Continua após publicidade

Carolina Sales: “Cozinhar brigadeiro em fogo baixo é mito”

Confeiteira foi a convidada do Festival Banho-Maria desta quinta (23) e compartilhou segredos para o doce perfeito

Por Bruna Motta
Atualizado em 24 jul 2020, 19h32 - Publicado em 24 jul 2020, 19h32

A confeiteira Carolina Sales participou nesta quinta (23) do bate-papo promovido pelo Festival Banho-Maria, que apresenta diariamente, no Instagram de VEJA Rio, receitas de chefs convidados pela curadora Jack Marini.

Durante o papo com a editora chefe da revista Fernanda Thedim, ela contou que largou a faculdade de medicina para se dedicar à cozinha. “Não tenho o menor arrependimento”. Desde 2010 no mercado de gastronomia, Carolina tirou dúvidas dos seguidores sobre o doce mais popular do pais, o brigadeiro. “É mito essa história do fogo baixo”, disse. Para saber mais, confira trechos abaixo da conversa:

Vocação

“Comecei fazendo os doces enquanto fazia a faculdade de medicina. Resolvi trancar o curso por seis meses para entender o que eu queria. Nunca mais voltei. Não tenho o menor arrependimento. Meus amigos se formaram, muitos deles estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus e eu não tenho a menor vontade de estar ali.”

Brigadeiro não é moleza

“Para comer em casa é fácil de fazer. Não existe um grau de exigência tão grande. Mas a gente tem a sensação de que ele é fácil até quando ele vira o produto que você vende. Para replicar brigadeiro em volume com perfeição é muito difícil. Era muito aceito o brigadeiro de qualquer jeito porque a marca registrada dele é ser simples mesmo, sem luxo. Isso não é errado. Mas eu trouxe outro conceito. E se eu assumi assim, ele precisa estar perfeito.”

Continua após a publicidade

+ Léo Paixão: “Vale mais a consistência do que a genialidade pontual”

A fórmula perfeita

“Um doce gourmet não pode arder a garganta, a pessoa que come não tem que precisar beber água depois. Os ingredientes precisam estar equilibrados. O brigadeiro não precisa de mais açúcar, o leite condensado já garante isso. Por isso o uso de achocolatado pode não só deixar doce demais, como diminuir o “tempo de vida” do doce. O cacau em pó é ótimo porque não tem açúcar e vira um chocolate perfeito com o leite condensado. Uma colher de creme de leite ajuda a diluir o açúcar também. ”

Ponto do brigadeiro

“Não caia no mito que desgrudou da panela já é o ponto. Nem olha o fundo da panela. Tudo depende de como você quer o brigadeiro. Se quer mais mole, pode deixar mais tempo. Se quiser enrolar, não. Aliás, outro mito: fogo baixo. Ele estraga o brigadeiro. Se você tiver uma panela de fundo grosso, você consegue aumentar o fogo. Quanto mais rápido ele ficar pronto, melhor para enrolar. ”

Continua após a publicidade

+Cinco dicas da confeiteira Otávia Sommavilla para fazer o bolo perfeito

Linha fit

“Acho que quando você trabalha com confeitaria, comida, o que você mais quer é agradar. E eu via quando comecei, em 2012, que não tinha muitas opções que incluísse pessoas com intolerância a lactose, diabéticos, e resolvi fazer uma linha que agregasse todo mundo”

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.