Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Artes radicais: MAR reinstala rampa de skate com acesso gratuito

No MAM Rio, se despedem neste fim de semana as exposições individuais de Fayga Ostrower e Marcos Chaves

Por Marcela Capobianco Atualizado em 21 jul 2021, 12h25 - Publicado em 21 jul 2021, 12h23

A exposição Rua! se despediu do Museu de Arte do Rio no início do mês, mas a instituição resolveu reinstalar, nos pilotis, a rampa de skate criada especialmente para a mostra.

Coincidentemente, o equipamento desenvolvido pelos artistas Guga Ferraz e Daniel Castanheira volta à cena na semana da abertura dos Jogos Olímpicos, que vai contar com skate entre as modalidades.

+ Ludmilla: “Racistas não aceitam que cheguei ao topo”

A rampa do MAR é, na verdade, uma instalação sonora de 9 metros de comprimento com um sistema de som que amplifica os barulhos produzidos pelos skatistas.

Qualquer pessoa pode usar o espaço gratuitamente, sempre aos sábados e domingos, entre 12h e 17h. A cada dia, serão distribuídas vinte pulseiras que darão acesso à rampa por meia hora.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

No museu da Praça Mauá é possível visitar as exposições Casa Carioca, Paulo Werneck – Murais Para o Rio e Imagens Que Não Se Conformam.

Continua após a publicidade

Praça Mauá, 5, Centro. R$ 20,00. Qui. a dom., 12h/18h. Informações adicionais no site.

+ Exposição de Cocco Barçante no Centro Cultural Correios é um clamor por tempos delicados

MAM Rio.

Obra A Academia, de Marcos Chaves, emula a academia de pedra do Aterro do Flamengo no MAM Rio
Marcos Chaves: individual do artista carioca no MAM Rio propõe diálogos com a paisagem do Aterro do Flamengo Fabio Souza/MAM Rio/Divulgação

Neste domingo (25), serão encerradas as exposições Fayga Ostrower: Formações do Avesso e Marcos Chaves: As Imagens Que Nos Contam, no Museu de Arte Moderna do Rio.

Composta por cerca de 60 obras, entre gravuras, aquarelas, desenhos, tecidos e até joias, a exposição da artista polonesa que chegou ao Brasil aos 14 anos explora a pluralidade de sua produção e, claro, aborda a prática em educação, desenvolvida no período em que lecionou no Bloco Escola do MAM Rio.

+ Três esculturas para prestar atenção na mostra Estado Bruto, no MAM Rio

Já a individual do artista carioca reúne cerca 70 produções das últimas quatro decadas, incluindo quatro grandes instalações. Instagramável e lúdica, a mostra exibe as várias facetas de chaves.

Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo. Grátis, com contribuição sugerida. Qui. e sex., 13/18h. Sáb. e dom., 10h/18h.  Até domingo (25). Informações no site do MAM Rio.

Continua após a publicidade
Publicidade