Clique e assine com até 65% de desconto

Cinco dicas da confeiteira Otávia Sommavilla para fazer o bolo perfeito

"O bolo deve estar morno na hora de desenformar", ensinou a autora da Enciclopédia do Bolos durante a live do Festival Banho Maria

Por Bruna Motta Atualizado em 2 jul 2020, 18h05 - Publicado em 2 jul 2020, 16h54

A confeiteira e autora da Enciclopédia dos Bolos, Otávia Sommavilla participou nesta quinta (2) do bate-papo promovido pelo Festival Banho-Maria, que apresenta diariamente, no Instagram de VEJA Rio, receitas de chefs convidados pela curadora Jack Marini.

Durante a conversa, Otávia falou sobre o protagonismo dos bolos durante a quarentena. “Eles nos remetem a memória afetiva, momentos bons, faz todo sentido que estejam ganhando cada vez mais atenção”, refletiu. Ao longo do bate-papo conduzido pela editora-chefe Fernanda Thedim, Otavia ainda deu várias dicas preciosas para fazer um bolo sem erro. Confira:

Ingredientes

“Os ingredientes secos devem ser sempre peneirados e estar em temperatura ambiente. Após a farinha ser acrescentadas à massa, não se deve bater a mistura demasiadamente”

+Cinco tendências para o mercado de bares e restaurantes na pós-pandemia

Quantidades

“Atenção para a medida correta dos ingredientes: é sempre preferível pesar tudo a utilizar medidas caseiras, já que há uma enorme variação entre o tamanho dos utensílios”

Continua após a publicidade

Forno

“No caso do forno doméstico, é muito comum que ele esteja desregulado, esquente mais de um lado do que do outro. Vale verificar isso para garantir que o bolo asse por igual”

Manteiga

“Primeira coisa: manteiga sem sal. Segunda: na temperatura ambiente. Terceira: quanto mas nova melhor. Uma manteiga fresquinha é até mais importante que a marca”

+Léo Paixão: “Vale mais a consistência do que a genialidade pontual”

Desenformar

“O momento de tirar o bolo é crucial. Ele não deve estar nem quente, nem frio. Se estiver muito frio, ele acaba grudando. Se estiver muito quente, pode quebrar. Tira o bolo, espera 10 minutos e desenforma”.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade