Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Highballs, os drinques gaseificados, ganham espaço nos balcões cariocas

As criações que combinam uma base alcoólica com uma bebida carbonatada se fazem presentes em redutos como o Micro Bar

Por Carolina Barbosa Atualizado em 15 jan 2021, 10h12 - Publicado em 15 jan 2021, 06h00

De berço inglês, aperfeiçoado nos Estados Unidos e popularizado no Japão, onde há uma série de bares especializados, os highballs estão em voga nos balcões cariocas. Trata-se de drinques que combinam uma base alcoólica, em menor proporção, com uma bebida gasosa, e normalmente são servidos em copo longo, com gelo, deixando a mistura mais leve e refrescante. No Nosso (Rua Maria Quitéria, 91, Ipanema, ☎ 99619-0099), o tropicália (R$ 29,00) leva uísque escocês, água de coco e ginger ale (soda de gengibre).

+ Giro gourmet: cinco petiscos imperdíveis para provar no Taste Lab

+ Delirium Café dobra o número de torneiras de chope artesanal

+ A expansão do tim-tim: Zona Sul carioca ganha dois bares de vinhos

Sucesso na carta premiada do Liz Cocktails & Co. (Rua Dias Ferreira, 679, Leblon, ☎ 97693-9936), o cítrico bon vivant (R$ 34,00) traz gim Tanqueray, licor de laranja e club soda. Atração no Tortin Bar, do Be+Co (Rua da Matriz, 54, Botafogo), o bourburinho (R$ 30,00) combina uísque bourbon, soda caseira de frutas amarelas com lichia e espuma cítrica. Para os mais ousados, vale provar uma das criações do mixologista italiano Nicola Bara, do Micro Bar (Avenida Ataulfo de Paiva, 1079, loja F, Leblon, ☎ 99435-0307). O inventivo drinque da foto vem com gim, Lillet (aperitivo licoroso à base de vinhos), licor de laranja, rabanete, damasco, xarope de mel, bitter de ameixa e água com gás (R$ 33,90). E é muito bom.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade