Continua após publicidade

Alerta: número de mamografias no último ano caiu pela metade

Rio é a terceira cidade do país com maior incidência de casos de câncer de mama por habitantes

Por Renata Magalhães
Atualizado em 4 out 2021, 12h37 - Publicado em 4 out 2021, 12h35

A pandemia de covid-19 e a necessidade do isolamento social trouxe grandes mudanças de rotina e uma delas – bastante perigosa – é refletida na ida dos brasileiros a médicos. Dados do Ibope Inteligência mostram que mais de 62% das mulheres deixaram de fazer exames preventivos em 2020 – o que o Inca estima que irá se refletir no aumento do número de casos de câncer de mama nos próximos dois anos.

O Rio é a terceira cidade do país com maior número de incidência da doença por habitantes, atrás apenas de Florianópolis e Belo Horizonte. E enquanto pesquisas mostram que Brasil afora as mulheres andam retomando consultas médicas, na capital fluminense o caminho está sendo inverso.

+ ‘Passaporte da vacina’: 340 000 pessoas podem ser vetadas nos lugares

Em números, o problema fica claro: no ano passado, foram realizadas pouco mais de 29000 mamografias pelo SUS no município, 45% a menos do que antes da pandemia. Em 2021, a quantidade é ainda menor – até agora foram registrados 20852 exames, o que equivale a uma queda de 61% desde antes da chegada do coronavírus.

Especialista em prevenção do câncer na mulher, a ginecologista Nathalie Raibolt alerta para a importância da retomada destes cuidados junto com o afrouxamento pós-vacina. “O câncer de mama ainda é o que mais mata mulheres acima de 40 anos e essa realidade poderia ser diferente se as pessoas tivessem consciência da importância das consultas e exames de rotina”, afirma, lembrando que a detecção precoce aumenta as chances de cura em 95%.  

Continua após a publicidade

+ Depois da Covid, a pandemia de doenças mentais

Ainda segundo a médica, a prevenção também se dá com hábitos de vida mais saudáveis, como a prática de exercícios, limitar o consumo de álcool, controlar o stree, não fumar e dormir bem.  Hora de aproveitar a chegada do Outubro Rosa e colocar as consultas em dia.

+ Boa notícia: após campanha, doação de sangue no Rio aumentou 35%

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.