Clique e assine por apenas 4,90/mês

COMER & BEBER 2018/2019: Restaurantes de Carnes (rodízio)

Confira a seleção das melhores casas desta especialidade

Por Fábio Codeço - 27 jul 2018, 08h00

Assador Rio’s. Às margens da Baía de Guanabara, o ponto privilegiado que abrigou a Porcão Rio’s retomou as atividades após mais de dois anos fechado. Sócio da rede Corrientes 348, de carnes à la carte, e responsável por transformar, ao lado do irmão, a Fogo de Chão numa potência do churrasco, Jair Coser assumiu o lugar em janeiro de 2018 e voltou a investir no rodízio. Os salões ganharam decoração sóbria e elegante, que valoriza a bela vista para o Pão de Açúcar. O bufê enxuto, marca de Coser, ajuda a não perder o foco em nacos suculentos de carne, como a costela bovina, que se desmancha na boca, e cortes nobres, a exemplo do irreparável bife ancho. O serviço custa R$ 136,00, mas a realidade atual exige adaptações: também é possível combinar um prato de peixe e o bufê (R$ 86,00) ou se limitar à mesa de saladas e antepastos (R$ 66,00).

Barra Grill. Dos mesmos donos do italiano Rialto, o endereço passou por obras que renovaram seu salão. Agora, um bar, com carta de drinques de Kennedy Lima, recebe a clientela logo na entrada, junto à adega com mais de 380 rótulos. A equipe de garçons serve 25 cortes escolhidos pelo chef executivo Jeferson Finger, também à frente do Barbacoa, referência no segmento em São Paulo. Picanha nobre, assado de tira, prime rib, bife ancho, fraldinha, costelas de boi e de cordeiro e porco à pururuca fazem parte do rodízio (R$ 125,30 por pessoa, sem bebida nem sobremesa). Em uma mesa central, revezam-se sugestões de saladas e receitas de inspiração oriental, enquanto os queijos e embutidos ficam dispostos em um anexo. Na mesa são servidas guarnições à vontade, a exemplo de anéis de cebola, pães de queijo da Serra da Canastra, farofa de ovos, polenta e banana frita. Quem preferir se ater ao bufê pagará R$ 65,00. Doces tradicionais portugueses (R$ 20,00 cada opção) dividem espaço com sobremesas populares, como o petit gâteau de chocolate (R$ 26,90).

Churrascaria Palace
Assado de tira: corte disponível no rodízio da Churrascaria Palace Sérgio Pagano/Divulgação

Churrascaria Palace. A mais antiga churrascaria em atividade na cidade, procurada por locais e turistas, exibe notável regularidade no preparo do rodízio (R$ 139,00 por pessoa). As principais mudanças aconteceram no salão, que, repaginado pelo arquiteto Chicô Gouveia, ganhou um bar na entrada e painéis sobre a história do Rio, contada através de registros da fotógrafa Kitty Paranaguá. Atração mais antiga, a imagem chamada de “santa ceia da bossa nova”, com figuras emblemáticas da MPB, continua por lá. Uma equipe experiente serve variados cortes de carnes bovina, suína, de cordeiro e de aves. A picanha borboleta, hoje bastante difundida, foi criada na casa, nos anos 1980: a carne, dividida ao meio, exibe a capa de gordura nos dois lados. Outras pedidas apreciadas são as costeletas de cordeiro, preparadas com o osso, e os frutos do mar, servidos em chapas. A rotina do serviço volta e meia é animada por festivais, como o de lagosta, de carnes exóticas e de peixes amazônicos. Dica: a carta de vinhos oferece boas opções em taça.

Fogo de Chão
A clássica picanha e acompanhamentos na Fogo de Chão Tomás Rangel/Divulgação

Fogo de Chão. Nascida em Porto Alegre, a grife mantém unidades em Brasília, Minas Gerais e São Paulo, além da presença internacional: há casas no México, em Porto Rico e nos Estados Unidos. No Rio, a bicampeã da categoria no especial COMER & BEBER oferece esmerado rodízio de carnes no espeto por R$ 132,00, na Barra, e R$ 144,00, no espaço com vista panorâmica na Enseada de Botafogo. O serviço inclui enxuto bufê de antepastos, saladas e pratos quentes, a exemplo de banana assada, polenta e arroz de carreteiro. Essas são as companhias para dezessete cortes, como alcatra, picanha, fraldinha e bife ancho bovino, além de costela suína e paleta de cordeiro. No almoço há sugestões a partir de R$ 49,90. A qualquer hora, a torta holandesa (R$ 27,00) aparece no menu de sobremesas. Dica: em Botafogo, o salão é abastecido por adega com 250 rótulos de vinho. 

Continua após a publicidade

Marius Degustare. Diante da fachada que se destaca na paisagem da orla, grupos de turistas costumam descer de ônibus de excursão para se fartar neste pitoresco restaurante-rodízio (R$ 170,00 por pessoa) com decoração inspirada no fundo do mar. Redes, lanternas, âncoras e toda sorte de objetos que poderiam ser encontrados num naufrágio divertem os clientes, espalhados pela parede e até pelo teto. Garanta a sua selfie e prepare-se: o serviço oferece de costela de javali a pedidas nobres, como o kobe beef. Igualmente refinada é a seleção de frutos do mar, com sugestões como ouriço, vieira, lagostim e camarões graúdos. Entre as guarnições há boa variedade de saladas, batata frita, arroz de brócolis e outras escolhas tradicionais. O preço do programa inclui ainda sobremesas, a exemplo dos sabores de musse — maracujá, nozes e chocolate —, pudim de leite e cheesecake de frutas vermelhas.

Rio/Brasa. Grupos numerosos são bem-vindos no endereço, dotado de estacionamento amplo, área anexa de recreação infantil e salão com capacidade para 500 pessoas. O sistema é o do espeto corrido, que é como os gaúchos chamam o rodízio (R$ 129,90 por pessoa). As atrações principais são os cortes nobres de picanha, fraldinha, shoulder steak, prime rib, costelinha suína e carré de cordeiro, entre outras pedidas. O bufê exibe frutos do mar, que também podem ser pedidos à mesa, acepipes variados, saladas e especialidades japonesas. Doces e bebidas são cobrados à parte. Nos dias úteis, das 11h30 às 16h, vigora um menu de almoço à la carte, com couvert (R$ 8,00) e fórmula de carne, salada e acompanhamento, a exemplo do trio de lombinho com queijo, salada caesar e arroz de brócolis (R$ 32,90). Duas unidades da rede, sob o nome Avenida Rio Brasa, funcionam no Centro em sistema de bufê por quilo.

Publicidade