Dez rótulos para celebrar o Dia da Cerveja

Com a ajuda do sommelier Gil Lebre, VEJA RIO selecionou bons exemplares para comemorar a data, celebrada nesta sexta (5) de inverno

A primeira sexta do mês de agosto é considerada o Dia Internacional da Cerveja, data celebrada em mais de 50 países. Por aqui, cai no inverno. Mas nos Estados Unidos, onde a data foi criada, em 2007, por quatro amigos californianos, é verão.

Para que o dia não passe em branco em meio aos holofotes olímpicos – ainda mais em um país onde o segmento cresce a passos largos – convidamos Gil Lebre, eleito o melhor sommelier do país pelo Instituto da Cerveja Brasil, em 2015, para indicar bons rótulos aos amantes da cerveja. A seleção inclui exemplares menos convencionais, ideais para serem degustados em temperaturas mais frescas. E o melhor: dá para convidar os amigos e beber em casa. Confira a lista e aproveite! 

+ Cine Botequim celebra aniversário com novas coxinhas e cerveja

+ Bar suspenso é atração em evento no Recreio

1) BACKER 3 LOBOS BRAVO | Wood Aged Beer/Imperial Porter | 9% ABV

“Alcoólica, intensa e complexa, inspirada nas cervejas extremas norte-americanas, que ainda é maturada em madeira tipicamente brasileira, a Umburana. Notas de frutas secas, especiarias, madeira, chocolate e torrado vão gerar o casamento perfeito com uma sobremesa à base de café ou chocolate”.

 

2) BODEBROWN WEE HEAVY | Wee Heavy | 8% ABV

BODEBROWN WEE HEAVYBODEBROWN WEE HEAVY

 (/)

“Um dos rótulos mais famosos da curitibana Bodebrown, que investiu nesse clássico estilo escocês (também conhecido como Strong Scotch Ale), e que infelizmente possui poucas representantes no Brasil. Uma cerveja com amargor muito baixo, com foco no malte, adocicada, defumada, rica e alcoólica”.

 

3) CORUJA COICE | Doppelbock | 11,5% ABV

Cerveja-Coruja-Coice-300mlCerveja-Coruja-Coice-300ml

 (/)

“Reza a lenda que as Bocks surgiram para a Quaresma. Durante o jejum, os monges não podiam consumir sólidos e a cerveja era o alimento naquele período – foi daí que surgiu a expressão “pão líquido”. A Doppelbock é uma versão mais maltada e alcoólica que a Bock comum. A versão da Coruja tem adição de canela e é, literalmente, um coice de forte!”, conta Lebre.

 

4) DUM PETROLEUM | Imperial Stout | 12% ABV

DUM PETROLEUMDUM PETROLEUM

 (/)

“Notas de café, chocolate amargo, frutas secas, torrado e álcool são comuns em cervejas do estilo Imperial Stout, geralmente complexas, amargas e bem intensas. A cor negra e opaca, na cerveja da Dum, pedia um nome óbvio: Petroleum – feita com aveia, cacau belga e que aquece bem no inverno”.

 

5) EISENBAHN WEIZENBOCK | Weizenbock | 8% ABV

EISENBAHN WEIZENBOCKEISENBAHN WEIZENBOCK

 (/)

“Essa cerveja foi inspirada na alemã Schneider Aventinus, referência do estilo Weizenbock. A versão nacional é uma cerveja de trigo escura, encorpada, maltada, frutada e produzida com a força alcoólica de uma Doppelbock”.

 

6) HOCUS POCUS MAGIC TRAP | Belgian Strong Golden Ale | 8,5% ABV

HOCUS POCUS MAGIC TRAP

HOCUS POCUS MAGIC TRAP

“O primeiro rótulo da Hocus Pocus foi inspirado na Delirium Tremens, clássica cerveja belga do elefante cor-de-rosa. À primeira vista, a coloração dourada lembra uma cerveja popular, com a diferença no seu evidente frutado de banana e nos 8,5% de álcool, que em nenhum momento sobressai na degustação. Ou seja: um perigo aos desavisados!”, alerta.

 

7) MISTURA CLÁSSICA BEATUS | Belgian Tripel | 10% ABV

MISTURA CLÁSSICA BEATUSMISTURA CLÁSSICA BEATUS

 (/)

“Premiada por dois anos consecutivos no Mondial de La Bière Rio (2014 e 2015), é produzida com seis variedades de lúpulos, três tipos de maltes e um processo de maturação no carvalho. Carnes com molhos cítricos caem muito bem com essas cervejas de Abadia”.

 

8) NOI BÁRBARA | Wood Aged Beer/Barleywine | 12,8% ABV

“Única cervejaria de Niterói com fábrica própria, a Noi aumentou este ano sua produção para 200 mil/mês. O portfólio da marca engloba estilos de variadas escolas cervejeiras e também investe em rótulos que passam por madeira. Como a Bárbara, uma Barleywine maturada em barris de vinho do Porto”.

 

9) OCEÂNICA BORN 2 ROCK | Imperial IPA | 9% ABV

OCEÂNICA BORN 2 ROCKOCEÂNICA BORN 2 ROCK

 (/)

“Pense, desligue e relaxe” é a filosofia que a Oceânica propõe praticar ao provar suas cervejas. Com a Born 2 Rock, ela ainda pede para você não fugir da raia e deixar o amargor te dominar. Apesar dos 95 IBU (unidade internacional de amargor), o amargor dessa cerveja não é áspero e o resultado é muito aroma e sabor de lúpulo”.

 

10) WÄLS QUADRUPPEL | Belgian Quad | 11% ABV

WÄLS QUADRUPPELWÄLS QUADRUPPEL

 (/)

“Maturada em carvalho francês marinado em cachaça genuinamente mineira, esta Quadruppel foi consagrada com a medalha de prata no World Beer Cup de 2014, a competição mais prestigiada do mundo cervejeiro e que ocorre de dois em dois anos nos Estados Unidos”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s