Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Covid-19: Rio registra menor média móvel de casos desde março de 2020

Atualmente, 58,6% da população carioca está com cobertura vacinal completa. Ao menos 105 000 idosos a partir de 75 anos ainda devem tomar o reforço

Por Luiza Maia Atualizado em 14 out 2021, 09h06 - Publicado em 13 out 2021, 13h43

Frente ao avanço da vacinação na cidade, o Rio atingiu a menor média móvel de casos por Covid-19 desde o começo da pandemia, em março de 2020. Segundo o painel da prefeitura, o município registrou uma média semanal de 71 ocorrências na última segunda (11) – o índice mais baixo até o momento havia sido registrado no dia 14 de março do ano passado, com 57 contaminações.

+ Covid-19: número de casos tem queda pela sexta semana consecutiva no Rio

O balanço também revela a diminuição no número de mortes e internações pela doença. De acordo com dados da prefeitura, os índices tem registrado queda desde o mês agosto. O Rio possui atualmente 281 pacientes internados na rede pública de saúde e taxa de ocupação de leitos de 66%.

Na última semana, os atendimentos de casos leves da doença nos hospitais também caíram mais da metade, indo de 422 no dia 4 de outubro para 205 no dia 11.

+ Covid-19: Prefeitura do Rio divulga novo calendário para dose de reforço

A melhora do cenário epidemiológico reflete o avanço da vacinação no Rio. Na capital fluminense, 85,9% da população total foi vacinada com a primeira dose ou dose única do imunizante e 58,6% estão com cobertura vacinal completa.

Continua após a publicidade

Em todo o estado, mais de 20,3 milhões de doses contra a Covid-19 já foram aplicadas (mais de 12 milhões da primeira, 7 milhões da segunda e mais de 350 000 da dose única). Com isso, 56% da população adulta está com o esquema vacinal completo e mais de 90% já recebeu a primeira dose.

+ Covid-19: o que vem por aí de eventos-teste autorizados no Rio

Quanto à dose de reforço, com aplicação iniciada no mês de setembro, 146 309 idosos até o momento já tomaram o imunizante. No entanto, segundo o balanço da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ao menos 105 000 idosos com 75 anos ou mais ainda devem retornar aos postos para receber a terceira dose. Nesta quarta (13), é a vez das pessoas de 70 anos ou mais receberem o reforço.

Os indicadores positivos também possibilitam a discussão entre as autoridades sobre a flexibilização das medidas restritivas. Nesta terça (12), durante a cerimônia de comemoração aos 90 anos do Cristo Redentor, o governador Cláudio Castro afirmou que deve discutir nas duas próximas semanas a criação de uma nova lei estadual para flexibilizar o uso das máscaras.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Segundo a recomendação do Comitê Científico da Prefeitura do Rio, a liberação das máscaras em locais abertos do município deve começar quando a cidade atingir 65% da população total com esquema vacinal completo, o que pode ocorrer ainda neste mês.

Continua após a publicidade
Publicidade