Clique e assine por apenas 4,90/mês

Pavão Azul

(Desde 1957)

Tipos de Bares: Botecos

Veja Rio:

Endereço: Rua Hilário de Gouveia, 71 - lojas A, B e C - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa

Telefone: (21) 22362381

Horário:

segunda-feira 12:00 - 00:00

terça-feira 12:00 - 00:00

quarta-feira 12:00 - 00:00

quinta-feira 12:00 - 00:00

sexta-feira 12:00 - 00:00

sábado 12:00 - 00:00

domingo 12:00 - 20:00

Informações adicionais: Lugares/Capacidade total (60)

Reduto tradicional, citado em crônica pelo jornalista e escritor Antônio Maria (1921-1964), o botequim chega em plena forma ao século XXI. Cresceu, para além da loja original, e ocupa pontos distintos no mesmo quarteirão, todos cheios a partir da happy hour. A receita, por lá, inclui cerveja sempre gelada — cascos de Bohemia (R$ 11,00), Original (R$ 11,00) e Serramalte (R$ 12,00) — e caprichados petiscos. Para beber, também há chope Brahma (R$ 6,00). O campeão de procura, entre os salgados, é a patanisca de bacalhau (R$ 3,50 a unidade, pedido mínimo de quatro), bolinho com o peixe bem temperado, sem batata na receita. Na retaguarda, pastéis de camarão, carne, queijo ou queijo com tomate seco (R$ 3,30 cada um) disputam as atenções com o bolinho de feijoada (R$ 15,00, cinco unidades). Prato mais pedido, o farto risoto de camarão (R$ 34,00) é servido todo dia e, nos fins de semana, ganha a concorrência do arroz de polvo (R$ 36,00). Aviso: o lugar só trabalha com cartão de débito.

    Pós-praia

    Um clássico de Copacabana, o boteco, a duas quadras da praia, é parada segura para uma gelada na volta para casa. Nas duas unidades, uma a metros da outra, pedida sem erro são as pataniscas de bacalhau (R$ 3,00 cada uma, mas só são servidas no mínimo quatro unidades), bolinhos em que a batata não ofusca a presença do peixe de sabor marcante. Pastéis de carne, queijo, camarão ou queijo com tomate seco (R$ 2,80 a unidade) e caldinho de feijão (R$ 7,00) são consumidos aos montes entre um casco e outro de Original, Brahma Extra ou Bohemia (R$ 10,00; 600 mililitros). O chope é Brahma (R$ 5,50; 300 mililitros) e bem tirado.

    Preços checados em 5 de janeiro de 2016

    Reduto tradicional, citado em crônica pelo jornalista e escritor Antônio Maria (1921-1964), o botequim chega em plena forma ao século XXI. Cresceu, para além da loja original, e ocupa pontos distintos no mesmo quarteirão, todos cheios a partir da happy hour. A receita, por lá, inclui cerveja sempre gelada — cascos de Bohemia (R$ 11,00), Original (R$ 11,00) e Serramalte (R$ 12,00) — e caprichados petiscos. Para beber, também há chope Brahma (R$ 6,00). O campeão de procura, entre os salgados, é a patanisca de bacalhau (R$ 3,50 a unidade, pedido mínimo de quatro), bolinho com o peixe bem temperado, sem batata na receita. Na retaguarda, pastéis de camarão, carne, queijo ou queijo com tomate seco (R$ 3,30 cada um) disputam as atenções com o bolinho de feijoada (R$ 15,00, cinco unidades). Prato mais pedido, o farto risoto de camarão (R$ 34,00) é servido todo dia e, nos fins de semana, ganha a concorrência do arroz de polvo (R$ 36,00). Aviso: o lugar só trabalha com cartão de débito.