Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Oi Futuro reabre nesta quinta (5), com exposição de Luiz Zerbini

Centro cultural será transformado num imenso jardim-floresta com mais de 50 árvores e arbustos

Por Marcela Capobianco Atualizado em 5 nov 2020, 12h07 - Publicado em 2 nov 2020, 11h16

Montada no Oi Futuro do Flamengo desde março, a exposição Campo Expandido, com obras inéditas de Luiz Zerbini, vai finalmente começar a receber visitantes a partir desta quinta (5).

A mostra marca a reabertura do centro cultural ao público. Misturando tecnologia e ecologia, as instalações e intervenções impressionam pela grandiosidade. Uma grande árvore recebe os visitantes, que podem caminhar sobre o chão coberto de areia num ambiente composto por outras árvores, plantas medicinais e ornamentais e luz solar.

Área verde: exposição de Zerbini está montada no Oi Futuro do Flamengo desde março e só agora será aberta ao público Oi Futuro/Divulgação

+ Morte de Tom Veiga foi causada por AVC

Adesivos coloridos e translúcidos cobrirão toda a fachada de vidro e a claraboia do Oi Futuro. para que a luz natural entre colorindo todo o ambiente. Esse trabalho remete às emblemáticas obras do artista feitas com molduras de slides e gelatinas.

“A proposta da exposição é pensar a natureza em relação ao futuro, evocando o passado. E o mesmo com a tecnologia, trazendo a interação para algo cotidiano, menos espetacular, mais reflexivo”, diz Luiz Zerbini.

+ Teatro Prudential terá festival de música independente ao ar livre

O artista viajou diversas vezes para a Amazônia e se inspirou nos quintais das casas de comunidades ribeirinhas para montar a exposição. Usando diversos tipos de madeira, algumas peças recolhidas há anos, outras adquiridas mais recentemente, Zerbini fez a própria versão de mesas amazônicas, que servem de bancada para plantas, temperos e ervas medicinais.

Continua após a publicidade

As visitas devem ser agendadas por meio do site do Oi Futuro ou pelo telefone (21) 3131-3060. Há apenas três horários, com até duas horas de duração, disponíveis para as visitas. Ao final deste período, um sinal toca, pedindo para que os frequentadores saiam do espaço.

Luiz Zerbini: mostra Campo Expandido ganhou elementos que se referem à pandemia Oi Futuro/Divulgação

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Nos monitores de televisão que ficam no térreo, será exibido um vídeo inédito, de 20 minutos, produzido durante a montagem da exposição. Com uma roupa especial, Zerbini anda no meio das plantas, enquanto luzes coloridas entram no ambiente. “É como se fosse um ser do futuro chegando e cuidando da floresta”, diz o artista, que usa uma roupa de apicultor e, por cima, uma veste criada por ele em conjunto com a estilista Isabela Capeto, inspirada nos trabalhos com slides coloridos.

Na segunda galeria, passarelas de madeira levarão o público a interagir com a obra instalada no espaço, que forma um imenso jardim-floresta com mais de 50 árvores e arbustos, sendo a maioria delas palmeiras de diversas espécies. “Será como se o público estivesse entrando em uma floresta”, afirma o artista, que retirou as paredes que escondiam as janelas do espaço, deixando a luz natural entrar.

“Fiz praticamente uma reforma no prédio para poder iluminar o espaço. Não é sempre que um artista consegue alterar o espaço de um centro cultural”, complementa o artista.

+ Theatro Municipal terá concertos no palco, com transmissão on-line

Oi Futuro: espaço ganhou lâminas coloridas nas janelas, criando um efeito visual impactante Oi Futuro/Divulgação

As obras são construídas a partir de uma lógica proveniente da pintura que se desdobrou para o espaço em instalações imersivas. “Sempre recolhi objetos que me interessavam, e este interesse pode ser pela forma, pela cor ou pela lembrança de algo. Organizo os objetos e crio uma relação entre eles para fazer minhas pinturas, monotipias e obras de espaço. Quando o trabalho se expandiu para fora da tela, os elementos foram entrando na obra”, conta Zerbini.

Campo Expandido – Luiz Zerbini. Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63. Abertura: quinta (5). Visitação: terça a domingo, de 11h às 13h, 13h30 às 15h30; 16h às 18h. Entrada gratuita. Agendamento pelo site. Até 13 de dezembro.

Continua após a publicidade
Publicidade