Clique e assine por apenas 3,90/mês

Peças que exploram dramas humanos ganham espaço na internet

Durante a pandemia, os palcos cariocas puderam conquistar plateias no mundo inteiro

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 18 set 2020, 15h31 - Publicado em 18 set 2020, 06h00

Em cartaz ou prestes a estrear em um computador – ou celular – perto de você, três espetáculos cariocas têm dramas humanos como pano de fundo. Confira:

+ Artistas pintam mais de um quilômetro de muros na Zona Portuária

Coisas de Mãe.

Clarice Niskier mal tinha estreado seu novo monólogo quando a pandemia baixou as cortinas pelo mundo. Em casa, ela se dedicou a adaptar para o teatro o livro Coisas de Mãe para Filhas, antologia de cartas de 23 mulheres sobre as aventuras da maternidade, encenada diretamente do palco do Teatro Petra Gold.

Estreia: 8 de outubro. Quintas, 17h. R$ 10,00 no teatropetragold.com.br. Até 29 de outubro.

+ Solidariedade entre vizinhos impulsionou negócios de bairro

Onde Estão as Mãos Esta Noite.

De forma apática, uma mulher lista afazeres diários enquanto divaga sobre o futuro sob a ameaça do novo coronavírus. A direção do espetáculo criado durante a quarentena é de Moacir Chaves e a atração integra o projeto digital do Teatro Casa Grande.

Continua após a publicidade

Estreou em 12 de setembro. Sábado 19, 20h. Domingo 20, 18h. Quintas e sextas, 20h. R$ 20,00 no Sympla. Até 2 de outubro.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Segredo de Justiça.

Baseado no livro da juíza Andréa Pachá, o espetáculo joga luz sobre mudanças vividas pela sociedade e, consequentemente, na Justiça brasileira. Processos de guarda compartilhada e interdição de idosos e reconhecimento de paternidade são alguns dos casos encenados.

Estreia: 26 de setembro. Sábados, 21h30. Domingos, 18h. R$ 20,00 no Sympla. Até 4 de outubro.

+ A programação dos museus que já voltaram a receber o público

 

+ Cinemas Drive-In apostam em clássicos para arrebatar o público

 

Continua após a publicidade
Publicidade