Clique e assine por apenas 3,90/mês

Seminário virtual vai debater reabertura de museus ao redor do mundo

Diretores de instituições da Alemanha, Argentina e Brasil vão participar do encontro. No Rio, apenas dois equipamentos têm data para voltar a funcionar

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 1 set 2020, 13h14 - Publicado em 1 set 2020, 13h11

Diretores de instituições da Alemanha, da Argentina e do Brasil vão debater, num evento on-line nesta quarta (2), a reabertura dos museus ao redor do mundo.

No Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella liberou a reabertura de museus e centros culturais a partir desta terça (1º) mas, até agora, apenas o Museu do Amanhã e o Museu de Arte Moderna têm datas confirmadas para voltar a receber visitantes – 5 e 12 de setembro, respectivamente. O Museu de Arte do Rio (MAR), deve reabrir no dia 19 de setembro.

+ Prefeitura libera reabertura de museus, mas veta cinemas e teatros

Para pensar em estratégias para os equipamentos culturais na pós-pandemia, o Goethe-Institut, o Ministério Federal das Relações Exteriores da Alemanha e o Museu Nacional/UFRJ promovem, nesta quarta (2), o evento virtual “Reopening Museums: European and South American Perspectives”.

+ MAM vai reabrir sem cobrança de ingresso obrigatória

O painel contará com as participações de Johannes Vogel, Diretor Museu de História Natural de Berlim; Barbara Plankensteiner, Diretora do Museum am Rothenbaum – Kulturen und Künste der Welt (MARKK); Gabriela Rangel, Diretora do Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (MALBA); e Alexander Kellner, Diretor do Museu Nacional/UFRJ, destruído num incêndio há exatos dois anos.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

O debate, mediado pela diretora do ICOM Brasil, Marília Bonas, terá início às 10h e será transmitido em inglês, ao vivo, pelo canal do Goethe-Institut Central no YouTube. Um link para tradução simultânea em português no Zoom será disponibilizado no chat ao vivo do próprio YouTube. A participação é gratuita e aberta a todos os interessados. O evento é uma das iniciativas que integram um projeto de longo prazo de intercâmbio museológico entre Brasil e Alemanha, capitaneado pelo Goethe-Institut. Nesse sentido, também já está agendada para junho de 2021 uma conferência internacional, que será organizada de forma presencial, no Rio de Janeiro.

“O ‘Reopening Museums’ foi pensado a partir da necessidade de falarmos sobre a reabertura destes espaços de maneira segura. Num momento como esse, é importante dar a nossa contribuição para incentivar colaborações entre diversas instituições. O intercâmbio de informações é peça-chave para incentivar colaborações entre museus na América do Sul e na Europa”, afirma Robin Mallick, Diretor do Goethe-Institut Rio. Ele antecipa que o painel deve ter um formato colaborativo, incentivando discussões relevantes para todos os convidados.

A Alemanha está entre os países que já reabriram museus após a diminuição significativa das taxas de contágio do coronavírus. Como reabrir com segurança em tempos de pandemia? Essa é uma das propostas da discussão digital que abordará, entre outros temas, o diálogo e a cooperação entre Europa e América do Sul, a retomada do diálogo dos museus com a sociedade, e o compromisso com a sustentabilidade.

+ Filmes brasileiros vão estrear em festival em drive-in na Barra

O evento também marca os dois anos do incêndio do Museu Nacional/UFRJ, no Rio de Janeiro. O Ministério Federal das Relações Externas da Alemanha já repassou mais de 300 000 mil euros para a recuperação do espaço, numa relação de cooperação e proximidade da instituição brasileira com empresas e órgãos do governo alemão.

Pesquisadores e funcionários do Museu Nacional trabalham intensamente para que possam retomar as atividades de ensino, além da visitação ao espaço. Confira o vídeo abaixo.

Continua após a publicidade
Publicidade