Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Mostra reúne 50 ambientes com dicas para economizar na decoração

Confira alguns destaques do evento "Morar Mais Por Menos", que abre nesta quinta (7)

Por Renata Magalhaes Atualizado em 6 out 2021, 17h18 - Publicado em 6 out 2021, 17h03

O chique que cabe no bolso. Esta é a filosofia do Morar Mais por Menos, que chega a sua 18ª edição nesta quinta (7) apresentando 49 ambientes com as novidades do mercado de arquitetura, decoração e paisagismo. Liderado por Lígia e Sabrina Schuback, o evento será realizado em uma mansão em São Conrado, projetada pelo arquiteto e designer francês Gilles Jacquard, criador do lendário Hipopótamos.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

“Sempre acreditamos na democratização da decoração e hoje, mais do que nunca, essa realidade veio se concretizar. Contratar um profissional é fundamental para minimizar custos, otimizar tempo, e não deixar você errar. Já imaginou um sofá que não passa pela porta?”, destaca Lígia.

+ Alô, Barra da Tijuca! Como vai ficar o novo Boteco Boa Praça da Olegário

Os quatro andares da casa serão divididos em diferentes propostas: pequenos studios, ambientes infantis e áreas de entretenimento, com bar e restaurante. Confira abaixo alguns ambientes em destaque.

Continua após a publicidade
Um quarto de criança, com uma parede verde e outra em madeira, com dois berços brancos e um móvel de gavetas
Quarto Duas Mães: arquiteta Rebeca Albertasi se inspirou em Nanda Costa e Lan Lan MCA Estúdio/Divulgação

Quarto Duas Mães
A arquiteta Rebeca Albertasi se inspirou no momento vivido pela atriz Nanda Costa e a percussionista Lan Lan, grávidas de gêmeas, para criar seu ambiente. O quarto sai do tradicional rosa e investe em materiais naturais como palha, sisal e barbante. A artista plástica muralista Juliana Berti foi convidada para criar uma obra na parede com trechos da composição que as mamães fizeram para as filhas e se inspirou na cidade de Paraty, onde Nanda nasceu. Os instrumentos de percussão que estão expostos foram feitos de objetos reciclados, como garrafas, botões e partes de cordas de pular.

+ Ame ou odeie, a Barra da Tijuca é o bairro mais procurado para morar no Rio

Um studio tem como uma das paredes uma grande pedra natural. Uma cama com lençol zinza está à direita e uma escada laranja leva para um mezanino à esquerda.
Morada da Pedra: espaço de Felipe Alves é um studio para o “homem moderno” MCA Estúdio/Divulgação

Morada da Pedra
Aqui o elemento principal é a pedra no fundo do ambiente, preservada para criar o clima de caverna. O acabamento de paredes e tetos no chapisco cimentado, bem como o pé-direito duplo, possibilitam tirar partido das texturas e de vários níveis de uso. Considerado um studio para um “homem moderno”, o espaço do arquiteto Felipe Alves gira em torno da iluminação e de elementos decorativos, como a bicicleta que tem o seu lugar guardado dentro de casa.

+ Na Tijuca, Casa Zuzu Angel é o palco de festival de arte, design e moda

Uma dega de vinho em pedra tem um sofá vermelho à esquerda com almofadas de couro e uma bancada branca à direita
Adega dos Artistas: espaço subterrâneo tem espaço para 700 garrafas MCA Estúdio/Divulgação

Adega dos Artistas
O time composto por Patrícia Almeida, Thiago Rosa e Petros Pereira pegou um simples depósito de garrafas e transformou em um espaço de convivência para quem aprecia vinhos e artes. A adega subterrânea tem paredes em pedra, cimento queimado envelhecido naturalmente, laje e concreto aparente, e espaço para 700 garrafas de vinho. O artista Gui Dias foi convidado para fazer uma taça mostrando o Rio de Janeiro, enquanto Tânia Castilho levou a energia dos cristais ao ambiente em quatro mandalas que representam as estações do ano.

Avenida Niemeyer, 550, casa 10, São Conrado. Terça a quinta e domingo, 12h às 20h; sexta e sábado, 12h às 21h. R$ 30,00 a R$ 45,00. Até 21 de novembro. Abertura na quinta (7).

Continua após a publicidade
Publicidade