Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Shows e documentário de Marisa Monte ganham destaque no streaming em maio

Será possível conferir as gravações de turnês icônicas, como a do disco Memórias, Crônicas e Declarações de Amor, além do filme O Mistério do Samba

Por Marcela Capobianco 30 abr 2021, 11h59

Carioca discreta, Marisa Monte é aversa a entrevistas e à vida de celebridade. Mal aparece nas redes sociais e gosta de surpreender os fãs lançando trabalhos – sempre maravilhosos – para os quais não faz nenhum alarde.

+ Cinco peças de teatro on-line que flertam com o cinema

Quando se trata de estar no palco, Marisa se transforma e propõe uma catarse ao público e a si mesma. “Tem gente que gasta dinheiro com bolsas, roupas, eu gosto de gastar com shows”, diz a cantora numa entrevista que aparece no DVD Infinito ao Meu Redor, de 2008.

A partir do dia 3 de maio, plataforma de streaming do Curta! no NOW disponibiliza oito shows da cantora registrados em vídeo – com conteúdos extras, de bastidores – e o documentário O Mistério do Samba, de Lula Buarque de Hollanda e Carolina Jabor, produzido e protagonizado por Marisa.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

No pacote estão os filmes que registram as turnês desde o fim dos anos 80, quando Marisa iniciou a carreira, dirigida por Nelson Motta: MM Ao Vivo (1989), Mais (1991), Barulhinho Bom (1996), Memórias, Crônicas e Declarações de Amor (2001), Tribalistas (2002), Infinito ao Meu Redor (2008) — inserido em um documentário sobre a turnê homônima —, Verdade Uma Ilusão (2014) e Tribalistas”(2017).

+ Covid-19: Paes estende horário de funcionamento de bares

Já o filme O Mistério do Samba retrata o cotidiano e as histórias da Velha Guarda da Portela. Marisa fez uma extensa pesquisa sobre antigas composições e recuperou composições dos anos 40 e 50 que não tinham sido gravadas. A poesia, a musicalidade e a intimidade dos guardiões do samba são desvendadas por meio do cotidiano simples de Oswaldo Cruz, Zona Norte do Rio. O documentário conta com as participações especiais de Paulinho da Viola e Zeca Pagodinho.

“Tentamos todos os anos licenciar esta obra completa desde os primórdios do canal Curta, em 2012, mas somente agora tornou-se possível”, conta Julio Worcman, diretor geral do grupo Curta.

+ Gerald Thomas sobre teatro on-line: “Não posso romantizar uma necessidade”

Nos próximos meses, todo esse acervo também será exibido pelo Canal Curta! (Linear), que pode ser assistido nos canais 556 da Claro TV, 75 da Oi TV e 664 da Vivo Fibra, além de em operadoras independentes e associadas à NeoTV.

Continua após a publicidade
Publicidade