Clique e assine por apenas 4,90/mês

Estátuas do Rio aparecem com máscaras de proteção: “Vai Passar”

A ideia da manifestação silenciosa foi do artista plástico Anderson Thives, que confeccionou sozinho os acessórios, com as cores do arco-íris

Por Marcela Capobianco - 6 abr 2020, 19h28

Dez estátuas espalhadas pelo Rio de Janeiro receberam, digamos, um equipamento de proteção contra o novo coronavírus. Homenagens ao poeta Carlos Drummond de Andrade, à escritora Clarice Lispector e aos músicos Dorival Caymmi e Cazuza, por exemplo, ganharam máscaras com as cores do arco-íris e a mensagem “Vai Passar”.

+ Para receber a VEJA Rio em casa, é só clicar aqui

Vai Passar: protesto silencioso de Anderson Thives levou máscaras a estátuas do Rio Anderson Thives/Divulgação

+ Missão Instagram: leitores fotograram as janelas de casa

A manifestação silenciosa foi uma ideia do artista plástico Anderson Thives, que confeccionou os acessórios e foi sozinho até as estátuas – que ficam em diversos pontos do Rio – para ‘protegê-las’. Thives conta que a ação é uma injeção de esperança para artistas autônomos – muitos estão sem poder trabalhar, por conta do isolamento social. “Muitos artistas estão paralisados, como estátuas. Sabemos que a pandemia é grave e, ainda por cima, é minimizada pelo Governo Federal, e não dá suporte aos autônomos”, analisa o artista. “Meu olhar foi de empatia e penso que não devemos cancelar nossos planos por conta da Covid-19, e sim adiá-los. Aquele projeto, festa, ingresso… Podemos mantê-los e assim, não deixar muita gente na mão”, finaliza Thives.

Continua após a publicidade

+ Coluna de Julia Golldenzon: não cancele, remarque seu evento

Carlos Drummond de Andrade: estátua já foi vandalizada diversas vezes, mas agora recebeu um carinho Anderson Thives/Divulgação

+ Cineasta Kleber Mendonça Filho indica dez filmes brasileiros para ver na quarentena

As estátuas de Tom Jobim (Arpoador), Carlos Drummond de Andrade (Praia de Copacabana), Clarice Lispector (Leme), Dorival Caymmi (Praia de Copacabana), Cazuza (Leblon), Nelson Rodrigues (Copacabana) e Frederic Chopin (Urca)

+ Peça que seria encenada em apartamentos será transmitida on-line

Continua após a publicidade

+ Prefeito Marcelo Crivella afirma que isolamento social não tem data para acabar

Publicidade