Clique e assine por apenas 4,90/mês

Oi Futuro lança série com reflexões sobre arte em tempos de pandemia

Centro cultural, que completa 15 anos, reúne nomes como Gilberto Gil e Fernanda Montenegro para pensar sobre os futuros possíveis em produção para o Youtube

Por Marcela Capobianco - 11 Maio 2020, 12h15

Os músicos Gilberto Gil e Arnaldo Antunes, a atriz Fernanda Montenegro, o cineasta britânico Peter Greenaway; os diretores teatrais Bia Lessa, Felipe Hirsch, Marcio Abreu e Rubens Velloso; o curador Marcello Dantas; os artistas visuais Luiz Zerbini, Roberta Carvalho, Raul Mourão.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Para celebrar o aniversário de 15 anos, o Oi Futuro reuniu artistas numa série original para o Youtube, com reflexões sobre a arte durante o período de isolamento social e as apostas para o mundo pós-pandemia. Oi Futuro Agora é produzida e dirigida pelo artista visual Batman Zavareze. Nos 16 episódios – cada um com cerca de 3 minutos de duração -, nomes da cultura brasileira como Gilberto Gil, Fernanda Montenegro, Arnaldo Antunes, Felipe Hirsch, Bia Lessa, Raul Mourão e Luiz Zerbini falam sobre o lugar da arte e da tecnologia no contexto atual e lançam ideias para a construção de futuros possíveis.

+ Cinema Drive-In é aposta de empresários para retomar mercado do entretenimento

Continua após a publicidade

A série será exibida no canal do Oi Futuro no Youtube, com um episódio lançado a cada semana. Os vídeos costuram imagens dos arquivos do Oi Futuro – registros de performances e exposições passadas – com entrevistas inéditas e recentes, produzidas remotamente, especialmente para a ocasião. O primeiro episódio traz Arnaldo Antunes, que se apresentou em 2009 no palco do Oi Futuro, na abertura do festival Multiplicidade. No minidoc, Antunes relembra o show e fala sobre o desafio de transformar a tecnologia em linguagem artística.

“É um repertório de respostas em busca de perguntas; temos que criar essas perguntas”, resume o músico. Os episódios seguintes trazem reflexões de Marcello Dantas, Bia Lessa e do cineasta britânico Peter Greenaway.

+ Guia de museus cariocas para visitar sem sair de casa

“O Centro Cultural Oi Futuro é uma plataforma viva da arte de vanguarda e palco de inúmeros encontros inesquecíveis. Para comemorar os 15 anos de existência, em tempos de quarentena, queremos provocar uma experiência virtual que possa construir pontes de afeto e abrir novas janelas na forma de ver, ouvir, criar, interagir e ressignificar nosso presente e nosso futuro”, diz Roberto Guimarães, gerente executivo de Cultura do Oi Futuro.

Continua após a publicidade

+ Produtora carioca oferece cursos de teatro gratuitos para crianças e adolescentes

Com o fechamento temporário do Centro Cultural por conta do isolamento social, o Oi Futuro segue em atividade no meio digital, oferecendo opções de experimentação da arte e oportunidades de aprendizagem e conexão para seus diversos públicos. O instituto criou uma agenda online, inédita e gratuita com conteúdos de cultura, educação e inovação social, incluindo teatro on-line, pocket shows, webinars, mentorias, cursos e materiais de apoio a educadores e escolas.

Publicidade