Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Beco do Becoza Por Juarez Becoza, repórter de gastronomia popular e caçador de botequins

Festival Degusta Tijuca vem aí com vencedor do prêmio Comer & Beber

Evento vai transformar Rua Uruguai em arena gastronômica e musical. Bafo da Prainha, eleito melhor botequim do Rio pela VEJA RIO, está entre as atrações

Por Juarez Becoza Atualizado em 22 out 2021, 14h48 - Publicado em 22 out 2021, 14h40

Nessa semana de péssimas notícias e econômicas, pelo menos o ambiente na gastronomia popular anda um pouquinho mais leve. Com a redução considerável dos casos de Covid, bares e restaurantes vêm crescer suas receitas, novas casas estão abrindo e os eventos de comida de rua começam a voltar, para um público ávido por comer, se divertir, e esquecer um pouco as desgraças que dissoram neste  país que está virando suco.Na Zona Sul, feiras como a Carioquíssima e a Junta Local já estão de volta à ativa, com filas imensas nas barracas abarrotadas. E na Zona Norte, o maior evento gastronômico da região se prepara para decolar novamente: O Degusta Tijuca, iniciativa do restaurateur e produtor cultural Otto Grunewald com curadoria do craque do jornalismo gastronômico Pedro Landim, estará de volta em novembro, numa edição de gala, com quatro dias de muita comida e música ao vivo em plena Rua Uruguai. Com direito à presença de ícones da gastronomia tijucana e até mesmo do grande vencedor deste ano do prêmio VEJA RIO Comer & Beber na categoria botequim: o badalado Bafo da Prainha, no histórico Largo de São Francisco da Prainha – que não fica na Tijuca mas merece constar em qualquer evento de comida popular carioca.

Os acarajés do Cheirinho de Dendê, clássico da gastronomia opular da Tijuca, também estará no evento
Os acarajés do Cheirinho de Dendê, clássico da gastronomia de rua da Tijuca, também estarão no evento Degusta Tijuca/Divulgação

O Degusta Tijuca acontecerá nos dias 12, 13, 14 e 15 de novembro, e ocupará novamente a Arena Tijuca, espaço coberto de 2.400 m² montado no quarteirão entre a Rua Conde de Bonfim e a Avenida Maracanã. Um timaço de bares, restaurantes e barracas de rua com trajetórias conectadas ao bairro estará presente. Entre eles, a alemã Wursteria, dona de hot dogs artesanais de encher a alma, e as musas da comida de rua da Tijuca Bárbara dos Santos, do Caldo da Nega, e Rosa Perdigão, do Cheirinho de Dendê. Além do próprio restaurante Otto, clássico do bairro, e do recém-chegado Lima Cocina Peruana, do excelente chef  Marco Espinoza, que nasceu em Botafogo e hoje já tem filiais em São Paulo e Brasília. Isso sem falar no surpreendente Leitão do Guerreiro, um boteco pouco conhecido da Tijuca que serve um maravilhoso leitão à pururuca, e do Busteco, um botequim que funciona dentro de um ônibus de verdade, e estará estacionado dentro do evento.

Ao todo, o Degusta Tijuca terá 25 expositores de comida, e as bebidas ficarão a cargo de estações de cerveja das marcas Eisenbahn e Baden Baden, além de outras opções artesanais. Já a presença do Melhor Botequim do prêmio Comer e Beber virá para o evento em dose tripla: o stand do Bafo da Prainha – que na verdade vai se chamar “Unidos do Largo da Prainha” – vai vender quitutes do Bafo, da Casa Porto, do Tendinha e do Pequeno Museu Carioca, que são os quatro estabelecimentos administrados pelo empresário Raphael Vidal no local. Spolier: em breve vem aí o quinto: o Tatuí, especializado em frutos do mar de boteco.

Continua após a publicidade

Publicidade