Continua após publicidade

‘Desenrola, bate, joga de ladin’: de onde vem o hit que viralizou nas redes?

Música marca o retorno aos holofotes grupo de funk Os Hawaianos, sucesso nos anos 2000 com músicas como É o Pente e Vem Quicando

Por Redação VEJA RIO Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 9 Maio 2022, 18h07 - Publicado em 9 Maio 2022, 17h33

“Desenrola, bate, joga de ladin”. Uma passada rápida pelo Instagram ou pelo TikTok tem uma grande possibilidade de nos fazer esbarrar com alguém fazendo uma das coreografias do momento. Gil do Vigor, Gabriel Medina, Luísa Sonza, Gloria Groove, Zeca Pagodinho e Martinho da Vila foram alguns dos famosos que já postaram vídeos em que aparecem reproduzindo a dancinha.

+ Crescente com Mercúrio Retrógrado – Ajustes mais do que necessários

View this post on Instagram

A post shared by Zeca Pagodinho (@zecapagodinho)

A música “Desenrola, Bate, Joga de Ladin” é uma parceria do grupo Os Hawaianos com o trapper L7nnon e os DJs Bel da CDD e Biel do Furduncinho. No YouTube, o clipe, lançado há um mês, tem mais de 31 milhões de visualizações.  No TikTok, são mais de 1,3 milhão de vídeos de dancinhas com a música, que acaba de ganhar uma versão remix com os Barões da Pisadinha.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

O sucesso da nova música começou quando jogadores como Neymar começaram a fazer a coreografia para comemorar seus gols. Criar dancinhas não foi um desafio para o gurpo, porque eles já faziam isso quando surgiram. Tonzão contou que a coreografia foi criada por ele, com inspiração nos movimentos de seus sobrinhos, e por Pérola, filha de Yuri, outro integrante.

+ Kim Kardashian e o vestido mais famoso de Marilyn Monroe

Continua após a publicidade

O quarteto foi formado na Cidade de Deus, na Zona Oeste, pelos vocalistas Tonzão, Gugu, Yuri e Dioguinho. Em 2006, Os Hawaianos já faziam sucesso em sua comunidade com Passinho do Bonequinho quando o programa Central da Periferia, apresentado por Regina Casé, esteve lá e convidou o grupo para apresentar a música na atração, projetando-os para todo o país.

+ Ele está de volta: Justiça ordena retorno de Cabral para presídio de Bangu

Continua após a publicidade

Em 2008, o grupo atingiu o auge de seu sucesso, com as músicas Vem Quicando e É o Pente. Em 2010, Yuri foi chamado para dar uma força a uma cantora iniciante que tinha acabado de ser contratado pela mesma produtora deles, a Furacão 2000. Ele participou da faixa Eu Vou Ficar, música de estreia de Anitta.

+ É campeão? Globoplay cancela programa com Arthur Aguiar, do BBB 22

View this post on Instagram

A post shared by Yuri Hawaiano (@yurihawaiano)

Continua após a publicidade

Em 2011, a formação original se desfez, sobrando apenas Yuri, que convocou outros integrantes. Eles chegaram a lançar uma música em parceria com Thiaguinho em 2014, Festinha, que também ganhou clipe. Mas, durante a pandemia, Tonzão, Gugu e Dioguinho criaram um novo grupo, chamado Bonde dos Hawaianos. No ano passado, Yuri conseguiu se juntar aos antigos parceiros e eles retomaram o antigo nome.

+ Campeão do BBB 22, Arthur Aguiar já tem data para lançar novo disco

Com a nova explosão, a rotina do quarteto mudou. Eles se mudaram para São Paulo e fazem em média quinze shows por semana. Em junho, vão partir para a primeira turnê internacional, na Europa.

Continua após a publicidade

+ Como Felipe Neto entrou no ranking dos cinco maiores youtubers do mundo

Também anunciaram que vão lançar parcerias com MC Davi, MC Dricka, MC Pedrinho e Márcio Victor (do Psirico). E sonham com feats com Gloria Groove e Léo Santana – que, aliás, também fez a coreografia, ao lado da esposa, Lore Improta, uma das professoras participantes da Dança dos Famosos.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.