberto em 2020. Peça no iFood.

Fazenda Paradiso
Da fazenda dos proprietários no sul de Minas, chegam, a cada safra, seis variedades de grãos especiais. Torrados localmente todas
as quartas-feiras para manter o frescor ó é possível assistir ao processo – e moídos na hora, eles são vendidos em pacotes para levar para casa ou na xícara, em diferentes métodos. O expresso sai a R$ 7,00 e os coados, como o americano aeropress, a R$ 14,00 (150 mililitros). Na ala das comidinhas doces são novidade a torta de cookie (R$ 8,50 a fatia) e o brigadeiro de café (R$ 5,00) ó a receita, publicada no Instagram durante a pandemia para entreter a clientela, acabou virando hit na reabertura da loja. Os cursos e as degustações que aconteciam regularmente por lá estão, por ora, suspensos, mas devem voltar on-line. Rua dos Inválidos, 126, Centro, ☎ 3852-3082 (60 lugares). 9h/15h30 (fecha sáb. e dom.). → Aberto em 2016. Peça no iFood.

Bel Trufas é o campeão na categoria melhor bolo pelo Comer & Beber

Gato Café
Como o próprio nome sugere, trata-se de um cat café, comum em territórios orientais, como Taiwan e Japão, de onde veio a inspiração para a empreitada, aberta em julho num casarão pintado de rosa e tombado pelo Iphan, em Botafogo. Dividida em dois espaços, a área do café, que funciona com serviço de balcão,  a ala dos gatos, onde vivem felinos resgatados prontos para ser adotados, a cafeteria de 100 metros quadrados é ambientada em homenagem aos bichanos. A influência também se reflete no cardápio. Em formato de gatinhos, claro, o browniecookie (R$ 13,70) é um fenômeno de vendas. Trata-se de uma mistura dos dois doces com recheio no meio. Servido em copo que remete a uma pata felina, o mocaccino pode ser de chocolate (R$ 15,80) ou de caramelo (R$ 17,30). A lista também contempla waffles, sanduíches e outras comidinhas. Rua das Palmeiras, 26, Botafogo, ☎ 3283-5469 (30 lugares). 10h/19h (fecha seg.). → Aberto em 2020.

Le P’tit Café
Prestes a completar dez anos, o cantinho das irmãs Debora e Patrícia Lombardi cresceu – a pandemia chegou junto com a aquisição de
uma loja ao lado, incorporada ao espaço original. O novo ambiente conta agora com uma sala com sofá de couro, abajures e mesinhas
com cadeiras de vime que remetem aos românticos cafés parisienses. No menu, brilham os doces de Patrícia, formada pela escola de gastronomia Le Cordon Bleu, em Paris. Uma tentação recente, o bolo de cookie (R$ 18,50 a fatia) rivaliza com o de cenoura com calda de chocolate (R$ 18,00 a fatia). Da ala salgada, prove o cigarrete (R$ 7,00) – espécie de primo menos famoso do pão de queijo, consiste numa massa fina de trigo salpicada de queijo parmesão e recheada de queijo da Serra da Canastra. Uma novidade na carta de cafés é o cappuccino
com gotas de chocolate (R$ 13,00 o grande). Rua Visconde de Pirajá, 444, loja 114, Ipanema, ☎ 2267-7546 (28 lugares). 10h/18h (sáb.
até 14h; fecha dom.). → Aberto em 2011.

Metiers
Complemento perfeito durante uma visita à Casa Roberto Marinho, o café fica no lindo jardim da mansão. Com cardápio renovado, o ponto oferece três combos para um café da manhã sem pressa. O mais completo leva à mesa bebida quente, suco de laranja, baguete, brioche, geleia, manteiga, mel, pão de queijo, crumble com iogurte e frutas vermelhas e bolo de laranja (R$ 79,00). Para quem está pensando somente numa pausa, a dica é escolher entre as quatro opções de café coado à mesa (R$ 10,00 cada um). Um exemplo, a aeropress resulta na bebida filtrada com notas mais acentuadas, características de um bom expresso. Uma apetitosa carta de sanduíches elenca sugestões como o bolonha (R$ 38,00). Montado na focaccia, ele vem com presunto cru crocante, molho pesto e queijo da Serra da Canastra. Rua Cosme Velho, 1105, Cosme Velho, ☎ 99680-4818 (48 lugares). 12h/19h (sáb. e dom. a partir das 9h; fecha seg.). → Aberto em 2018.

Okanossa
A charmosa cafeteria investe em cafés especiais cultivados por pequenos produtores, extraídos em métodos diversos como o Hario V60 e a Chemex. O cardápio é vegetariano, com opções veganas e sem glúten para café da manhã, brunch e refeições. O salpicão (R$ 28,90) servido com batata-doce palha, e a feijoada (R$ 36,90), com cogumelos, abóbora, cenoura e tofu orgânico, são pedidos que fazem sucesso, assim como a tartine de guacamole com ovo caipira (R$ 29,90). No último ano, o espaço passou a vender os produtos feitos na casa, como o iogurte de kefir (R$ 11,50 para levar), a geleia de frutas vermelhas orgânicas (R$ 29,00) e a manteiga ghee (R$ 29,00). Não deixe de experimentar uma fatia da torta crua de cacau (R$ 16,90). Rua Cupertino Durão, 79 (loja C), Leblon, ☎ 3204-4055 (20 lugares). 10h/
17h30 (sáb. e dom. até 17h; fecha seg.). → Aberto em 2017. Peça no iFood.

Rubro Café
Com o fechamento da unidade do Rio Design Barra – não sobreviveu à pandemia – ficaram a matriz, no Centro, e a filial do Fashion Mall. Novas comidinhas acabam de chegar ao cardápio, como a bruschetta servida em dois sabores: tomate com manjericão e caponata de berinjela com parmesão (R$ 24,90 cada pedido), ambas com molho pesto na base. Outra boa-nova, o waffle pode vir em versão salgada, com queijo, presunto e manjericão (R$ 16,90), ou doce, acompanhado de manteiga, mel ou geleia (R$ 21,90 cada um). Para beber, o expresso de marca própria (R$ 6,50) serve de base para drinques como o mokka, composto de leite e calda de chocolate (R$ 12,50). Sanduíches são batizados com espécies de café, entre eles  o bourbon (peito de peru e queijo de minas na baguete integral; R$ 18,20). Rua da Quitanda, 191, loja A, Centro, ☎ 2253-3214 (100 lugares). 8h/15h30 (fecha sáb. e dom.); Shop ping Fashion Mall, São Conrado, ☎ 2422- 6306 (40 lugares). 10h/22h (dom. 14h/20h). → Aberto em 2004.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Zazá Café
Versão cafeteria do badalado restaurante Zazá Bistrô Tropical, em Ipanema, a empreitada das sócias Zazá Piereck e Preta Moysés oferece um agradável pouso no Rio Design Leblon. Para acompanhar o café (uma opção, o intenso lamjung da Nespresso custa R$ 13,00), as torradas de pão sourdough (de fermentação natural) ganham coberturas como a de abacate, tomate, sementes de abóbora e de girassol, azeite, sal, limão, pimenta-do-reino e coentro (R$ 22,00). O waffle pode vir com calda de brigadeiro quente ou de doce de leite da casa (R$ 29,00 cada um), por exemplo. Entre as bebidas geladas, o chá detox de capim-santo e limão-taiti (R$ 10,00 cada um) é adoçado com agave. Um mercadinho oferece itens para levar para casa, como cookie de Nutella (R$ 14,00) e granolas doces e salgadas (R$ 27,00 na embalagem de vidro). Shopping Rio Design Leblon, Leblon, ☎ 99605- 3459 (46 lugares). 10h/22h (fecha dom.). → Aberto em 2018. Peça no iFood.

CHOCOLATES

Cacau Noir
O cacau trazido da fazenda própria na Bahia, adquirida no fim de 2019, e de uma rede de produtores do Pará, oriundos da agricultura
familiar, abastece a fábrica da marca, instalada em São Paulo. Antes de chegar lá, a matéria-prima passa por três processos de fermentação para depois ser secada e torrada corretamente a fim de se extrair os aromas e a potência do fruto. Daí, os chocolates, de apresentação delicada, premiados com o segundo lugar na edição especial VEJA RIO COMER & BEBER, são distribuídos pelas catorze lojas da rede, oito delas no Rio – até o fim do ano inaugura mais uma em Niterói. O bombom preferido do público é o de caramelo com flor de sal (R$ 3,90 a unidade). Recém-lançados, os bombons bola estão disponíveis em deliciosos recheios, como avelã e caramelo, e têm valor mais acessível
(R$ 1,49). BarraShopping, Barra, ☎ 2431- 9643 (16 lugares). 10h/22h (dom. 13h/21h); Shopping Leblon, ☎ 3269-2618 (4 lugares). 10h/22h (dom. 13h/21h). Mais seis endereços. → Aberto em 2005. Peça no iFood.

Chocolate Q
Com duas unidades no Rio (sendo a do Galeão fora de funcionamento por causa da pandemia) e uma instalada na Casa Pau Brasil, em Lisboa, Portugal, a marca dispõe de mais de trinta variedades de chocolate, fruto de pesquisas iniciadas em 2007 pela chef Samantha Aquim, profunda conhecedora do assunto. O menu inclui barras de 50% a 95% de cacau, sem produto químico nem adição de leite (R$ 30,00, 50 gramas), consideradas os carros-chefe. Novidades por lá, as amêndoas de cacau cobertas de chocolate crocante saem a R$ 85,00 (150 gramas). Outro item recém-chegado é o puxa-puxa, em versões 55%, 75% e 95% (R$ 120,00, 200 gramas): trata-se de uma espécie de trufa, de consistência elástica (e deliciosa), feita com azeite de abacate no lugar do creme de leite. Para acompanhar, o expresso custa R$ 8,00. Em
tempo: a grife lançou uma linha de louças e sua loja virtual. Rua Garcia D’Ávila, 149, loja B, Ipanema, ☎ 2274-1001 (8 lugares). 10h/19h
(fecha dom. e seg.). → Aberto em 2012.

Envidia
Condecorada três vezes com o prêmio de melhor chocolate no especial VEJA RIO COMER & BEBER, a pequena loja no Leblon – um charme, diga-se ó dispõe de sessenta variedades de bombons. Os docinhos são vendidos por peso em sugestões como o meio amargo com crocante de flor de sal (R$ 300,00 o quilo), o que mais sai. Ou seja, não deixe de provar. Sorvetes artesanais, produzidos lá mesmo, com textura de musse, também são sucesso e estão disponíveis em versões como coco, chocolate, pistache e limão (R$ 13,00 a bola; R$ 65,00 o quilo). Entre as quinze tortas variadas, a alemã (R$ 15,00 a fatia) é a mais pedida. Tem muita gente que vem também pelo brigadeiro (R$ 4,00 a unidade) e pelos bolos, como o de laranja com passas e nozes (R$ 11,00 a fatia). Opção sem açúcar, a cheesecake com calda de amora é uma delícia e custa R$ 15,00. Rua Dias Ferreira, 106, loja A, Leblon, ☎ 2512-1313 (25 lugares). 11h/19h (fecha dom.). → Aberto em 2006.

Frédéric Epicerie
Comandado pelo experiente chef Frédéric de Maeyer, belga radicado no Rio, o espaço diminuto chama atenção de quem entra no salão pela vistosa vitrine de doces. Lá estão itens como o fondant de praliné (R$ 22,00), a éclair de chocolate belga (R$ 15,00) e os chocolates que lhe renderam o prêmio de campeão na última edição do especial VEJA RIO COMER & BEBER. Entre eles figuram as barras (R$ 15,00), em versões
como branca, ao leite e 70%, e os bombons trufados em sabores criativos e elegantes (R$ 25,00, seis unidades). Na padaria destacam-se variedades de fermentação natural, como a baguete (R$ 29,90) e a focaccia (R$ 39,90). Podem fazer as vezes de lanche sanduíches como o croque monsieur (R$ 18,00), que traz o misto no pão suíço coberto de molho bechamel e queijo gratinado. Petiscos, sopas, quiches e pizzas na brasa, em cartaz a partir das 17h, compõem a lista de atrações. Rua Gustavo Sampaio, 802, loja A, Leme, ☎ 2146-9691 (20 lugares). 9h/22h (ter. e qua. até 19h30; fecha seg.). Aberto em 2019. Peça no iFood.

Nooma
O conceito americano do bean-to-bar (do grão à barra, na tradução do inglês) norteia a filosofia da marca com dois pontos inaugurados neste ano na Zona Sul. Tanto no quiosque do Botafogo Praia Shopping quanto no do Shopping Leblon a seleção inclui mais de setenta barras de chocolates artesanais de diversas fazendas e regiões do Brasil. Premiado na Academy of Chocolate (AoC), de Londres, figura por lá o Mestiço, com 62% de cacau e café (R$ 21,90). O cardápio destaca uma linha de bebidas quentes e frias preparadas com ganache de chocolate belga. Entre elas faz sucesso o milk-shake em sabores como chocolate branco ou avelã (R$ 19,90 cada um; 350 mililitros). Na ala salgada, os brods, sanduíches abertos dinamarqueses preparados em pão low carb de amendoim, fazem-se presentes em nove versões, como a caprese (R$ 26,90). Completam a lista quiches, sopas e bolos. Botafogo Praia Shopping, ☎ 9973-78892. 10h/22h (dom. 12/22h); Shopping Leblon, Leblon, ☎ 98082-8302 (50 lugares). 10h/22h (dom. 12h/22h). → Aberto em 2020. Peça no iFood.

DOCERIAS

Alda Maria Doces Portugueses
Simone Campos cuida da rotina ao lado da irmã, Liliane, e sob o olhar atento da matriarca, que dá nome ao negócio de família. Na quarentena, o serviço de entrega ganhou opções como o menu de comida portuguesa (R$ 150,00, cinco pratos). Desde a reabertura do salão, essa e outras inovações dividem espaço com os doces típicos que fazem a fama do lugar. O repertório de delícias inclui pastéis de nata (R$ 10,00 a unidade), toucinho do céu (R$ 15,00, tradicional ou de chocolate), ovos moles no copinho (R$ 8,00) e bolo de mel da madeira, feito com nozes e melado (a partir de R$ 15,00, o individual). Para acompanhar, escolha entre o café expresso (R$ 5,00) e um cálice de vinho do Porto (R$ 15,00). O chá da tarde é servido a R$ 130,00 (por pessoa). Recomenda-se fazer reserva. Rua Almirante Alexandrino,
1116, Santa Teresa, ☎ 2232-1320 (25 lugares). 10h30/19h (dom. a partir das 14h; fecha seg.). Aberto em 2003.

+ Oteque é eleito o melhor restaurante de cozinha de autor

Brigadeiros Fabiana D’Angelo
De 2012 a 2014, quando o  prêmio VEJA RIO COMER & BEBER submeteu ao júri a categoria brigadeiro, a casa de Fabiana DíAngelo sagrou-se tricampeã. Em 2019, ela própria alcançou o segundo lugar na votação para doceiro do ano. Seu grande trunfo é, claro, o brigadeiro (R$ 5,00 a unidade), preparado à moda tradicional, com Nescau na fórmula. A massa clássica recebe numerosos confeitos, como lascas de amêndoa e paçoca (R$ 5,50 cada um). Doce variação, o brigadeirão, levado ao forno, é banhado em calda de brigadeiro (R$ 20,00, 210 gramas). Essas e outras pedidas são oferecidas em quiosques espalhados por cinco shoppings – no último ano, o ponto no Shopping da Gávea fechou, mas abriu-se uma frente no Shopping Tijuca. Fashion Mall (8 lugares); Shopping Tijuca (2 lugares). 10h/22h (dom. 15h/21h). Mais três endereços. → Aberto em 2011.

Cake & Co.
Restrições da pandemia reduziram a capacidade de público local pela metade, mas inspiraram o sistema próprio de delivery. Na quarentena, a torta deliciosa, de massa branca, creme de confeiteiro, morangos e merengue, foi a campeã de encomendas (R$ 19,80 a fatia, a R$ 190,00, com vinte fatias), junto com os bolos caseiros de textura irreparável nos sabores laranja e cenoura com calda de chocolate (R$ 42,00, com doze fatias). No endereço com ambiente de fazenda, delícias de fabricação própria podem ser acompanhadas pelo café da vovó (R$ 14,30), que mistura leite condensado, café expresso e chantili. Duas pedidas atraentes são cheesecake (R$ 47,00, tamanho único, para quatro pessoas), nos sabores amora, damasco, goiaba ou morango, e maravilha de abacaxi (R$ 15,40 a fatia, R$ 47,00, para quatro, R$ 140,00, vinte fatias), receita de massa branca, creme de confeiteiro, merengue, coco fresco e abacaxi. Encomendas com 24 horas de antecedência. Rua Conde de Irajá, 132, Botafogo, ☎ 2286-4769 e 96604-9468 (42 lugares). 12h/18h (fecha dom.). → Aberto em 1996.

Carolina Sales Pâtisserie de Brigadeiros
A dona do negócio e sua especialidade dão nome à marca, que ganhou mais dois pontos de venda, também na Barra: uma segunda loja no BarraShopping, mais ampla, e a Carolina Sales Box, no VillageMall. O docinho enrolado, carro-chefe local, custa R$ 5,50 em sabores como chocolate belga ao leite – e pode acreditar: vale cada caloria. Também valem a visita o cookie, o bolinho da vovó quentinho, de maçã ou cenoura (R$ 13,00 cada pedido), e a torta creamy (R$ 23,00 a fatia), de brownie preto, com camada dupla de brigadeiro branco, cobertura de ganache de Nutella e avelãs. Na ala salgada, decida entre a porção de pães de queijo de tapioca (R$ 13,00, meia dúzia) e o croissant ratinado (R$ 20,00, de queijo cremoso ou misto). A lista de bebidas inclui expres so curto (R$ 6,50), suco de laranja e água de coco (R$ 9,00 cada um).
Preços do VillageMall. BarraShopping (6 lugares), 10h/22h (dom. 13h/21h); VillageMall, 10h30/22h30 (dom. 12h/ 21h.). Mais dois endereços. → Aberto em 2010. Peça no iFood.

Casa Cavé
Estabelecimento do tempo do Império, inaugurado pelo francês Charles Auguste Cavé, é um histórico reduto de petiscos e nostalgia no Centro. A oferta de pratos está suspensa por causa da pandemia, mas não faltam motivos para a visita. No balcão, atraem as atenções alguns clássicos da doçaria portuguesa, como pastel de nata (R$ 8,70) e ovos moles de Aveiro (R$ 11,80). A ala salgada traz coxinha de galinha com
requeijão e bolinho de bacalhau (R$ 7,80 a unidade). Entre os sanduíches, o francesinha, também típico de Portugal, é recheado de filé-mignon grelhado, sob lâminas de presunto, queijo e linguiça salteadas, e guarnecido de fritas (R$ 65,00). Para acompanhar, peça o guaraná caçulinha (R$ 4,20, 237 mililitros), outra relíquia local, assim como os vitrais franceses e o painel de azulejos que retrata a Torre de Belém. O salão com entrada pelo número 137 segue fechado, à espera de dias melhores. Rua Sete de Setembro, 133, Centro, ☎ 2224-2420 e 2222-2358 (42 lugares). 10h/17h (sáb. 9h/13h). → Aberto em 1860.

As Claras
No início da quarentena, Cristina Martuscelli viu-se com a loja fechada e grande quantidade de leite no estoque. A nutricionista, que não usa conservantes em suas receitas, comprou abacate, preparou litros de vitamina e os distribuiu de graça. Em seguida, foi à luta: diversificou o delivery com cestas de café da manhã, chá da tarde e outras gostosuras. O atendimento presencial, reduzido, é feito nas mesas da varanda. As sugestões incluem croque monsieur (R$ 32,00) e poucas pedidas de almoço (a quiche de brie com damasco e saladinha custa R$ 35,00). As atrações principais, no entanto, são doçuras como o bolo de cenoura com brigadeiro (R$ 18,00 o pequeno), a torta de pera com amêndoas (R$ 18,50) e o red velvet (R$ 20,00, tamanho individual). Para beber, peça o suco de laranja com framboesa (R$ 18,00, 420 mililitros). Estrada da Barra da Tijuca, 1636, bloco E, loja 12 (Espaço Itanhangá), Barra, ☎ 3596-9635 (60 lugares). 7h/19h (dom. até 17h). → Aberto em 2010.

Colher de Pau
O formato redondo da porta de entrada dá à casa ares de cenário de conto de fadas. No negócio fundado pela saudosa doceira Gimol Kaner, o brigadeiro goza de ótima fama. O carro-chefe é servido na versão original, ao lado do dois amores (o popular casadinho), do cajuzinho e de docinhos de nozes, como o camafeu e o bombom (R$ 6,90 cada unidade). Outras pedidas são as fatias de torta de brigadeiro (R$ 17,40) e de bolo negro, feito de chocolate 70%, brigadeiro e calda de chocolate (R$ 18,40). Sugestão mais recente, surgida em 2020, o bolo vulcão é vendido por R$ 17,00 (a fatia) e R$ 135,00 (inteiro, com oito pedaços): a massa, parecida com a do bolo negro, recheada de calda de brigadeiro, entra em “erupção” quando cortada. Podem completar a visita o expresso (R$ 6,50) ou, em dias mais frios, o chocolate quente com borda de brigadeiro (R$ 12,50). Rua Rita Ludolf, 90, loja A, Leblon, ☎ 2274-82954 (19 lugares). 11h/18h30 (qua. a dom.). → Aberto em 1974.

+ Tati Lund é eleita chef do ano no Comer & Beber

Confeitaria Colombo
Fundado no fim do século XIX, o endereço no Centro, com vitrais e espelhos importa dos da Europa, é um cartão-postal carioca. Os bufês de café da manhã, almoço e chá da tarde estão suspensos, mas segue o serviço à la carte. Na matriz, balcões exibem petiscos doces e salgados, como a bomba de chocolate (R$ 11,30), a coxinha de galinha (R$ 9,90) e sua famosa versão turbinada, a coxa creme (R$ 17,50). O cardápio, no momento servido apenas no térreo, também traz opções mais robustas de café da manhã e almoço. Na filial do CCBB, o acesso ao centro cultural é feito mediante reserva no site. Outra unidade, à beira da praia, o Café do Forte serve especialidades da Colombo, como as torradas Petrópolis (R$ 15,00, duas fatias na chapa, com manteiga) e a tartelette de limão (R$ 11,30). Rua Gonçalves Dias, 32, Centro, ☎ 99609-7780 (350 lugares). 10h/18h (sáb. 9h/16h; dom. só delivery); Forte de Copacabana, ☎ 99603-2171 (140 lugares). 10h/19h30 (fecha seg.); CCBB (50 lugares). 11h/17h (fecha ter.). Mais um endereço. → Aberto em 1894. Peça no iFood.

Conflor
Misto de confeitaria e café vegano, o endereço, comandado pela sócia e confeiteira Luisa Mendonça, foi inaugurado no Cosme Velho e
hoje está instalado na Fábrica Bhering, no Santo Cristo. Por lá, nenhuma receita leva ingredientes de origem animal, claro, e há opções sem glúten também. Entre os mais pedidos figuram a torta de chocolate com crocante de amendoim (R$ 14,50 a individual; R$ 110,00 a inteira) e a cheesecake preparada com queijo de castanha-de-caju e geleia de frutas vermelhas (R$ 14,50 a unidade). Na ala salgada, a empadinha de carne de jaca e a esfiha de berinjela (R$ 8,90 cada uma) entram em cena aos sábados, o único dia que a casa abre ao público neste momento da pandemia (a ideia é ampliar o atendimento presencial assim que possível). Para beber, a lista inclui desde café artesanal (R$ 5,50) até kombucha (R$ 15,00). Rua Orestes, 28, 3º andar, Santo Cristo, ☎ 98167-7220 (20 lugares). 13h/18h (fecha dom. a sex.). → Aberto em 2018.

Kurt
No Rio, fugido da II Guerra, o alemão Kurt Deichmann (1907-2000) abriu uma delicatessen na Avenida Ataulfo de Paiva. Depois, também no Leblon, fez história com a tradicional confeitaria que leva seu nome. Na ala dos clássicos destacam-se a bienenstich, ou picada de abelha, bolo recheado de creme debaunilha sob cobertura crocante (R$ 16,00 a fatia; R$ 150,00 inteiro), e a torta de damasco com chantili (R$ 16,00 a fatia; R$ 160,00 a inteira). Entre as opções mais recentes há éclair de pistache (R$ 17,00), torta belga, musse de chocolate belga levemente trufada com crocante de nozes (R$ 18,00 a fatia), e a choco carmel, musse de chocolate belga com base crocante, flor de sal e cobertura de caramelo (R$ 16,00 a fatia). Refrigerantes não entram ó escolha entre o cappuccino (R$ 9,00 o pequeno) e chás (R$ 6,50 o nacional; R$ 9,50, o importado). Rua General Urquiza, 117, loja B, Leblon, ☎ 2294-0599 e 2512-4943 (20 lugares). 8h/19h (sáb. 9h/18h; fecha dom.). → Aberto em 1942.

L’Éclair Shop
O casal Nicola, francês, e Maria Fernanda Picavet, brasileira, cuida da loja escondida no 2º andar da tradicional Galeria Condor. Ela, formada em confeitaria na terra natal de Nicola, com passagem por escolas de prestígio como Alain Ducasse, Lenôtre e Le Cordon Bleu, prepara a especialidade local: as clássicas éclairs  francesas -por aqui chamadas de “bomba”. De apresentação atraente, estão à prova em dois tamanhos: original (R$ 12,50) e míni (R$ 7,00). Os sabores regulares, baunilha, bicolor, café, caramelo salgado, chocolate meio amargo, lavanda e limão, costumam ser acompanhados de uma nova sugestão mensal. Para levar ou presentar, há sugestões em belas caixinhas, como as de quatro unidades no tamanho míni (R$ 28,00) e de cinco éclairs no tamanho original (R$ 62,50). Largo do Machado, 29, loja 248, Catete, ☎ 98560-3456. Fique de olho: até o fim de 2020, a loja deve mudar para a Rua Visconde de Pirajá, 540, 107, em Ipanema. 12h/17h (fecha dom. e seg.). Aberto em 2017. Peça no iFood.

Louzieh Doces Finos
Com três décadas de serviços prestados no ramo de bolos e docinhos para casamentos e festas, Louzier Lessa inaugurou em junho de 2019 um charmoso café em Ipanema. Lá funciona como uma espécie de vitrine para escoar parte de sua produção artesanal de cerca de 5 000 doces diários na fábrica instalada em Cordeiro, na região serrana, sua terra natal. Trata-se de criações com pouco açúcar (para não enjoar os paladares) e uso abundante de frutas. Hit local (e ícone em muitos casórios), o delicado doce de coco fresco com leite condensado e lâminas dafruta vem em forma de flor (R$ 6,00). Mas, apesar do sucesso, o carro-chefe é o bolo de casamento com cinco camadas generosas de recheio: nozes, damasco, baba de moça, ameixa e coco (R$ 20,00). Outra sugestão é o romeu e julieta (R$ 6,00), uma casquinha de chocolate branco recheada de creme de queijo e doce de goiaba. Rua Visconde de Pirajá, 444, loja 119, ☎ 2236-2540 e 99494- 8667 (15 lugares). 9h/19h (sáb. até 15h; fecha dom.). → Aberto em 2019.

Make a Cake
Na doce linha de montagem da chef Tássia Campos, o cliente monta seu bolo e em dez minutos o pedido está pronto. Os tamanhos vão do individual, com duas massas, dois recheios e um topping (a partir de R$ 16,90), ao grande, com três massas, três recheios e um topping (a partir de R$ 215,90, em torno de trinta fatias). As combinações incluem massas de baunilha, de chocolate e a fit, sem glúten nem lactose, além de recheios de doce de leite e brigadeiro ao leite. Para comer no local também há brigadeiros sortidos (R$ 4,00), macarons (R$ 5,00 a unidade) e bolo no pote (R$ 15,00). Embalagens para presente trazem, entre outras opções, nove docinhos (R$ 36,00) ou oito macarons (R$ 40,00). Shopping RioSul, ☎ 3873-0801. 10h/22h (dom. 13h/21h); BarraShopping, ☎ 2408- 3272. 10h/22h (dom. 13h/21h); Shopping
Downtown, ☎ 3486-3120 (18 lugares). 11h/19h (sáb. a partir das 12h; fecha dom.). → Aberto em 2016. Peça no iFood.

MP Tortas Boutique
O sufoco na pandemia reduziu o atendimento local, limitado a quinze pessoas nas mesas externas. Mas a casa, pela primeira vez, passou a trabalhar com entregas. Via WhatsApp, são despachadas receitas como as das tortas geladas de maracujá ou de brow nie (R$ 140,00 cada uma, 22 centímetros de diâmetro). Também há tortas salgadas de 25 centímetros, de frango (R$ 135,00), palmito (R$ 140,00) e bacalhau (R$ 165,00), entre outras. Na loja faz sucesso o chá da tarde, a partir das 14h30. O sistema de menu degustação (R$ 130,00, para dois) inclui pasteizinhos, empadinhas, chás, infusões geladas, fatias de torta e sanduíches. Pedidos à parte, o brigadeiro belga (R$ 6,50). Avenidas das Américas, 15000 (San Francisco Top Town), Recreio, ☎ 3592-3330/3331 (55 lugares). 12h30/18h30 (fecha dom.). → Aberto em 2010.

The Bakers
O endereço de Ipanema fechou as portas, mas segue em Copacabana o negócio inspirado por forte tradição familiar. No comando, Danny Geller é neto do alemão Kurt Deichmann, fundador da confeitaria Kurt – hoje administrada por Evelyn Geller, mãe de Danny. O cardápio generoso inclui pedidas como o devilís cake (R$ 16,90 a fatia), com camadas de bolo de chocolate úmido e aerado, recheado e coberto de fudge, calda e raspas de chocolate. Entre os clássicos locais figuram ainda cheesecake de morango (R$ 14,90 a fatia) e mil-folhas, nos sabores Nutella (R$ 16,90), creme, limão-siciliano e doce de leite (R$ 14,90 cada pedido). Na loja, de 17h a 21h, e no delivery, a partir das 17h, a pizzaria local prepara redondas à moda napolitana. A farra pode incluir ainda o brownie chocoball, milk-shake de chocolate com
calda de chocolate, coberto por bolinhas crocantes, brownie, chantili e biscoito (R$ 29,90). Rua Santa Clara, 86-B, Copacabana, ☎ 3209-1212 (102 lugares). 9h/21h. → Aberto em 1994. Peça no iFood.

É campeão: João de Deus Lopes, o Boi, é o garçom do ano

Torta & Cia
Porto seguro, os quatro pontos abrem nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro – ou seja, já salvaram muita gente atrás de uma torta de
última hora. A produção que abastece a rede vem da fábrica própria –  onde gordura hidrogenada não entra. A torta de nata, com massa leve, chantili e cobertura de chocolate meio amargo, é a favorita da clientela, seguida de perto pela maravilha de banana (R$ 15,00 cada fatia; R$ 138,00 no tamanho grande, com vinte pedaços). Também têm muitos fãs o rocambole de geleia de damasco (R$ 15,00 a fatia), a cheesecake de amora (R$ 15,00 a fatia) e o brigadeiro com granulado belga (R$ 5,00). Para acompanhar os doces petiscos – ou dicas salgadas, como a fatia de quiche de três queijos (R$ 15,00) e o pão na chapa (R$ 7,00) -, o expresso custa R$ 6,00. Estrada da Gávea, 820 (Posto Shell) São Conrado, ☎ 3322-5933 (20 lugares). 11h/19h; Cobal do Humaitá, ☎ 2537-8484 (20 lugares). 11h/19h. Mais dois endereços. ☎ Aberto em 1989. Peça no iFood.

HAMBURGUERIA

B, de Burger
Já são seis o número de lojas desta marca criada em 2015, em Ipanema. Os recadinhos de clientes nas paredes são uma marca da decoração desde a matriz. No cardápio, hambúrgueres eleitos os campeões na edição 2018 do prêmio VEJA RIO COMER & BEBER incluem pedidas sem erro. O b, de bossa (R$ 40,00), de costela, é coberto com queijo cheddar, cebola caramelizada na cerveja escura, alface-americana, tomate, picles e molho da casa. A rede investiu também no smash burger, tendência do momento. Com um disco fino amassado na chapa, cebola- roxa, picles e queijo, o pedido sai a R$ 19,00. A batata trufada com alecrim e parmesão (R$ 21,00) é uma das escolhas para acompanhar. No capítulo de milk-shakes, prove a tentadora versão de churros (R$ 25,00). As lojas estão funcionando com metade da capacidade. Rua Teixeira de Melo, 21, Ipanema, ☎ 2523-6098 (26 lugares). 12h/0h (seg.a qua. até 23h); BarraShopping, ☎ 3549-9034 (80 lugares). 12h/0h (seg. a qua. até 23h). Mais quatro endereços. → Aberto em 2015. Peça no iFood Gourmet.

Continua após a publicidade

Bullguer
A rede criada em São Paulo foi uma das primeiras no Brasil a investir nos smash burgers, as estrelas locais. Eles aparecem em sugestões como o uovo (R$ 22,00), reunião de pão, hambúrguer de 100 gramas, queijo, ovo e maionese. A opção vegetariana traz hambúrguer de faláfel (à base de grão-debico), coleslaw (saladinha de repolho), ovo e picles de rabanete (R$ 26,00). Uma versão de peixe empanado com molho tártaro e queijo (R$ 26,00) também é boa pedida. Alternativa aos hambúrgueres, o hot-dog (R$ 12,00) é um cachorro-quente de pão, salsicha húngara e mostarda. Para completar o pedido, há dicas como a batata frita temperada com páprica e servida com creme de queijo cheddar (R$ 16,00). Para janeiro está prevista a abertura de uma nova unidade na Tijuca. Rua Barão da Torre, 510, Ipanema, ☎ 3734-5931 (150 lugares). 12h/22h30. → Aberto em 2017.

Burger Joint
Com a loja do Centro de Visitantes das Paineiras ainda fechada e a de Botafogo funcionando somente para delivery, a clientela tem sido recebida nas unidades do Bossa Nova Mall, NorteShopping e Leblon – esta, inaugurada em dezembro. Há novidades no cardápio, que é de ótima relação entre qualidade e preço. Uma delas é o triple burger, que leva três hambúrgueres, queijos colby e cheddar, bacon, ketchup, mostarda de Dijon e maionese da casa (R$ 33,00). A rede nova-iorquina lançou também uma linha de cachorros-quentes. Versão simples,
o dogão (R$ 12,00) vem com salsicha, ketchup e maionese. Já o hot peño (R$ 14,00) inclui, além da salsicha, picles da casa e maionese de jalapeño. Para acompanhar, a batata frita custa R$ 8,00. Bossa Nova Mall, Centro, ☎ 2303-7429 (60 lugares). 11h/21h30 (dom. até 21h); Avenida Ataulfo de Paiva, 1228, Leblon, ☎ 97138-8980 (12 lugares). 11h30/22h. Mais três endereços. → Aberto em 2017. Peça no iFood.

Cabana Burger
Com capacidade reduzida em 60% durante a pandemia, a loja carioca da marca paulista serve hambúrgueres no estilo smash burger, prensado na chapa na hora do preparo. Montado com american cheese, alface, tomate e molho da casa, o cabana burger sai a R$ 22,00 (simples) ou R$ 31,00 (duplo). O mesmo disco entra no preparo do oklahoma crispy, com queijo e anéis de cebola (R$ 23,00 e R$ 32,00). Já o melted leva hambúrguer de wagyu de 160 gramas, cheddar derretido e bacon crocante (R$ 32,00). Uma alternativa, o cabana dog 2.0 é um cachorroquente feito com salsicha artesanal e vinagrete de tomate, cebola-roxa, picles e pimenta-de-cheiro (R$ 26,00). A batata frita
temperada com páprica e alecrim, escoltada por maionese da casa (R$ 11,00), é uma opção de reforço. Para beber, a pink lemonade
(R$ 11,00), suco de limão com hibisco preparado ali mesmo, pode vir com ou sem gás. BarraShopping, ☎ 3328-3019 (104 lugares). 12h/22h (sex. a dom. até 23h). → Aberto em 2017. Peça no iFood.

Curadoria
O delicioso pastrami (peito bovino defumado) artesanal preparado por Diogo Teixeira foi a pedra fundamental deste negócio, inaugurado em 2017. Mas foram os hambúrgueres da casa os campeões na edição 2019 do especial VEJA RIO COMER & BEBER. De tão bons, dividem o protagonismo com o sanduíche de pastrami com picles e maionese artesanais, mostarda líancienne e queijo meia-cura gratinado no pão de leite (R$ 38,00). Não deixe de provar o classic, com carne bovina, maionese, picles, cebolaroxa, cheddar e bacon artesanal (R$ 35,00). Uma novidade, o foie burger (R$ 69,00) traz um naco de foie gras, além de carne e molho. Para beliscar há pedidas como os ótimos croquetes (R$ 30,00, quatro unidades) ó pergunte pelo sabor do dia. Adoce a experiência com a cheesecake (R$ 25,00). Uma filial funciona no descolado Be+Co. Shopping Vogue Square, Barra, ☎ 99274- 6863 (32 lugares). 12h/23h (sex. e sáb. até 0h). → Aberto em 2017. Peça no iFood.

Descolado Burger & Beer
Mais uma marca surgida na onda dos food trucks e que evoluiu para lojas de rua, a hamburgueria produz um blend de costela e fraldinha com 180 gramas que protagoniza quatro sugestões. Uma delas traz ainda cheddar derretido, aîoli, alface, tomate, picles e crispy de bacon (R$ 29,90). Outro caminho é montar a própria combinação escolhendo tipo de pão, ponto da carne, queijo e outros itens por R$ 19,90. Novidade na lista de itens para incrementar o sanduíche, a mussarela empanada custa R$ 7,00. Batata rústica (R$ 8,90) e fritas com cheddar e bacon (R$ 10,90) estão entre os acompanhamentos. Para beber, uma dica é o refil de mate artesanal da casa (R$ 9,90). Rua México, 116, Centro, ☎ 2524-4547 (60 lugares). 9h/16h (fecha sáb. e dom.); Avenida Almirante Barroso, 6, Centro, ☎ 2524-6296 (50 lugares). 9h/19h (fecha sáb. e dom.). Aberto em 2016. Peça no iFood.

Ex-Touro
O negócio começou por acaso. Quando abriu as portas, em 2015, na pequena loja no Cadeg, Yasser Regis tinha como ideia ser apenas um açougue de carnes nobres. Por pressão dos amigos (que adoravam seus hambúrgueres), bastou apenas um mês de funcionamento para resolver moer cortes de angus e wagyu, criar blends, molhos e combinações e vencer dois anos depois o VEJA RIO COMER & BEBER. Neste ano, após adotar modelo de franquia, a marca prevê a expansão de dez lojas, cinco delas em processo de abertura, sendo a primeira inaugurada em Vila Valqueire. Com 180 gramas do blend da casa, o kobezilla (R$ 42,00) traz queijo monterey, costela bovina desfiada, molho barbecue e cebola crispy no pão brioche. Novidade em cartaz, o quartourão (R$ 39,00) reúne, além do disco carnívoro e do pão, queijo colby, picles de pepino caseiro, cebola picada, ketchup e mostarda artesanais. Rua das Dálias, 158, Vila Valqueire (100 lugares), 3281-7860.
11h30/1h (sex. e sáb. até 2h). Mais quatro endereços. Aberto em 2020. Peça no iFood.

Hamburgueria da Alfândega
A casa surgiu em 2016 na rua que a batiza e hoje conta com mais duas unidades, na Lapa e em Ipanema. Protagonista do cardápio, o clandestino leva um blend de carne angus no pão de batata, mais cheddar temperado, bacon crispy, alface e tomate. Pode vir com um (R$ 22,90), dois (R$ 30,90) ou três (R$ 38,90) discos de 180 gramas cada um. Pelo combo (a versão simples mais batata e bebida) são pagos R$ 38,90. Outro caminho é montar a própria pedida escolhendo pão, ponto da carne, queijo e complementos (de R$ 22,90 a R$ 38,90). Uma opção feita de grão-de-bico garante um lanche vegetariano (R$ 22,90 o simples). Para escoltar, experimente a batata frita com cheddar e bacon (R$ 11,40). Rua da Alfândega, 7, Centro, ☎ 2253-1479 (80 lugares). 11h/16h (fecha sáb. e dom.); Rua Vinícius de Moraes, 174 Ipanema, ☎ 3268-3959. 12h/23h (seg. a partir das 18h; sex. e sáb. até 0h). Mais um endereço. Aberto em 2016. Peça no iFood.

Hell’s Burguer
A unidade do Centro sucumbiu à pandemia, mas a marca segue operando na matriz, em Botafogo, e na Barra – e, em breve, abre nova loja no Recreio. O cardápio traz novidades, como o krusty, um smash burguer de 80 gramas com queijo cheddar, alface, tomate e molho da casa no pão brioche (R$ 14,90). O leviatã (R$ 39,90) vem com 150 gramas de hambúrguer bovino, mais linguiça de pernil de porco defumada, cheddar e molho de alho. Moído com bacon e coberto por cheddar, o fifty-fifty (R$ 25,90) pode ser servido em combos com batata canoa e refrigerante, mate ou água (R$ 35,90), milk-shake (R$ 38,90) ou cerveja Budweiser (R$ 39,90).A casa também vende duas cervejas próprias, uma lager (R$ 12,90) e uma IPA (R$ 17,90), ambas em long neck. Rua Muniz Barreto, 805, loja 1, Botafogo, ☎ 3442-9174 (20 lugares). 18h/0h (dom. 17h/0h); Avenida Olegário Maciel, 101, loja F, Barra, ☎ 3579- 4824 (40 lugares). 18h/1h (dom. até 17h; ter. e qua. até 23h; fecha seg.). → Aberto em 2014. Peça no iFood Gourmet.

HOB Hamburgueria
A cultura do hip-hop inspira a marca e o ambiente das duas casas, onde a trilha sonora é baseada em vertentes da black music ó ambas operam com redução na capacidade. Criação recente, o smash cheddar traz dois hambúrgueres prensados, cheddar, alface e picles (R$ 28,90). Outra tentação vem com hambúrguer de costela bovina acrescido de queijo cheddar, bacon, cebola crocante e molho barbecue artesanal no brioche (R$ 28,90). A casa também permite que o cliente monte versões próprias do sanduíche escolhendo pão, carne (ou hambúrguer vegetariano), molho, queijo e outros ingredientes (R$ 29,90). Três tipos de batata estão entre as opções para acompanhar: palito (R$ 8,90), crinkle (de corte ondulado; R$ 9,90) e rústica (R$ 10,90). Todas com maionese temperada. Rua Mariz e Barros, 184, Tijuca, ☎ 3624-9903 (32 lugares). 17h/22h (sex. e sáb. até 23h); Rua São João Batista, 16, Botafogo, ☎ 3647-1400 (35 lugares). 17h/22h (sex. e sáb. até 23h). Aberto em 2016. Peça no iFood.

Lanchonete
Fruto da parceria de Eduardo Araújo com Jonas Aisengart, à frente do badalado Quartinho, a empreitada, que transita entre os fast- foods americanos e as tradicionais lanchonetes cariocas das décadas de 70 e 80, foi inaugurada em março deste ano a 100 metros do bar. Carro-chefe local, o x-burguer traz o pão recheado com disco de angus, queijo prato, molho da casa, ketchup e picles de cebola-roxa (R$ 15,00). Outro hit é o sanduíche de pasta de galinha e cebola-roxa no pão de batata (R$ 10,00). Alternativa à carne, o vegano leva hambúrguer de soja e linhaça, ketchup, mostarda, picles e cebolaroxa (R$ 15,00). Para beber, as sugestões vão desde a concorrida laranjada (R$ 5,00, 300 mililitros) e o milk-shake feito com sorvete de baunilha, leite e caramelo (R$ 14,00, 300 mililitros) até opções alcoólicas, como long necks de Original (R$ 7,00), Becks (R$ 12,00) e Hoegaarden (R$ 13,00). Rua General Polidoro, 164, Botafogo, ☎ 4121-5952 (12 lugares). 18h/0h (dom. até 22h; fecha seg.). → Aberto em 2020. Peça no iFood.

Madá
Os discos de carne fininhos e com crosta são a aposta da hamburgueria, aberta em julho em Botafogo pelos sócios do bar Cobre, no Humaitá. Com decoração retrô e conceito inspirado na década de 70 (o nome é uma homenagem às mulheres cariocas), o endereço tem a proposta de oferecer sanduíches a preços acessíveis. Carro-chefe, o tradi (R$ 15,00) reúne no pão 45 gramas de carne, maionese de leite e queijo americano, produzido diariamente lá mesmo. Já o gringa (R$ 22,00) faz referência a uma receita de uma famosa marca de fast-food estrangeira e, além da proteína em dobro, vem com cebola, picles de pepino, ketchup e mostarda. Outro caminho leva à receita vegana, elaborada com 90 gramas de faláfel, maionese verde feita com a água do grão-de-bico, picles de cebola-roxa e batata crocante (R$ 23,00). Para acompanhar, há batata portuguesa e mandioca frita (R$ 8,00 cada uma). Rua Fernandes Guimarães 93, Botafogo, ☎ 97986-9900 (20 lugares). 18h/23h (fecha seg. e ter.). Aberto em 2020. Peça no iFood.

Sabor D.O.C. Sanduíches
Surgida na flexibilização pós-pandemia, esta é a nova empreitada de Marcelo Malta, conhecido fornecedor de carnes especiais e sócio do Malta Beef Club (tricampeão na categoria carnes no especial VEJA RIO COMER & BEBER). A casa de sanduíches ocupa a pequenina lojinha que foi o lar original do Sabor D.O.C., seu primeiro estabelecimento, que hoje funciona numa versão ampliada logo ao lado. Aqui, o cardápio enxuto foca cinco receitas, entre as quais se destaca o smash burger (R$ 20,00). Montado no brioche, ele traz dois discos de 50 gramas cada um que, ao queimarem na chapa, ganham uma irresistível casquinha crocante, mantendo o interior suculento, além de cheddar derretido e picles de pepino. Para quem quiser acrescentar bacon, o pedido sai a R$ 22,00. Também merece uma prova a sugestão recheada de costela desfiada, coberta de saladinha de repolho (R$ 35,00). Acompanhamento perfeito, a ótima batata frita custa R$ 15,00. Rua Dias Ferreira, 605, loja C, Leblon, ☎ 3215-4666 (12 lugares). 18h/23h (fecha seg.). → Aberto em 2020. Peça no iFood.

T.T. Burger
Apenas as lojas do Arpoador, Leblon e Barra estão abrindo para o público – Tijuca e Botafogo seguem somente com delivery e Ipanema não deve reabrir. Receitas do chef Thomas Troisgros, um dos sócios, dão toques brasileiros ao sanduíche de origem americana. Carro-chefe, o hambúrguer de 200 gramas de blend bovino (acém, fraldinha e contrafilé) com queijo meia-cura, tomate, alface, picles de chuchu e pão de batata-doce custa R$ 42,00. Fique ligado nas promoções: às segundas, quem pede o futuro T.T. (versão vegetariana, a R$ 38,00) ganha outro. Na terça, a batata (que custa R$ 14,00) sai por R$ 1,00 na compra de um hambúrguer e, às sextas, a partir das 18h, quem compra um combo ganha uma cerveja Becks. Em tempo: Troisgros também é sócio da Três Gordos, hamburgueria aberta na pandemia com preços mais em conta e serviço exclusivo para entregas. Avenida Ataulfo de Paiva, 1240, Leblon, ☎ 96458-8678 (34 lugares); Avenida Olegário Maciel, 460, Barra, ☎ 96458-8675 (50 lugares). 12h/23h (sex. e sáb. até 2h; dom. até 1h). → Mais três endereços. Aberto em 2013. Peça no iFood.

Yámã Burger Vibration
Em meio ao agito da Avenida Olegário Maciel, o negócio do ator Marcello Antony com a esposa, Carolina (a chef), e o cunhado, João Villar, atende os notívagos com saborosos sanduíches montados no brioche. A Jamaica e seu filho mais célebre – o cantor Bob Marley – inspiram a decoração, o cardápio e, claro, a trilha sonora. Criação recente, o lion burger (R$ 47,00) traz blend bovino de 220 gramas, queijo raclete, maionese de limão-siciliano e onion rings. Outra pedida, o one love (R$ 39,00) leva queijo maçaricado, molho hollandaise, cebola crispy, bacon em lâminas e rúcula, além da carne. Para acompanhar, há três tipos de batata (canoa, rústica ou crunch), servidos com molho à escolha por R$ 18,00, e milk-shakes como o de doce de leite com flor de sal e churros (R$ 18,00). Avenida Olegário Maciel, 366, loja E, Barra, ☎ 3085-4982 (45 lugares). 17h/1h (ter. 18h/23h; qua. até 0h; sáb. a partir das 16h; dom. 16h/0h; fecha seg.). → Aberto em 2017. Peça no iFood.

PADARIAS

Artesanos Bakery
Logo na entrada, uma vitrine de pães dá as boas-vindas ao  visitante, que depara com um ambiente descolado, com móveis de madeira em contraste com as estruturas industriais. Na empreitada comandada pelo casal Ricardo Rocha e Mariana Massena, toda semana entram em cartaz duas novidades, que podem ser na seara dos pães de fermentação natural ou nos itens da confeitaria. Mas seguem imbatíveis na preferência do público o pão sourdough clássico (R$ 25,00; 650 gramas) e a versão com multigrãos (R$ 29,00; 650 gramas). Na seção adocicada figuram novidades como a babka (pão trançado) de Nutella com farofa de castanha-de-caju (R$ 25,00) e o big cookie com cacau e gotas de chocolate belga (R$ 15,00). Em tempo: os empreendedores estão para lançar uma marca de café e um clube de assinatura de pães, é claro. Avenida Pedro Moura 150, loja B, Recreio, ☎ 96691-0169 (45 lugares). 9h/21h (fecha seg.). Aberto em 2018.

Farro
Com três andares, o sobrado em Copacabana acomoda o público no amplo salão instalado no térreo. Na panificação artesanal, os itens de
longa fermentação são preparados com farinha italiana para garantir qualidade e padrão às fornadas. O sourdough tradicional (R$ 20,00; 500 gramas) é o mais vendido, mas há pedidas para o dia inteiro, de café da manhã e lanches a bufê de almoço. Esse último, em cartaz entre 11h30 e 16h, conta com doze tipos de salada e sete proteínas, inclusive vegetarianas (R$ 79,99 o quilo). Outro hit é a pizza artesanal, oferecida após as 16h, disponível em sabores como três queijos (R$ 55,00) e burrata e pesto (R$ 75,00). Da vitrine açucarada, o milfolhas pode ganhar recheio de creme, doce de leite ou chocolate intenso (R$ 14,00 cada um).  Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 630, Copacabana, ☎ 3593-7905 (92 lugares). 8h/20h (fecha dom.). Aberto em 2019.

João Padeiro & Co
Inaugurada em junho de 2019, em um charmoso sobrado de 1897 em Botafogo, a padaria artesanal dos sócios Adriano Amarante, Ronaldo Passos e Pedro Kessler, segundos colocados na votação do melhor padeiro do VEJA RIO COMER & BEBER, tem inspiração na boulangerie francesa. Vide as técnicas e insumos: a farinha de trigo vem das regiões do Vale do Loire e da Borgonha, assim como o chocolate é o belga da Callebaut. Por lá, as estrelas da casa, feitas com fermentação natural e disponíveis em mais de vinte versões, levam cerca de trinta horas
para ser produzidas. De massa folhada e crocante, o croissant é o carro-chefe (R$ 8,00). Faz sucesso também entre a clientela a baguete (R$ 9,00). A ala açucarada destaca pedidas como o pain au chocolat (R$ 11,00). Rua Arnaldo Quintela, 102, ☎ 2116-5726, Botafogo. 13h/18h (sáb. 10h/13h; fecha dom.). Aberto em 2019. Peça no iFood.

La Bicyclette
A pandemia levou os proprietários, o francês Henri Forcellino e a carioca Ana Paula Gentil, a fechar o quiosque que funcionava no Leblon. A matriz, contudo, segue firme e forte no Jardim Botânico, onde as mesas na calçada são as mais disputadas. As estrelas são os ótimos pães, a maior parte feita com fermentação natural. Duas dicas: levain com azeitona (R$ 24,00) e de fôrma 100% integral (R$ 20,00). Sete combinados de café da manhã (de R$ 27,00 a R$ 78,00) satisfazem fomes diversas – o belle de jour inclui cesta de pães, manteiga, geleia, ricota, frutas, suco e bebida quente por R$ 45,00. Uma novidade, a seção de tostadas feitas com avocado elenca quatro sugestões, como a que reúne tomate assado e cebola-roxa (R$ 27,00). Acompanhe com o expresso da casa (R$ 6,50). Rua Pacheco Leão, 320, loja D, Jardim Botânico, ☎ 3256-9052 e 99531-5010 (40 lugares). 8h30/21h (sáb. e dom. até 18h30). → Aberto em 2010. Peça no iFood.

Nema
Há pouco mais de dois anos, a matriz, dedicada aos pães artesanais e às pizzas de fermentação natural, abriu as portas na Rua Vinicius de Moraes. O objetivo dos sócios, Rafael Widholzer e Klaus Allers, era oferecer ao público produtos de qualidade a preços mais acessíveis que os praticados em outras padarias semelhantes da Zona Sul. Deu tão certo que o negócio já ganhou sua primeira filial, também em Ipanema, expandiu as operações para Florianópolis e abre até o fim do ano uma outra unidade na Galeria River. São 10 toneladas mensais de pães variados, como o clássico (R$ 14,00), o multigrãos (R$ 14,00) e o recheado de queijo e alecrim (R$ 16,00). Faz sucesso por lá também o pão de queijo da canastra (R$ 7,00 porção com cinco), eleito como um dos melhores pelos jurados do VEJA RIO COMER & BEBER. Importado da Itália (assim como a farinha), o forno assa as concorridas pizzas (R$ 6,00 a fatia), com coberturas como calabresa e portuguesa (a partir de R$ 17,00 a inteira). Rua Visconde de Pirajá, 595, Ipanema, ☎ 3258-2787. 8h/20h (fecha dom.); Rua Vinicius de Moraes, 110, Ipanema, ☎ 3985-8349. 7h/23h. → Aberto em 2018.

Pain Perdu Boulangerie
A técnica da panificação francesa, além da farinha importada de lá, abastece o charmoso negócio. Logo na fachada, as flores da decoração são um convite a entrar. Uma vez ali dentro, a baguete (R$ 11,00) e o croissant tradicional (R$ 17,00) são os carros-chefe para pegar e levar. Se a ideia for sentar e pedir o desjejum ou um lanche, decida entre a baguete na chapa com manteiga de ervas (R$ 9,00) e o croque monsieur (R$ 29,00). Novidade em cartaz, o roll, pão enroladinho, pode ganhar recheio de damasco ou de passas pretas (R$ 18,00 cada um). Para acompanhar as pedidas, escolha entre o expresso (R$ 8,00) e o macchiato (R$ 9,00). Há ainda sanduíches e massas. Rua General Urquiza 188, Leblon, ☎ 2540-0857 (40 lugares). 9h/20h. → Aberto em 2018. Peça no iFood.

O Pão
Está prevista para o fim deste ano a mudança de endereço para o Leme, na Rua Gustavo Sampaio, 840, um espaço mais amplo, com 126 metros quadrados, salão, cozinha e café da manhã nos fins de semana. No ponto atual, no Cosme Velho, fazem sucesso pães de fermentação natural, como o clássico e a versão de centeio com gorgonzola (R$ 20,00 cada um com 500 gramas). Novidade por lá, com boa saída, é o integral de figo com nozes (R$ 20,00; 500 gramas). Ainda na ala salgada, as pizzas montadas podem ser levadas para assar em casa, como a margherita (R$ 20,00; 25 centímetros) e a que leva cobertura de Parma com rúcula (R$ 22,00; 25 centímetros). Para adoçar, o cinnamon roll
(R$ 8,00 a unidade; R$ 25,00 a opção com quatro) pode ser acompanhado de café expresso ou mate artesanal (R$ 5,00 cada um). Rua Cosme Velho, 174, loja G, Cosme Velho, ☎ 2558-5509 (7 lugares). 13h/18h (fecha sáb. e dom). Aberto em 2018.

Talho Capixaba
Mais de 25 tipos de pão, produzidos  em fornadas diárias, são um atrativo do local. As versões de fermentação natural, como o campagne (R$ 48,10 o quilo) e a baguete tradiÁão (R$ 43,70 o quilo), feita com farinha francesa, fazem sucesso. Tanto no Leblon quanto na Gávea, os produtos frescos e artesanais também ganham destaque, a exemplo do rosbife (R$ 104,80 o quilo) e do pernil (R$ 107,50 o quilo). Da confeitaria, decida entre a verrine de frutas vermelhas (R$ 14,60 a unidade) e a éclair (R$ 13,00), disponível nas versões creme, café e chocolate. O menu lista ainda sanduíches, massas, quiches, salgados (o croquete de carne, a R$ 21,00, dez unidades, está entre os melhores da cidade), sopas e outros itens. Até o início de 2021, o grupo inaugura a terceira casa, em Ipanema, em frente à Praça Nossa Senhora da Paz. Avenida Ataulfo de Paiva, 1022, lojas A e B, ☎ 2512-8760 (25 lugares). 7h/21h. Rua Marquês de São Vicente, 10, ☎ 2422- 1270 (30 lugares). 7h/22h. →Aberto em 1958.

The Slow Bakery
À frente do negócio estão o publicitário Rafa Brito Pereira, eleito o padeiro do ano nesta edição do especial VEJA RIO COMER & BEBER, e sua sócia, a jornalista Ludmila Espíndola. Além do já conhecido rio sourdough (R$ 39,00, 1 quilo), o mais novato pão, leve, de casca fina e crocante batizado com o nome da empreitada, feito com moagem fina da farinha viva da Fazenda Vargem, vinda do cerrado (R$ 39,00, 1 quilo), divide a preferência do público. Outra atraÁão local são os itens da viennoiserie, como o pain au chocolat, feito com chocolate belga, e o danish (espécie de pão dinamarquês) de queijo com kimchi (R$ 12,00 cada um). Itens de empório, como antepastos, chutneys e cafés, completam o cardápio. Em tempo, a Slow vende ainda seus produtos na Slowzinha, em Ipanema, e pães no mercadinho Acolheita, em Botafogo, e até o fim deste ano inaugura ainda uma nova unidade no Jardim Botânico. Rua General Polidoro, 25, Botafogo (20 lugares). 8h/16h (fecha dom. e seg.); Rua Barão da Torre, 422, Ipanema. 10h30/19h (fecha dom. e seg.). Aberto em 2016.

SALGADOS

Casa do Alemão
Ponto de referência para viajantes, a tradicional marca nasceu há 75 anos em Petrópolis com a então Panificação Quitandinha, que era administrada pelos irmãos da Família Fontaine. Tempos depois juntouse à família um casal europeu, Stephan e Julka Kern, introduzindo novos produtos, entre os quais a linha de doces e embutidos. Aqui no Rio, a loja na Barra com mais de uma década segue tendo como carro-chefe os saborosos croquetes de recheio cremoso, produzidos nas versões de carne, frango (R$ 8,50 cada um) e bacalhau (R$ 8,90). Outro sucesso é o sanduíche de linguiça suína ou de frango, disponível no pão careca (R$ 15,50) ou brioche (R$ 19,50) – com adicional de queijo prato, minas (por R$ 3,50) ou gouda (R$ 4,50). A doçura pode vir do balcão com o tradicional mil-folhas (R$ 12,00) ou das prateleiras que exibem biscoitos amanteigados (os sortidos são vendidos a partir de R$ 7,50 cada 150 gramas). Avenida das Américas, 1699, Barra da Tijuca, ☎ 2497-2629 (70 lugares). 10h/23h. Aberto em 2007. → Peça no iFood.

Cordillera
O aconchegante bistrô que reúne o melhor da culinária e dos vinhos dos países latino–americanos é comandado pela argentina Maria Eugenia Cimino. Foram criadas por ela, com base em suas memórias afetivas, as receitas servidas na casa. A especialidade local é a empanada (R$ 9,00), com massa fina e recheios saborosos. Os sabores de mais saída são salteña (carne, batata e ovo), chilena (com carne cortada na ponta da faca, azeitonas e passas) e boliviana (queijo e cebola caramelada, levemente apimentada). A dona, também sommelière, investe em rótulos de vinhos chilenos e argentinos, cuja taxa sai a partir de R$ 21,00. Adoçam a visita o bolo de chocolate com doce de leite (RS12,00 a fatia) e, claro, três opções de alfajor (R$ 11,00). Shopping Città América, Barra, ☎ 3439-6829 (42 lugares). 11h30/20h30 (9h/21h30 qui. e sex.; 12h/21h sáb.; fecha dom.). → Aberto em 2017. Peça no iFood.

Cultivar Alimentos
Dica certeira para uma parada em Santa Teresa, o espaço, compartilhado com uma loja de produtos orgânicos, serve um dos mais elogiados pães de queijo da cidade. Macio, o quitute é preparado com queijos mussarela e parmesão (R$ 1,10 a unidade; R$ 8,50 a porção com oito). Com pouquíssimo açúcar, o açaí, batido apenas com guaraná, também faz sucesso entre a clientela (R$ 8,00, 300 mililitros; R$ 11,00, 500 mililitros). Produtos sem glúten são bastante procurados. Nessa linha há quiches de palmito, de queijo e de broto de bambu (R$ 8,00 cada). Em razão da pandemia, o salão, simples e com mesinhas de madeiras, não está aberto ao público para sentar, mas os pedidos podem ser feitos no balcão. Água de coco (R$ 5,80) e sucos de uva (R$ 8,70) e de maÁã orgânicos (R$ 10,40), todos em garrafinhas de 300 mililitros, podem acompanhar as escolhas. Rua Paschoal Carlos Magno, 124, Santa Teresa, 2505-9321 (15 lugares). 8h/17h (fecha dom.). → Aberto em 2010.

Rotisseria Sírio Libaneza
O clássico restaurante árabe no Largo do Machado ganhou a fama de melhor esfiha do Rio graças aos seus quase cinquenta anos de história. O salgado está disponível nos sabores carne, queijo, frango e verdura por R$ 6,00 cada um. Pelo mesmo preço come-se um delicioso quibe, que pode ser recheado com carne, queijo ou ricota. Quando a fome é grande, uma boa pedida é o arroz com cafta (R$ 36,00), outro sucesso de venda local. Para arrematar, a seleção açucarada traz especialidades árabes, como a beleza, feita com massa folhada, recheio de nozes e calda de flor de laranjeira (R$ 6,50), além de doces de outras nacionalidades – o pastel de Belém custa R$ 6,50. Mas atenção, o pequeno salão, que vivia abarrotado prépandemia, está trabalhando só com 50% da capacidade. Largo do Machado, 29, lojas 16 a 19, 32 e 33 (Galeria Condor), Catete, ☎ 2205-2047 (12 lugares). 8h/22h (fecha dom.). → Aberto em 1972. Peça no iFood.

Verdin
O simpático endereço próximo à Praça Nossa Senhora da Paz acredita que comida saudável pode – e deve – ter muita bossa. No esquema pegue e pague, porções já prontas ficam disponíveis, mas é possível também aproveitar por lá refeições feitas na hora do café da manhã ao lanche da tarde. Um dos maiores sucessos locais é a coxinha fit assada, com massa de batata-doce, recheada de frango e coberta com gergelim (R$ 9,00), além de outras opções de salgados, como pastel integral de champignon com palmito (R$ 8,90), quiche com massa de grão-de-bico (R$ 15,00) e dupla de pão de queijo meia-cura (R$ 5,00). O cardápio oferece ainda sucos, saladas, pratos sem glúten e/ou sem lactose para quem possui alguma restrição alimentar, e doces. O brownie muso, feito com açúcar de coco, cacau 70% e amendoim (R$ 9,00), é uma delícia. Rua Visconde de Pirajá, 422, loja A, Ipanema, ☎ 3754-5002 (20 lugares). 10h/18h (sáb. até 16h; fecha dom.). → Aberto em 2015. Peço no iFood.

SANDUÍCHES

BB Lanches
O português Adelino Ribeiro Monteiro, 70 anos, toca o tradicional negócio em uma esquina do Leblon desde 1980. Ele se orgulha de ter passado quase quatro meses fechado e não ter demitido nenhum funcionário. Na retomada, já festeja um faturamento que beira os 70% dos números pré-pandemia. Produtos saudáveis são o forte da casa de sucos fundada nos anos 1960. Sucesso local, o açaí é servido por R$ 14,00. A numerosa lista de sucos inclui os sabores de melancia e de laranja (R$ 9,50 cada um), além de fruta-doconde com maracujá (R$ 15,00). Todos são servidos no copo de 330 mililitros. Para matar a fome da geração saúde e da turma da noite que compõem a clientela, são preparados sanduíches de filé com queijo (R$ 33,50) e de blanquet de peru com queijo de minas (R$ 17,00). Rua Aristides Espínola, 64, loja A,
Leblon, ☎ 2294-1397. 9h/1h (dom. e seg. até 0h; sex. e sáb. até 2h). → Aberto em 1964.

Bibi Sucos
Criada em 1993, no Leblon, a casa surgiu no tradicional modelo que ainda faz sucesso nas ruas do Rio: um balcão repleto de frutas frescas oferece sucos feitos na hora, acompanhados de sanduíches de pegada saudável. A marca prosperou e hoje estampa treze unidades na capital e uma em Niterói. Com lojas mais confortáveis e cardápio extenso, a rede segue destacando sua vocação original em variedades como o cítrico (R$ 8,90), de laranja com limão-siciliano e taiti, ou silvestre (R$ 17,50), feito de morango, amora e framboesa – preços para 300 mililitros. Opções para comer satisfazem qualquer fome, do café da manhã ao jantar. Sanduíches podem ser montados pelo cliente. A combinação de pasta de galinha ao curry com salada sai a R$ 16,20. Rua Jardim Botânico, 632, ☎ 3874-0051 (46 lugares). 8h30/23h30; Rua
Olegário Maciel, 440, Barra, ☎ 2493-3000 (56 lugares). 8h30/0h20. → Mais onze endereços. Aberto em 1993. Peça no iFood.

Kinoa
Com matriz em Botafogo, em funcionamento desde abril de 2019, a casa abriu uma filial, em setembro, em Ipanema, seguindo o padrão descontraído do ambiente. Criado a quatro mãos, pelo chef Ezequiel da Costa e a nutricionista Thais Villaça, o menu de receitas saudáveis contempla sugestões sem açúcares ou farinhas refinadas, veganas, vegetarianas, sem glúten e sem lactose. Os sanduíches ganham forma com os wraps, de frango com alface e molho pesto caseiro (R$ 19,00) e de salmão com cream cheese e alface (R$ 25,90), mas há muito mais. Tem tapioca, omelete, quiches, bruschettas, saladas e pratos executivos, com direito a salada de entrada e sobremesa, por valores a partir de R$ 37,95. Por fim, peça a torta de chocolate low carb (R$ 10,90). Rua Muniz Barreto, 805, Botafogo, ☎ 3557-7767 (20 lugares). 10h/22h; Rua Aníbal de Mendonça, 55, Ipanema, 3283-3509 (20 lugares). 10h/22h. → Aberto em 2019. Peça no iFood.

Marchezinho
Trocadilho gracioso com a palavra marché (mercado em francês) num diminutivo abrasileirado, o nome da casa expõe a ideia original do negócio: um misto de cozinha e empório de produtos artesanais brasileiros. São esses insumos que abastecem o cardápio, recheado com ótimos sanduíches. Para ser feliz peça o club do mar (R$ 34,00): pão sourdough recheado de atum em conserva, queijo da Canastra, maionese de limão-siciliano, tomate e salada de panc. Cai bem com um dos refrigerantes caseiros, em sabores como laranja com cúrcuma (R$ 10,00). No almoço vigoram ainda ótimos PFs (R$ 29,00 cada um) e no fim do dia entra em cena um menu de tapas e carta de drinques para uma experiência descontraída. Uma dica é a couve-flor tostada com homus de grão-de-bico, rúcula, limão-siciliano e páprica defumada (R$ 28,00). Rua Voluntários da Pátria, 46, Botafogo, ☎ 3083-6187 (100 lugares). 11h/23h (sex. e sáb. até 0h; fecha dom. e seg.). → Aberto em 2017.

Montagu — The Sandwich
Desde outubro a casa batizada em referência ao aristocrata inglês do século XVIII John Montagu, o quarto conde do Condado de Sandwich, funciona no endereço que antes abrigava o Yolo, dedicado a versões de cachorro-quente. Seis opções de sandubas integram o cardápio, que nasceu com DNA focando a operação de delivery. Mas, no salão, de decoração moderna, com parede de pedra e de tijolinho branco, balcão amarelo, bancos pretos e mesas de madeira, é possível degustar todas as versões. Entre ela, o conexão (R$ 34,00), combinação de pastrami, tomate grelhado ou picles de cebola-roxa, queijo meia-cura, molho chimichurri no pão australiano, o mais pedido de todos. Alternativa
vegetariana, o cogulalá (R$ 29,00) traz mix de cogumelos shiitake e portobello sobre cama de ricota crocante com cebola caramelada no pão pretzel (R$ 29,00). Rua Mena Barreto, 100, Botafogo, ☎ 3649-0996 (20 lugares). 16h/22h (sex. e sáb. até 23h; fecha dom. e seg.). Aberto em 2020. Peça no iFood.

P.Ovo
Um ano após inaugurar a matriz, em Ipanema, a marca abriu sua segunda unidade, em julho, no Leblon. Como o próprio nome sugere, trata-se de um endereço dedicado a receitas à base de ovos em diferentes versões: mexidos, cozidos, em omeletes e em sete versões de sandubas. Um dos que mais saem reúne ovos mexidos, queijo meia-cura e bacon crocante no pão brioche (R$ 19,00). Mais espaçosa, a nova filial conta com uma minipadaria própria, que vende brioches (R$ 16,50, seis) e pães rústicos de fermentação natural, como integral e multigrãos (R$ 15,00 cada um), e serve também algumas opções de refeições. Campeão de pedidos, o ovo no pote (R$ 22,00) está lá, é
claro. Trata-se do alimento no ponto perfeito sobre camada de purê de baroa, com azeite trufado, flor de sal, cebolinha e torradas. Rua General Venâncio Flores, 300, Leblon, ☎ 2234-5495 (40 lugares), 8h/20h; Rua Visconde de Pirajá, 437, Ipanema, ☎ 3258-4919 (24 lugares). 8h/20h. → Aberto em 2019. Peça no iFood.

Seu Vidal
A loja mais nova da rede, na Avenida do Pepê, oferece café da manhã nos fins de semana, de 10h a 13h. Duas sugestões no horário são o PQP (R$ 28,00), pão na chapa com manteiga, catupiry, queijo e presunto, e o combo (R$ 58,00), que traz ainda linguiça, tiras de pão de queijo, bebida quente e suco. No resto do dia, aposte nos deliciosos sanduíches, como o hambúrguer no pão de queijo, com bacon, catupiry e cebola caramelizada (R$ 35,00), ou o hot-dog de linguiça suína, no pão brioche, com cheddar e bacon (R$ 25,00). Outras gratas surpresas como o torresmo de pão de queijo trufado (R$ 20,00) ou os nâguetz (nuggets) de frango e calabresa com queijo e molho barbecue (R$ 28,00, seis unidades) completam o cardápio. Rua Ronald Carvalho, 275, loja A, Copacabana, ☎ 3439- 7719 (40 lugares). 17h/23h (sex. e sáb. até 1h; fecha seg.); Avenida do Pepê, 700, loja 103, Barra, ☎ 3259-7692 (80 lugares). 11h/1h (ter. e qua. até 23h; sáb. 10h/1h; dom. 10h/23h; fecha seg.). → Mais um endereÁo. Aberto em 2016. Peça no iFood Gourmet.

SORVETES

Bacio di Latte
Para ajudar a enfrentar este 2020, dois  sucessos do ano passado voltaram aos congeladores da rede de origem paulistana: paçoca crocante (finalizado com amendoim torradinho) e o sospiro & framboesa, servido com cobertura de suspiros aerados. A lista de opções inclui pedidas como o carro-chefe local, batizado com o nome da marca (uma cremosa mistura de leite com creme de leite), além de chocolate belga e pistache. No copinho, que pode receber até três sabores, o sorvete custa R$ 13,50 (pequeno), R$ 15,50 (médio) e R$ 18,50 (grande). Para grupos maiores, a versão Famiglia (R$ 89,00, 1,3 litro) pode ser boa escolha. Outro caminho, a linha de cafeteria traz, entre outras sugestões, o affogato al caffè, uma bola de bacio di latte “afogada” em uma dose de expresso (R$ 16,00). Shopping Rio Sul, ☎ 2542-7103 (20 lugares). 9h/22h (dom. 13h/21h); Rua Visconde de Pirajá, 540, Ipanema, ☎ 3563-0317 (9 lugares). 11h/22h. → Aberto em 2014. Peça no iFood Gourmet.

Freddo
A famosa marca argentina, com mais de cinquenta anos de tradição em sua terra natal, tem hoje seis lojas no estado fluminense, todas em shoppings: Américas Shopping, Nova América, Plaza Niterói, Rio Design Barra, Rio Sul e Via Parque. Nos freezers, o imbatível doce de leite divide as atenções com baunilha, menta com chocolate, framboesa e musse de limão, entre outras opções. Dica mais recente, o cookies and cream leva doce de leite natural e pedacinhos de cookie. Os preços do copinho variam de R$ 14,00 a R$ 22,00, enquanto a casquinha (lá chamada de “cucurucho”) é vendida por R$ 19,00. Para viagem, há gelados em potes a R$ 46,00 (500 gramas) e R$ 85,00 (1 quilo). Original sugestão local, as tabletas são quadradinhos de sorvete banhados de chocolate, em sabores como banana split, musse de maracujá e, claro, doce de leite (R$ 9,90, 50 gramas). Shopping Nova América, ☎ 97472-4466; Shopping RioSul, ☎ 2543-8077. 10h/22h (dom. 13h/21h). Mais quatro endereços. → Aberto em 2013. Peça no iFood.

Mil Frutas
No delivery, incrementado ao longo de 2020, o sorvete virou recheio e surpreendeu: sucesso por encomenda, profiteroles (R$ 85,00, seis bolinhos com uma calda, R$ 145,00, doze unidades e duas caldas) são preenchidos por gelados em sabores como pistache, cupuaçu (com calda de chocolate) e queijo (com calda de goiabada). Nos freezers do negócio criado por Renata Saboya – e tocado por ela, ao lado das filhas Paula e Juliana -, a clientela encontrou acalanto em pedidas clássicas, como o beijinho, de coco com brigadeiro branco, do chocolate branco com maracujá e da mistura de jabuticaba com limão-siciliano. Dica mais recente, entre as mais de 300 já criadas por aqui, o cores do rio reúne coco, manga e amora. Aos preços: R$ 14,00 (picolé), R$ 16,00 (a bola), R$ 55,00 (o copão de 490 mililitros), R$ 100,00 (caixa de 1 litro) e R$ 140,00 (caixa de 2 litros). Rua J.J. Seabra, s/nº, Jardim Botânico, ☎ 2511-2550 (8 lugares). 12h/20h. Shopping Fashion Mall, São Conrado, ☎ 3322-5417. 10h/22h (dom. 14h/20h). → Mais três endereços. Aberto em 1988. Peça no iFood.

Momo Gelato
No fim do ano passado abriu em Ipanema sua maior unidade: um prédio de quatro andares que tem no térreo o laboratório de produção de gelati, no 2º piso a cafeteria Café com Fé, ligada à marca e também presente no Shopping Leblon, e, no 3º, a central de delivery. Entre as sugestões mais recentes, os conos, casquinhas artesanais, passaram a ser preparados também nos sabores de cacau e de caramelo salgado, para ser preenchidos por cremosas camadas de gelato de banana caramelada, lichia, pistache, brigadeiro, fragola (morango) e fior de latte, entre outras opções. Na ala das invenções no freezer, o Zé Pereira é bastante procurado: trata-se de uma receita de fior di latte com manteiga queimada, toque de canela e biscoito Zé Pereira, de origem maranhense. Os preços saem a partir de R$ 17,00 (o copinho ou o
cono). Rua Garcia D’Ávila, 83, lojas A e B, Ipanema, ☎ 3495-2469 (65 lugares). 13h/20h; Rua Dias Ferreira, 147, Leblon, ☎ 2294-1965
(40 lugares). 13h/21h (sáb. e dom. até 23h). → Mais três endereços. Aberto em 2014. Peça no iFood.

Sorvete Itália
Fundada por dois imigrantes europeus, os irmãos Salvatore e Orazio Rametta, a marca não demorou a cair nas graças dos cariocas. A loja acanhada em Ipanema, onde eram fabricados os gelados, deu origem a uma rede que hoje se espalha por 28 endereços no estado do Rio. A produção média de 2 milhões de litros por mês abastece os pontos de venda com mais de sessenta sabores. Entram nessa lista as sugestões de chocolate belga, doce de leite cremoso e manga com gengibre, entre outras (R$ 11,00, nas lojas de rua, R$ 12,00, nos shoppings, preço para uma bola). No palito, há pedidas de frutas, como manga, tangerina e limão, além de tapioca e até o Eléctron, feito com whey protein. Cada picolé custa R$ 5,00. Rua Jardim Botânico, 216, Jardim Botânico, ☎ 99104-4419. 11h/20h (dom. até 19h); Avenida Olegário Maciel, 366,
loja A, Barra, ☎ 2491-8666 (8 lugares). 11h/19h (sex. a dom. até 21h). → Mais 26 endereços. Aberto em 1975. Peça no iFood.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade