Continua após publicidade

Melhores momentos: a emoção do primeiro dia de desfiles em dez imagens

De homenagens a grandes nomes da nossa cultura a protesto, um resumo do retorno do Grupo Especial à Passarela do Samba

Por Redação
Atualizado em 23 abr 2022, 05h50 - Publicado em 23 abr 2022, 05h35

Foi um retorno e tanto. Após um ano sem o maior espetáculo da Terra, em função da pandemia, a volta do Grupo Especial à Marquês de Sapucaí foi marcada por histórias de homenagens a grandes nomes da cultura, dentro e fora do samba. E muita emoção.

+À frente da bateria da Viradouro, Erika Januza encarna duas rainhas

Primeira a cruzar a Passarela do Samba, a Imperatriz Leopoldinense trouxe uma bela homenagem ao carnavalesco Arlindo Rodrigues. A cantora Iza, rainha de bateria, estava deslumbrante. A Estação Primeira de Mangueira também fez bonito no tributo a Cartola, Jamelão e Delegado. A comissão de frente da verde e rosa foi arrebatadora, arrancando aplausos do público com a troca de roupa na frente da plateia.

+Rainha da Mangueira enche o peito para afirmar que é cria do morro

+Por que Luma de Oliveira prefere não desfilar mais no Carnaval do Rio

Grávida de cinco meses de seu primogênito, Joaquim, a radiante Viviane Araújo fez um de seus melhores desfiles carnavalescos pelo Salgueiro, que defendeu o carnaval preto e antirracista. De arrepiar!

+ A radiante passagem da rainha de bateria Viviane Araújo 

Continua após a publicidade

+Carnaval 2022: Iza abre os desfiles na Sapucaí com fantasia exuberante

Compartilhe essa matéria via:

Foi bonita a homenagem ao humorista Paulo Gustavo preparada pela São Clemente. Além de Dona Déa Lúcia, mãe do comediante, e do viúvo, o médico Thales Bretas, diversos famosos estiveram presente e desfilaram, como Ingrid Guimarães e Fábio Porchat. Na Viradouro, a  superação da pandemia e a lembrança da Gripe Espanhola foram celebrados no Sambódromo. A bateria de Mestre Ciça deixou o público de queixo caído.

+Amigos de Paulo Gustavo marcam presença no desfile da São Clemente

Para encerrar a primeira noite, a Beija-Flor de Nilópolis enalteceu a contribuição intelectual do povo preto para a construção do país. A seguir, dez imagens emblemáticas deste “Carnaval dos Carnavais”, um marco no pós-pandemia.

Continua após a publicidade

+O feminismo também tem vez em meio a enredos de temática negra

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.