Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Ame ou odeie, a Barra da Tijuca é o bairro mais procurado para morar no Rio

Levantamento também mostra outros dois bairros mais buscados pelos cariocas na hora de escolher uma residência; confira

Por Luiza Maia Atualizado em 8 out 2021, 17h49 - Publicado em 5 out 2021, 17h59

Mesmo com as dificuldades financeiras agravadas pela pandemia no último ano, o mercado imobiliário no Rio voltou a fervilhar com o lançamento de novos empreendimentos e o aumento da procura por uma nova casa.

+ Chuvas de verão: o que será feito para minimizar o impacto na cidade

Segundo o balanço do Sindicato da Habitação (Secovi Rio), de janeiro a agosto de 2021, houve crescimento de 59,9% nas vendas residenciais na cidade em relação ao mesmo período em 2020. A área com o maior número de transações foi a Zona Oeste, com destaque para a Barra da Tijuca — apesar de controversa em relação às preferências dos cariocas, até o mês de agosto, foram comercializados quase 3 000 imóveis na região.

De acordo com um levantamento do Apto, site que conecta novos empreendimentos novos a possíveis compradores, o bairro é um dos três mais digitados na barra de busca na hora de escolher um lar. A localidade concentra imóveis amplos, com áreas de lazer espaçosas e varanda, por exemplo, itens que passaram a ser bastante procurados desde o começo da pandemia.

+ Rio na retomada: quatro eventos-teste acontecem nesta semana

Continua após a publicidade

Outro espaço que atualmente ocupa este ranking é o Centro do Rio. Segundo o Apto, a área é muito desejada por investidores, sendo uma boa opção para lançamentos de apartamentos modernos e com tamanhos mais compactos. A região, inclusive, se tornou alvo da prefeitura para atrair novos moradores, com o lançamento neste ano do Reviver Centro, projeto que propõe a criação de incentivos para a recuperação financeira e urbanística do local.

Segundo o CEO do Apto, Alex Frachetta, no último ano, o mercado também apostou no lançamento de empreendimentos mais econômicos. Entre as áreas com preços mais acessíveis, o bairro que se destaca é Del Castilho, na Zona Norte, que tem recebido imóveis do programa de financiamento Casa Verde e Amarela com bastante sucesso em vendas.

+ Covid: setembro é o mês com menos mortes desde o início do ano no Rio

Juntos, os três locais representam 36% do total das pesquisas realizadas na plataforma. O balanço ainda revela os diferenciais mais cobiçados pelos cariocas: alto padrão de acabamento, ampla área de lazer, varanda gourmet com churrasqueira, aquecimento de água por meio de placas solares e proximidade do trem ou metrô – quesitos que refletem bem grande parte dos empreendimentos da Barra da Tijuca, destacando a região.

E as buscas por imóveis têm sido cada vez mais convertidas em vendas, segundo o Apto. “A taxa de conversão superou 2020, atingindo um aumento de 70% em 2021. Ou seja, os usuários que acessaram a nossa plataforma estavam mais engajados na busca e em encontrar um apartamento de fato”, ressalta Alex Franchetta.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade