Continua após publicidade

Como evitar as dores nas costas em tempos de home office?

Atendimentos por queixas na coluna mais que dobraram no Rio durante a pandemia. Especialista dá dicas para melhorar a postura

Por Renata Magalhães
Atualizado em 16 jul 2021, 15h53 - Publicado em 16 jul 2021, 06h00

Um levantamento realizado pelo Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral revelou que os atendimentos motivados por queixas nas regiões lombar e cervical aumentaram 120% no Rio e passaram a liderar as reclamações nas clínicas de fisioterapia. O motivo: posturas erradas em tempos de home office. Para evitar o problema, eis as dicas do médico Helder Montenegro, fundador do instituto e da Sociedade Brasileira de Fisioterapia Esportiva.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

+ Leitura saudável: confira três novos títulos sobre bem-estar

1- As pernas devem ficar flexionadas a 90 graus, com os dois pés firmes no chão. Use um banquinho se necessário.

Continua após a publicidade

2- Recomenda-se que os antebraços estejam apoiados para digitar. A altura correta é paralela à da mesa.

3- Mantenha o tronco ereto: é necessário apoiar a lombar, nem que seja com uma toalha enrolada na altura do cós da calça.

4- A tela precisa ficar na altura dos olhos, para não projetar o pescoço e desencadear dores no ombro e tensão nas costas.

Continua após a publicidade

5- Lembre-se de alongar ombros, braços e a lombar de tempos em tempos.

+ Ioga na praia: novo espaço oferece aulas na orla de Ipanema

O programa de bem-estar Prudential Vitality chegou ao Rio

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.