Clique e assine por apenas 4,90/mês

Coronavírus: Witzel prorroga medidas restritivas no estado até 5 de junho

Determinações de isolamento continuam valendo durante esta semana; na capital, o que vale é o decreto de Crivella, com abertura gradual das atividades

Por Cleo Guimarães - 2 jun 2020, 10h35

O governador Wilson Witzel determinou, em decreto publicado no Diário Oficial desta terça-feira (02), a prorrogação, até sexta-feira (5), das medidas de prevenção e enfrentamento à propagação do coronavírus no estado. As determinações de isolamento continuam valendo durante esta semana, e a definição de um cronograma de flexibilização gradual começará a ser definido de acordo com o mapa de incidência de evolução da doença.

Fernanda Montenegro: ‘Acho que o vírus veio como um castigo celeste’

Ficam mantidas medidas como o fechamento de escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior e a suspensão da realização de eventos esportivos, culturais, shows e feiras científicas, entre outros, em lugares abertos ou fechados. Também continua suspenso o funcionamento de cinemas, teatros, academias, centros de lazer e shoppings.

Coronavírus: restaurantes cariocas anunciam fechamento definitivo

Continua após a publicidade

O governo volta a recomendar que a população fluminense não frequente praias, lagoas, rios e piscinas públicas e clubes. (Na cidade do Rio, atividades no calçadão das praias e a prática de esportes individuais no mar estão liberadas a partir de hoje pelo prefeito Marcelo Crivella).

Covid-19: favelas cariocas já concentram mais de mil casos de infectados

Ainda de acordo com o decreto, somente serviços essenciais devem permanecer funcionando, seguindo todas as medidas de segurança para evitar aglomerações, além do cumprimento do distanciamento entre as pessoas. Os demais tipos de comércio, como bares e restaurantes, terão que realizar atendimento em domicílio ou take away.

Coronavírus: Crivella anuncia reabertura gradual e volta às aulas em julho

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade