Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Sabores do mediterrâneo: o que comer e beber no Pope

Nos prelúdios, como são chamadas as entradas, polvos e mexilhões frescos aparecem marinados em azeite, limão-siciliano e pancetta

Por Carolina Barbosa Atualizado em 17 set 2021, 11h02 - Publicado em 17 set 2021, 06h00
Pope -
Pope – polvos e mexilhões frescos marinados em azeite, limão-siciliano e pancetta Vinicius Bordalo/Divulgação

Donos de empreitadas bem-sucedidas em Botafogo, como o Quartinho Bar e a Lanchonete, Jonas Ainsergart, artista plástico, e o sócio Eduardo Araújo (à frente também do Café 18 do Forte, em Copacabana) inauguraram no início de agosto o Pope (papa, em inglês). A ambientação, que remete aos balneários italianos banhados pelo Mediterrâneo, inspira também o cardápio. Nos prelúdios, como são chamadas as entradas, polvos e mexilhões frescos aparecem marinados em azeite, limão-siciliano e pancetta (R$ 48,00; na foto).

Já na seara das massas clássicas, sobressai o fettuccine com camarões poché na manteiga de tomilho, grana padano e raspas de limão-siciliano (R$ 68,00). Outro caminho leva às pizzas, como a carabataca (R$ 58,00), de ossobuco, queijo de cabra, grana padano e hortelã. A carta de drinques também é de primeira, com mais de dez receitas autorais. Rua Joana Angélica, 47, Ipanema. 18h/0h (sex. até 1h; sáb. 12h/1h; dom. 12h/0h; fecha seg.).

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Publicidade