Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Da Semana da Moda de Paris para o Rio: como usar couro no verão carioca

Dona da grife White Label, Renata Accioly investe em peças rendadas

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 11 out 2021, 13h48 - Publicado em 11 out 2021, 13h46

Depois de quase dois anos com desfiles virtuais por conta da covid-19, a temporada das semanas de moda voltou ao formato presencial. Não poderia ser diferente, a tendência Verão 2022 pós-pandemia é liberdade. Um material que já tinha dado as caras na cerimônia do Video Music Awards, em Nova York, no mês passado, apareceu com frequência nos desfiles de grandes grifes: mostrando sua atemporalidade e sofisticação, o couro está com tudo.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Do hemisfério Norte cá para o Sul, a principal dúvida das fashionistas é na melhor forma de utilizar esse tipo de roupa em cidades bem mais quentes como o Rio. “A ideia de que couro é só para o inverno é um mito e hoje isso fica muito claro com as peças diferenciadas que são produzidas”, explica Renata Accioly, dona da marca especializada carioca White Label.

+ Iza, Paolla Oliveira e outras rainhas confirmadas para o Carnaval 2022

De tempos em tempos, o couro ganha roupagens mais modernas. Em suas peças, a empresária traduz isso em peças com corte a laser, transformando o couro numa espécie de renda que permite a ventilação. Isso vale para vestidos, saias e chemises – aquelas camisas alongadas típicas de inverno, que se tornaram carro-chefe da grife de Renata em todas as estações.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

A post shared by White Label (@whitelabelbrasil)

+ O Rio no Grammy: conheça os nossos indicados ao prêmio de música

Na plateia da Semana de Paris, Isis Valverde marcou presença no desfile da Dior com um plastrão de couro vazado. A coleção do neodesigner Ludovic de Saint Sernin corrobora que o midi ficou pra traz e deu lugar de volta ao mini com vestidos em tiras de couro recortadas. Outra grife que apostou forte no material foi a Hermès, com cortes bastante inovadores e uma série elegante de novos estilos de couro. Até Stella McCartney inovou com bolsas de “couro” de cogumelo (feitas de micélio, as raízes do fungo).

+ Prêmio Paulo Gustavo vai homenagear personalidades da cultura

“São peças que empoderam a mulher e podem ser usadas em diferentes estilos”, afirma Renata, que já vestiu nomes como Flavia Alessandra, Carol Sampaio, Carla Diaz e Claudia Leitte – esta última sendo premiada com o melhor look da temporada de The Voice Brasil depois de usar um conjunto da White Label. “Não importa se você é mais esporte ou social, o couro confere uma elegância diferenciada”, conclui.

Continua após a publicidade
Publicidade