Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Crítica: peça on-line com atrizes globais põe a poesia em lugar de luxo

Mariana Ximenes, Débora Falabella, Andréia Horta e Bianca Comparato se despem de vaidades em experimento cênico

Por Marcela Capobianco 2 nov 2020, 18h36

Nestes quase oito meses de pandemia vividos no Brasil, muitos atores usaram a própria casa de cenário para peças on-line, séries de televisão, entrevistas e leituras dramatizadas. Portanto, a proximidade já trazida pelas redes sociais foi acentuada.

+ Carol Sampaio volta à noite carioca: “Meu último evento foi o Carnaval”

No espetáculo on-line Cara Palavra, as atrizes Debora Falabella, Mariana Ximenes, Bianca Comparato e Andreia Horta – todas acostumadíssimas a participar de grandes produções do audiovisual – cedem suas casas (à exceção de Débora, que se apresenta diretamente do palco do Teatro Porto Seguro, em São Paulo) para cenário de uma experimentação cênica em que a poesia – principalmente a brasileira e a feminina – ocupa um lugar de destaque.

Como diz um trecho do texto, neste período de isolamento social, o corpo está parado, mas o coração está a mil. E é louvável que atrizes com tantos anos de carreira e já estabelecidas resolvam ‘se jogar’ de corpo e alma num formato que ainda nem tem nome. É teatro? É filme ao vivo? É sarau? Não importa.

O resultado é potente, mas há que se ter atenção total à tela para não perder os versos que se intercalam entre Rio (Andréia Horta), São Paulo (Mariana Ximenes e Débora Falabella) e Los Angeles (Bianca Comparato).

+ Amigos lamentam morte de Tom Veiga, intérprete do Louro José

Continua após a publicidade

Ponto alto, com certeza, é a cena do bar, em que as quatro atrizes, apesar de geograficamente separadas, parecem estar muito juntas, numa inteligente provocação ao mundo (ainda muito) machista em que vivemos.

A participação de uma poeta brasileira contemporânea (a cada sessão, uma escritora é convidada a ler trechos de suas obras) é um acerto e emociona não só o público, mas também as atrizes.

+ Oi Futuro do Flamengo vai reabrir com mostra ecológica de Luiz Zerbini

A pandemia propõe, a todo momento, reflexões sobre estilo de vida e o lugar da arte no mundo. Cara Palavra despe quatro atrizes de toda e qualquer vaidade e elege a poesia como a melhor forma de aplacar as ansiedades causadas por um vírus que deixou tudo de cabeça para baixo.

Cara Palavra. Sábados e domingos, 20h. Ingressos – Tudus: a partir de R$ 20,00. Classificação: 16 anos. Duração: 60 minutos. Até 15 de novembro.

Continua após a publicidade

Publicidade