Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Lei Aldir Blanc: cerca de 40% dos inscritos estão habilitados para renda emergencial

O investimento total do governo do estado é de aproximadamente R$ 6 milhões

Por Marcela Capobianco Atualizado em 23 nov 2020, 19h27 - Publicado em 23 nov 2020, 19h26

Apenas 41% das pessoas inscritas para receber a renda emergencial prevista pela Lei Aldir Blanc, de apoio a trabalhadores da cultura no Rio de Janeiro, foram habilitadas para receber a quantia em dinheiro.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

De acordo com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Sececrj), foram 4 977 inscritos. Destes, 2 041 foram habilitados para receber a quantia em dinheiro.

Os beneficiários vão receber cinco parcelas de R$ 600,00 (total de R$ 3 000,00). No caso de mães que criam seus filhos sozinhas, o valor repassado será de cinco parcelas de R$ 1 200,00 (totalizando R$ 6 000,00).

+ Coronavírus: Rio abre 200 leitos de UTI para Covid-19

Continua após a publicidade

Para ter direito ao auxílio, o profissional inscrito precisava comprovar, por exemplo, o trabalho na área cultural nos últimos dois anos e a falta de um emprego formal.

Além disso, os beneficiados não poderiam estar recebendo seguro-desemprego e não poderiam ter renda familiar acima de três salários mínimos.

+ Pretinho da Serrinha e Pedro Mariano fazem show presencial na Cinelândia

O investimento total do governo do estado é de aproximadamente R$ 6 milhões. A previsão do órgão é que os pagamentos comecem a ser feitos nas próximas semanas.

+ Covid? Que Covid? Rio tem fim de semana de festas lotadas

Continua após a publicidade
Publicidade