Clique e assine por apenas 4,90/mês

Dez Chefs indicam seus livros favoritos de receita

Há opções para o dia a dia, que vão desde pratos brasileiros até uns que ensinam a fazer pães

Por Bruna Motta e Fabio Codeço - Atualizado em 30 jul 2020, 15h46 - Publicado em 30 jul 2020, 15h04

Desde que a pandemia causada pelo novo coronavírus transformou cozinhas em restaurantes, as redes sociais viraram canais de culinária, onde pessoas dividem suas aventuras gastronômicas – vestindo pijamas.

Mesmo com a reabertura de bares e restaurantes, tem quem tenha trazido de vez o hábito de cozinhar para a rotina. Veja Rio pediu a chefs do Rio dicas de livros de receitas para abrir o horizonte durante a jornada culinária:

Claude Troisgros (Grupo Troisgros Brasil) – Larousse Gastronomique. “Tenho mais de 500 livros de culinária, mas este é a minha bíblia, onde encontro tudo de que preciso. Ele me inspira falando sobre produtos, regiões, países…”

+Happy hour: promoções e novidades nos bares e restaurantes cariocas

Continua após a publicidade

Elia Schramm (Grupo 14Zero3) – Ottolenghi — The Cookbook, de Yotam Ottolenghi e Sami Tamimi. “É minha mais nova aquisição. Um clássico do chef londrino, que prepara comida judaica saudável. São pratos deliciosos e fáceis de fazer em casa.”

Katia Barbosa (Aconchego Carioca) – Gifts da Cozinha, de Annie Rigg. “Tenho buscado receitas que possam se transformar em presentes para as pessoas de que gosto, mas de quem não posso estar perto neste momento. Por isso ando encantada com este livro, que tenho há muitos anos.”

+Portonic e outros coquetéis à base de vinho para provar no Rio 

Nello Garaventa (Grado) – Bread: a Baker’s Book of Techniques and Recipes, de Jeffrey Hamelman. “Uma bíblia da panificação, é bem didático e completo. Ensina desde pães mais simples, feitos com fermento biológico, até os sourdough, com instruções de como desenvolver o próprio fermento natural. Tem sido muito terapêutico neste período.”

Continua após a publicidade

Paula Prandini (Empório Jardim e Stuzzi) – Breakfast — The Cookbook, de Emily Elyse Miller. “Esta é uma descoberta recente, indicação do amigo (e chef) Jimmy McManis. É um livro fantástico sobre café da manhã, com receitas típicas de diversos países acompanhadas de explicações sobre seu contexto cultural. Elas fogem da obviedade.”

Pedro de Artagão (Grupo Irajá) – Dona Benta: Comer Bem. “Indico o bom e velho livro no qual se encontra de tudo um pouco. Tenho em casa e já usei muito para preparar pratos básicos, reconfortantes. Ele ensina a fazer desde um canapé até uma boa canja.”

Ricardo Lapeyre – Escoffianas Brasileiras, de Alex Atala. “É um livro importante para a cozinha brasileira, que valoriza os ingredientes nacionais, além de ter textos ótimos, que narram a trajetória do chef. As receitas são superbem explicadas e acessíveis.”

Roberta Sudbrack (Sud, o Pássaro Verde e Da Roberta) Cozinha de Bistrô, de Patricia Wells. “Este livrinho mostra nas entranhas uma cozinha que é muito mais do que apenas uma cozinha. É um jeito próprio de ver e de cozinhar, de se encontrar e reconhecer. As receitas são corretíssimas e todas, sem exceção, dão certo.”

Continua após a publicidade

+Carolina Sales: “Cozinhar brigadeiro em fogo baixo é mito” 

Tati Lund (.Org Bistrô) – A Arte da Fermentação, de Sandor Ellix Katz. “Este livro tem me guiado bastante nas minhas pesquisas sobre fermentação. É uma bíblia no assunto. A técnica é perfeita para este momento, pois ajuda a reaproveitar alimentos que estão se estragando na geladeira ou a simplesmente preservá-los.”

Alberto Landgraf (Oteque) – River Cafe London: Thirty Years of Recipes and the Story of a Much-Loved. “O River Café é um restaurante de origem italiana em Londres, com forno a lenha. O livro usa ingredientes parecidos com os que encontramos no Rio, em receitas de fácil manejo, sem grande complexidade técnica. Qualquer um pode se arriscar a fazer.”

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Publicidade