Confira 31 atrações gratuitas para curtir este fim de semana

Um guia com programas para se divertir sem gastar dinheiro, com espetáculos, exposições e outras atrações

MIMO Festival

 (Dragan Teodorovic/Divulgação)

Criado em Olinda, em 2004, o MIMO Festival chega à 15ª edição. Com a Marina da Glória como palco principal, o Rio recebe, de sexta (10) a domingo (12), shows, exibição de filmes inéditos ligados ao universo musical e oficinas, tudo de graça. Estão no programa artistas como o guitarrista malinês Vieux Farka Touré, filho de outro grande nome da música africana, Ali Farka Touré. No sábado (11), como Touré, o cultuado cineasta e músico sérvio Emir Kusturica mostra, ao lado da The No Smoking Orchestra, seu “tecno-rock­-cigano”. Na véspera, Kusturica lança o longa Na Via Láctea, com a atriz Monica Bellucci, no Cine Odeon. Da ala nacional, Russo Passapusso, voz do eletrizante BaianaSystem, e Criolo, que lançou neste ano o álbum de samba Espiral de Ilusão, são atrações do último dia. Senhas devem ser retiradas pelo site mimofestival.com.

Terreirão do Samba

 (Prefeitura do Rio de Janeiro/Divulgação)

O Terreirão do Samba promove em todas as sextas de novembro um happy hour com shows gratuitos de grandes nomes da música brasileira. Nesta sexta (11), será a vez de Toninho Gerais. Dudu Nobre (17) e Mart’nália (24) são os próximos convidados. Os shows são sempre acompanhados pela Roda Criolice, Samba Social Clube e Roda do Nego Álvaro.

Terreirão do Samba. Rua Benedito Hipólito, 66, Praça Onze – Centro. Sexta (11, 17 e 24), 17h. Grátis.

Alfredo Del-Penho

 (Leo Aversa/)

Reza a lenda que ele sabe de cabeça mais de 4 000 sambas. Cantor afinado, compositor de mão-cheia, craque do violão e do cavaquinho e ator competente em musicais como Sassaricando e Suassuna — O Auto do Reino do Sol, Alfredo Del-Penho é também um dedicado pesquisador musical. Dono de talentos múltiplos, o artista de 36 anos só fez sua estreia-solo há dois anos, com o lançamento simultâneo dos CDs Samba Sujo e Pra Essa Gente Boa (instrumental). O primeiro, com faixas cantadas, inspira duas apresentações gratuitas. Ao lado de seis músicos e do cantor Pedro Paulo Malta, parceiro de outros carnavais, ele adianta faixas de seu próximo trabalho, dedicado à obra de Nei Lopes. 

Espaço Furnas Cultural. Rua Real Grandeza, 219, Botafogo. Sábado (11) e domingo (12), 19h. Grátis (senhas distribuídas uma hora antes).

 

CCBB – Raymond Depardon

 (Raymond Depardon/Divulgação)

Sócio da lendária agência de fotografia Magnum e também um reconhecido documentarista, Raymond Depardon mostra seus dois talentos no CCBB. A programação em homenagem aos 75 anos de vida do aventureiro francês inclui a retrospectiva Un Moment Si Doux. Em cartaz a partir de quarta (1º), a exposição reúne 165 fotos coloridas — técnica menos difundida na obra de Depardon, mas adotada por ele desde a década de 50 — feitas em viagens por países da Europa, da África e da América Latina. Na sexta (3), tem início a Mostra Depardon Cinema, que apresenta 28 filmes representativos de sua vasta cinematografia, na maioria documentários. 

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis (os ingressos para os filmes devem ser retirados uma hora antes da sessão). Até 22 de janeiro de 2018. Abertura na quarta (1º).

Casa & Gourmet Shopping

 (Divulgação/Divulgação)

Para o mês de novembro o Casa & Gourmet Shopping preparou uma programação gratuita de workshops trazendo temas como: Receitas Variadas de Bruschetta, ministrado pelo restaurante Fiammetta; Dicas para uma vida saudável com a Camicado; Cozinha natural: crudveg e o segredo da cozinha vegana, com a chef Cika Luz; Arrumando a Casa Para O Natal, com a 704 Home. Os workshops acontecem sempre às quintas-feiras a partir de 19h30. As inscrições são gratuitas e, para garantir mais comodidade, podem ser feitas através do WhatsApp 98012-2969 ou pelo telefone 2542-5693.

Casa & Gourmet Shopping – Rua General Severiano, 97 – Botafogo

Via Parque Shopping

 (Divulgação/Divulgação)

Este ano, o Via Parque shopping inova mais uma vez com atrações inéditas e uma decoração especial para o natal, com inspiração nas animações Mini Beat Power Rockers – a primeira banda de rock de bebês -, Os Floogals – pequenos alienígenas que fazem diversas descobertas sobre coisas comuns do mundo humano -, Doki – cãozinho curioso que tem paixão por aventura – e a série original Zoo da Zu – a menina que se torna diretora de um zoológico -. Logo na entrada, os clientes serão recebidos com a fachada principal totalmente iluminada, com micro lâmpadas de led, que vão formar uma teia de luzes que promete encantar as famílias. A decoração terá como tema a “Aventura de Natal Discovery Kids”, que irá apresentar quatro experiências divertidas para a criançada. Dentre as atrações, destaque para o Espaço Mini Beat Power Rockers, um divertido circuito de obstáculos com baterias eletrônicas, onde os pequenos vão poder despertar seu lado musical. No Espaço Zoo da Zuas crianças terão a oportunidade de ver episódios interativos da série. Na atração mais aguardada, dos Floogals, a Árvore de Natal Gigantecrianças vão vivenciar uma experiência única. Elas vão poder escalar um labirinto vertical dentro da Árvore Gigante, em 12 metros de aventuras com luz e som. Com acesso pelo 2º piso do mall, o brinquedo poderá receber crianças, jovens e até adultos que vão se aventurar por esse mágico universo. No Espaço Doki, os pequenos vão poder tirar fotos com os personagens Doki e seu melhor amigo de aventuras, o tamanduá Oto, em formato 3D gigante, com mais de 2 metros de altura. Todas as atrações serão gratuitas e funcionarão conforme regulamento no local, as crianças devem estar sempre acompanhadas pelo responsável.

Via Parque Shopping – Av. Ayrton Senna 3000, Barra da Tijuca

Game Point Tectoy

 (Evento Tec Toy/Divulgação)

Os fãs de games não podem perder o evento “Game Point Tectoy”, que fica em cartaz até o dia 12 de dezembro no Carioca Shopping. O evento proporciona para os participantes uma experiência nostálgica e interativa nos clássicos Atari, Master System e Mega Drive, plataformas que marcaram gerações e são ícones da indústria de jogos eletrônicos. O evento faz parte das comemorações dos 30 anos da Tectoy e terá uma estrutura com os consoles e TVs de 32” Full HD, da AOC, parceira da atração, em que o público poderá jogar os lendários videogames dos anos 1980 e 1990. Para quem é fã, será um momento de nostalgia, já para as novas gerações, uma experiência diferente, com joysticks, cartuchos e, claro, a definição e a velocidade, que mesmo muito abaixo dos games atuais, proporcionam uma aventura única para os jogadores.

Shopping Carioca – Av. Vicente de Carvalho, 909, Vila da Penha.

Caixa Cultural

 (Succession H. Matisse AUTVIS, Brasil, 2016/Divulgação)

Grande nome da arte no século XX, ao lado de Pablo Picasso e Marcel Duchamp, o pintor Henri Matisse emprestou um sentido de urgência à sua produção após ser diagnosticado com câncer de intestino, em 1941. Aos 71 anos e impedido de ficar em pé diante de um cavalete, o artista desenvolveu famosas séries de colagens que anteciparam a pop art. Pertencente ao acervo dos Museus Castro Maya, vinte pranchas feitas para o álbum Jazz são expostas em mostra na Caixa Cultural. Circo, contos populares e viagens, aparentemente embalados pelo som de uma orquestra, dominam obras como O Cavalo, a Amazona e o Palhaço (foto).

Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 22 de dezembro. Abertura na quarta (25).

HKMA

 (Hildebrando de Castro/Reprodução)

Depois de trocar Botafogo por um prédio de quatro andares no Leblon, a galeria Lurixs: Arte Contemporânea expõe a série HKMA, de Hildebrando de Castro. São oito pinturas, feitas a partir de fotos tiradas pelo artista no Museu de Arte de Hong Kong. Nas criações, ele reproduz linhas de precisão geométrica e mimetiza efeitos de luz. O novo espaço, com 500 metros quadrados e projeto do arquiteto Miguel Pinto Guimarães, inclui uma reserva técnica e escritórios de arte. 

Lurixs: Arte Contemporânea. Rua Dias Ferreira, 214, Leblon. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, 12h às 16h. Grátis. Até 2 de dezembro.

Povo Insônia

 (Elodie Salmeron/Divulgação)

Inspirado em suas origens baianas, o artista de rua Tomaz Viana criou a personagem Insônia em 2010. Ela é a protagonista de Povo Insônia, em cartaz no Museu Chácara do Céu desde setembro. Na sala de jantar e na biblioteca, manequins pintados saúdam os visitantes sob a trilha sonora de músicas africanas. Telas (foto) e cerâmicas de sua autoria se misturam, em um interessante contraste, a relíquias do acervo da casa, a exemplo de esculturas de Mestre Vitalino. Destaque interativo, a instalação sonora Ritos & Ritmos convida o público a participar da obra, enquanto fotografias antigas, garimpadas na Praça XV e manipuladas de forma surpreendente, fecham a mostra. 

Museu Chácara do Céu. Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa. Quarta a segunda, 12h às 17h. R$ 6,00. Grátis às quartas. Até 29 de janeiro de 2018.

Circuitinho

Em sua primeira edição, o Circuitinho promete agitar a Casa Rosa da Gávea com programação voltada para os pequenos. Workshops, oficinas e shows, além da participação de quarenta expositores de marcas infantis, compõem o evento, que conta com atrações até para os bebês. A nutricionista Gabriela Kapim, do programa Socorro! Meu Filho Come Mal, a psicóloga e astróloga Monica Guinle e o músico Luis Carlinhos são presenças confirmadas. 

Casa Rosa da Gávea. Rua Marquês de São Vicente, 268, Gávea. Sábado (11) e domingo (12), 12h às 20h. Grátis.

Flup

Vidigal Vidigal

Vidigal (Ariel Martini/Divulgação/)

A língua falada, cantada e recriada nas ruas vai ser celebrada no Rio Poetry Slam, campeonato de poesia que acontece durante a Flup – Festa Literária das Periferias, no Vidigal. Primeiro encontro de saraus e slams de língua portuguesa, o evento vai reunir 15 poetas, artistas e escritores, como Alessandro Buzo, do Sarau Suburbano de São Paulo, a poeta e escritora angolana Bel Neto e o músico português José Anjos. Atualmente em reconstrução, o Museu da Língua Portuguesa é co-realizador do encontro de poetas do Brasil, Angola e Portugal, que recebeu o nome de Sarall e acontece sexta (10) na abertura do maior evento de poesia falada da América Latina. A apresentação será feita pelo ator Marcelo Mello, também poeta, cineasta e ativo participante da cena artística do Vidigal. Nesta edição, a FLUP homenageia o dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha, autor de teatro, televisão, cinema, jornalismo e crítica cultural. Veja a programação completa aqui.

Rio Sabor & Arte

 (Simone Bloris/Divulgação)

O Baixo Gávea, tradicional ponto de encontro do Rio, receberá atrações de música e gastronomia do Rio Sabor & Arte, neste final de semana. O evento, que está na segunda edição, levará DJ, samba, food trucks, barracas de artesanato e atrações infantis à Praça Santos Dumont. Um dos destaques será o Chorinho da Praça, famoso pelas apresentações na feira da Rua General Glicério, em Laranjeiras, que se apresentará às 15h30, no domingo (12).

Rio Sabor & Arte. Praça Santos Dumont, Gávea. Sábado (11) e domingo (12), das 14h às 22h. Entrada Franca.

BUDxRIO

Os cariocas mais descolados certamente já ouviram falar no Bar do Nanam. Um dos novos points da noite carioca, o local nas proximidades da praça Tiradentes ganha hoje (10) um circuito de shows gratuitos todas as sextas com patrocínio da Budweiser.

Batizado de BUDxRIO, o evento terá Afrojazz, Doralyce e DJ Egil como atrações. Marcada para 20h, a festa deve se estender até 2h. Os organizadores informaram que a intenção é levar ao espaço Beach Comvers, Caixa Baixa, DJ Tammy e Vulcânicos e outros artistas da cena independente até 16 de dezembro, quando o ciclo será encerrado com shows simultâneos na praça e no Rua da Imperatriz, onde fica o bar.

Bar do Namnam – R. Imperatriz Leopoldina, 55 – Centro

O Cluster

ROTUNDA

 (Redação Veja rio/Divulgação)

Onze entre dez cariocas que fazem parte da cena criativa da cidade sabem: O Cluster ajuda a escrever a história das pequenas iniciativas culturais desde 2012. Em cinco anos, a plataforma ganhou novos formatos e saiu pela estrada para descobrir e fomentar talentos também de outras regiões do país, desbravando o mercado mesmo em tempos de crise. Com a bagagem de 24 edições gratuitas realizadas no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife, O Cluster, idealizado por Carolina Herszenhut – curadora do evento-, soma mais de 300 marcas participantes e já atingiu um público de 80 mil pessoas para conferir o que os criativos brasileiros andam produzindo por aí. Ainda dentro desse somatório, a plataforma contribuiu até agora com 12 iniciativas sociais, além de apresentar mais de 70 novos chef’s da gastronomia e 50 artistas ao público em geral. Acesse para mais nformações.

1001 Espetáculos

O projeto 1001 Espetáculos, da Spiral Criativa e Instituto JCA, apresenta no sábado, dia 11, o espetáculo gratuito Recontando o Pequeno Príncipe, com a Cia Arte Corpo. O evento acontece às 10hs na Vila Olímpica da Maré, no Rio de Janeiro e conta com recursos de acessibilidade de audiodescrição e libras. A indicação é livre.

O 1001 Espetáculos teve inicio em agosto e já passou por Niterói e Nova Friburgo. Até o final de dezembro ele estará na cidade do Rio e os próximos destinos serão as cidades de Macaé, Campos dos Goytacazes e Itaperuna.  Até maio de 2018 o projeto vai oferecer 200 oficinas e 90 espetáculos teatrais gratuitos, beneficiando mais de 20 mil crianças, 40 escolas públicas e 33 mil espectadores em periferias com pouco ou nenhum acesso a equipamentos teatrais. Ao todo, dez empresas, 26 profissionais e mais de 50 companhias, grupos e coletivos de artistas estão diretamente envolvidos com o 1001 Espetáculos. Mais de 70% do orçamento do projeto estão sendo reinvestidos nos mercados culturais locais e contribuindo para o crescimento da economia criativa no Estado do Rio de Janeiro.​

Vila Olímpica da Maré – Rua Tancredo Neves, s/n. Grátis

Clubinho da Ilha Plaza

 (Clubinho Ilha Plaza/Divulgação)

Enquanto o Bom Velhinho não chega, os pais que já estiverem em clima natalino e já quiserem apresentar o espírito da data para a criançada não pode deixar de trazer os pequenos ao Clubinho do Ilha Plaza neste domingo, dia 12 de novembro.

A programação infantil, que é gratuita, traz neste domingo uma oficina especial de enfeites de Natal e brincadeiras com músicas natalinas.

Imagens Impressas: um Percurso Histórico pelas Gravuras da Coleção Itaú Cultural

 (Iara Venanzi/Itaú Cultural/Divulgação)

Cerca de 150 obras, um terço do alentado acervo de onde vieram, compõem a mostra Imagens Impressas: um Percurso Histórico pelas Gravuras da Coleção Itaú Cultural, em cartaz no Museu Nacional de Belas Artes. A curadoria de Marcos Moraes, coordenador do curso de artes visuais da Universidade de São Paulo (USP), reuniu trabalhos em diversas técnicas de impressão sobre papel, produzidos entre os séculos XV e XIX. A representação da figura humana é o elo entre as criações de grandes nomes da história da arte, a exemplo de Francisco Goya, Rembrandt, Delacroix e Toulouse-Lautrec. Também marca presença na exposição Lola de Valence, de Édouard Manet (foto). 

Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado e domingo, 13h às 18h. R$ 8,00. Grátis aos domingos. Até 18 de fevereiro de 2018. 

A Construção do Patrimônio

 (Marcel Gautherot/Divulgação)

Cerca de 150 obras provenientes do acervo de importantes instituições brasileiras, como o Museu Histórico Nacional e o Museu de Arte de São Paulo, foram reunidas para a constituição de um alentado panorama sobre a história das políticas públicas de preservação do Brasil. Dividida em doze ambientes da Caixa Cultural, a mostra A Construção do Patrimônio traz documentos raros, quadros, esculturas e fotografias. Na rica coleção sobressaem nomes como a pintora Tarsila do Amaral, o intelectual Mário de Andrade, o artesão Mestre Vitalino e o arquiteto Oscar Niemeyer, além dos fotógrafos Marcel Gautherot (autor da foto acima) e Pierre Verger. 

Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 22 de dezembro.

Deslocamentos

 (Angela Falcão/Divulgação)

A memória de materiais gastos, apropriados por Marcone Moreira, norteia a produção da mostra Deslocamentos, que ocupa a Mul.ti.plo Espaço Arte. Fragmentos de embarcações, carrocerias e utensílios de trabalho, já impregnados de significados, ganham nova leitura. Além dos doze objetos, é apresentada uma série de desenhos inspirados no contorno dos porretes de madeira utilizados na extração da amêndoa do babaçu, fruto típico do Maranhão, terra natal de Moreira. 

Mul.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417 (sala 206), Leblon. Segunda a sexta, 10h às 18h30; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 25 de novembro. 

Un Eterno Viaje

 (Jorge Mayet/Divulgação)

Radicado na Espanha, o artista plástico cubano Jorge Mayet traz a exposição Un Eterno Viaje para a Galeria Inox. Feitas especialmente para o espaço, as obras reunidas são inspiradas na nostalgia que Mayet nutre por sua terra natal. Elementos da cultura cubana, a exemplo da Ceiba, árvore sagrada que teria dado origem à cidade de Havana, ou dos bohíos (foto), casas típicas de camponeses, são representados na mostra. O resultado é instigante. 

Galeria Inox. Avenida Atlântica, 4240 (Shopping Cassino Atlântico), Copacabana. Segunda a sexta, 11h às 20h; sábado, 11h às 18h. Grátis. Até 18 de novembro. 

Outras Ideias

 (Filipe Berndt/Divulgação)

Dois artistas que abordam marcas da passagem do tempo dividem a mostra Outras Ideias, em cartaz no Oi Futuro. O japonês Makoto Azuma exibe uma escultura botânica: dentro de um espaço envidraçado, flores vêm, desde a abertura, em 12 de setembro, apodrecendo diante do público. Vídeos curtos (duração providencial, já que o cheiro do recinto é duro de aguentar) apresentam outros projetos inusitados de Azuma, como as incríveis árvores bonsai que ele envia para o local. Daniel Arsham, americano, é o autor de obras destruídas, de tons monocromáticos, representações de ruínas curiosas como Telefone Público (foto). Perto dali, no Aterro, na altura do antigo restaurante Porcão, ele também construiu um jardim zen, ambiente instigante em que objetos do cotidiano aparecem petrificados. Ao lado, um tapete de flores instalado por Azuma já secou e virou, digamos, point da cachorrada. Faz parte do conceito, ao que tudo indica. 

Oi Futuro. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 5 de novembro.

“Você vê os pássaros? Sempre quis que vocâ visse os pássaros daqui!”

 (Rafael Alves/Divulgação)

Como Waly Salomão (1943-2003), seu pai, Omar Salomão enveredou pela poesia. O lirismo do herdeiro se manifesta tanto nos versos de livros como Pequenos Reparos,recém-lançado pela Editora Record, quanto em exposições, a exemplo de Você Vê os Pássaros? Sempre Quis que Você Visse os Pássaros Daqui. Na galeria Silvia Cintra + Box 4, a individual traz um conjunto inédito de telas, esculturas, cadernos de desenhos e fotos marcados por trechos de poesias. Cores fluorescentes sobressaem na série Lance, em que Salomão joga dados sobre compensados de madeira e pinta as marcas produzidas de forma aleatória (foto).

Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 18 de novembro.

Vamos Comer

 (Luiz Ludwig/Divulgação)

Marco do modernismo, o Manifesto Antropófago, de Oswald de Andrade, lançado em 1928, foi resgatado como um dos ingredientes do tropicalismo há cinquenta anos e, agora, inspira a mostra Vamos Comer. No Espaço Cultural BNDES, a exposição celebra o movimento de Cae­tano, Gil e outros bambas com obras que unem tecnologia e arte. Visitantes vão usar roupas com sensores de movimento que interferem na iluminação de uma das obras, criar colagens e cartazes virtuais (foto) ou desenvolver, através de palmas, peças sonoras inspiradas em músicas.

Espaço Cultural BNDES. Avenida Chile, 100, Centro. Segunda a sexta, 10h às 19h. Grátis. Até 1º de dezembro. 

Erwin Wurm – O Corpo é a Casa

 (CAROL QUINTANILHA/Divulgação)

Erwin Wurm cria obras em que, com humor, critica padrões de consumo e o culto à beleza. O prestigiado artista austríaco, neste ano em sua quarta participação na Bienal de Veneza, reúne no Rio, pela primeira vez, vídeos, instalações e outros trabalhos na mostra Erwin Wurm — O Corpo É a Casa. No acervo, sobressaem esculturas corpulentas, a exemplo de Adorno como Oliver Hardy em The Bohemian Girl e o Fardo do Desespero (foto) e Casa Gorda, que pesa cerca de 2 toneladas.

CCBB. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 8 de janeiro.

Feito Poeira ao Vento

 (Bruno Veiga/Divulgação)

Não por acaso, a mostra em cartaz no Museu de Arte do Rio abriu as portas no Dia Mundial da Fotografia: 19 de agosto. Um recorte do acervo próprio levou à exibição de 250 registros de 112 autores, imagens que inspiram uma viagem do século XIX aos dias de hoje. Montada em todo o 1º andar do prédio, a exposição aborda temas variados, mas une nomes de épocas distintas em diálogos instigantes — é o que sugere, por exemplo, a aproximação entre a série suburbana de Bruno Veiga (foto) e os flagrantes cariocas do francês Pierre Verger (1902-1996). Obras de Adriana Varejão e Rogério Reis, provavelmente já vistas pelo público em outras ocasiões, completam o agradável passeio. 

MAR. Praça Mauá, 5, Centro. Terça a domingo, 10h às 17h. R$ 20,00. Grátis às terças. Até 1º de julho de 2018.

Festa Brasileira: Fantasia Feita à Mão

 (Marcio Vasconcelos/Divulgação)

Inspiradas por grandes celebrações folclóricas (como o bumba meu boi, do Maranhão, ou o maracatu rural, de Pernambuco), obras de artesãos de todo o país foram selecionadas para a exposição Festa Brasileira: Fantasia Feita à Mão. No Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (Crab), a mostra apresenta objetos, adereços, máscaras, vestimentas e instrumentos musicais espalhados por nove ambientes. Os destaques incluem um conjunto de pequenas esculturas assinadas por Vitalino Pereira dos Santos, o renomado Mestre Vitalino (1909-1963) — entre elas Casamento a Cavalo.

Praça Tiradentes, 69, Centro. Terça a sábado, 10h às 17h. Grátis. Até 31 de março de 2018. Confira aqui a programação completa.

Espelho d’Água

Luiz Braga: retratos de cenas e personagens da cultura amazônica

Luiz Braga: retratos de cenas e personagens da cultura amazônica (Luiz Braga/Divulgação)

Conhecido pela produção de belas imagens carregadas de luz e cor, o paraense Luiz Braga apresenta ao público inéditos em preto e branco. São trinta fotografias, de tamanhos variados, feitas desde 1980. A mostra, impregnada de elementos da cultura amazônica, marca a inauguração da nova sede da Galeria da Gávea.

Rua Marquês de São Vicente, 432, Gávea. Segunda a sexta, 11h às 19h. Grátis. Até 17 de novembro.

Natureza Concreta

Curador da mostra, o professor de história da arte Mauro Trindade reuniu 94 imagens que exploram a relação do homem com a natureza. A variada coleção inclui pacientes psiquiátricos fotografados por Hugo Denizard, uma série inédita de Alexandre Sant’Anna (foto), dedicada à Amazônia, e provocações de Claudia Jaguaribe em torno do conceito de paisagem natural.

Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro. Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 12 de novembro.

Anita Schwartz Galeria de Arte

 (Eduardo Ortega/Divulgação)

Técnica de pintura que remonta à Antiguidade, a encáustica consiste no aquecimento da mistura de pigmentos com cera de abelha, o que produz um efeito translúcido. Adotado por Nuno Ramos, o método destacou-se na carreira do artista na década de 80 e norteia sua produção recente, que será apresentada a partir de terça (5) na Anita Schwartz Galeria de Arte. A exposição Grito e Paisagem reúne cinco pinturas de grandes dimensões. Produzidas ainda com materiais como vaselina, plástico e metais, as peças pesam cerca de 300 quilos. Anita Schwartz Galeria de Arte.

Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea. Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 11 de novembro. 

MAR em Cena 

Museu de Arte do Rio MAR

O Museu de Arte do Rio apresenta o projeto MAR em Cena apresenta espetáculos teatrais dentro do ambiente expositivo. Com curadoria do ator Julio Adrião, que também se apresentará ao longo do mês com o premiado monólogo A Descoberta das Américas, a primeira edição abriu com a catártica peça Pequenos e Grandes Gestos de Despedida, estrelada por Georgiana Góes. Ainda estão previstas apresentações de A Mulher Ideal, com Lorena da Silva, no dia 8 de novembro; e Inutilezas, com Bianca Ramoneda e Gabriel Braga Nunes, 22 de novembro. Ao final de cada apresentação acontecerá na própria sala um bate-papo entre o público e os atores.

Museu de Arte do Rio – Praça Mauá, 5 – Centro

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s