Clique e assine por apenas 4,90/mês

Cinema Drive-In da Cidades das Artes, na Barra, abre nesta quinta (18)

Sessão de estreia terá exibição da animação Shrek, às 17h30. Programação contará com clássicos como Scarface e E.T.

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 16 jun 2020, 13h12 - Publicado em 16 jun 2020, 13h06

O cinema drive-in da Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, vai finalmente abrir ao público nesta quinta (18). A inauguração aconteceria no fim de maio, mas a alta taxa de transmissão do novo coronavírus na cidade fez com que o projeto fosse adiado.

+ Covid-19: velocidade de contágio diminuiu na última semana

A primeira sessão do drive-in acontece às 17h30 de quinta, com exibição da animação Shrek, de 2001 – que já pode ser considerado um clássico do cinema para todas as idades.

O drive-in da Cidade das Artes vai funcionar de terça a sexta, sempre com um filme infantil em um horário ‘matinê’ e um ou dois clássicos da sétima arte à noite. A programação dos próximos dias conta com blockbusters como Meu Malvado Favorito, 50 Tons de Cinza, Scarface, Gênio Indomável e E.T. – O Extraterrestre.

Continua após a publicidade

+ Coronavírus: Justiça suspende desconto de 30% nas mensalidades escolares.

A tela de mais de 200 metros quadrados foi montada no estacionamento do centro cultural e o local pode receber até 104 automóveis simultaneamente, com duas pessoas para sessões adultas e quatro, sendo duas crianças, para os filmes infantis.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Por conta das regras de higiene, as vendas de ingresso, cujo preço varia de 80 a 90 reais, mais a taxa, só acontecem pela internet. A programação do Drive-In das Artes pode ser conferida pelo site.

Continua após a publicidade

+ Peças de teatro para assistir on-line esta semana

Os lanches serão entregues através da janela do carro e somente com a utilização das máscaras. E, para ir ao banheiro, o visitante será transportado em um carrinho de golfe. Não haverá filas e os sanitários serão higienizados a cada uso.

+Covid-19: Hospitais estaduais do Rio registram menor ocupação desde março

“Assim que saiu o decreto [de fechamento de cinemas, teatros, etc] em março, nós pensamos que o Drive-In seria uma alternativa realmente viável porque o contato pessoal é zero, porque o espectador não sai do carro. Começamos a buscar parcerias e hoje temos muita alegria de realizar esse projeto para a cidade do Rio de Janeiro. Idealizamos todos os detalhes para trazer o charme do drive-in dos anos 70, e agora a ideia é expandir e pensar em novas atrações ao ar livre, considerando o excelente espaço que temos”, resume a presidente da Cidade das Artes, Renata Monteiro.

Publicidade