Clique e assine por apenas 4,90/mês

Sambódromo terá obras com orçamento de 8 milhões de reais

Resta saber se haverá desfiles em 2021, já que a maioria das agremiações informou que só vai desfilar quando houver uma vacina para a Covid-19

Por Pedro Tinoco - Atualizado em 17 jul 2020, 21h17 - Publicado em 17 jul 2020, 06h00

Em 2019 foi aquele suspense: na véspera do início dos desfiles, o Ministério Público pediu a interdição do Sambódromo por falta de laudo de segurança do Corpo de Bombeiros. A coisa toda se resolveu a toque de caixa, e a Mangueira sagrou-se campeã.

+ Fotógrafo esportivo flagra pinguim no mar de Ipanema

No começo deste ano, antes da vitória da Viradouro (lembra?), a Passarela do Samba entrou na primeira fase de um cronograma de obras pesado.

+ Histórico Edifício A Noite, na Praça Mauá, será leiloado

Continua após a publicidade

A prefeitura agora anunciou a segunda etapa das reformas, com editais de licitação ainda em julho e orçamento garantido por 8 milhões de reais do Ministério do Turismo.

+ Dream Factory quer inaugurar Árvore da Lagoa em outubro

O trabalho pela frente inclui plano de emergência contra incêndio e pânico, além da instalação de hidrantes, e deve ser concluído neste ano. Aí então o Sambódromo, pela primeira vez desde a abertura, em 1984, terá um Certificado de Autorização do Corpo de Bombeiros. Só vai faltar resolver como será o Carnaval de 2021.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Publicidade