Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Covid: Rio tem 733 autuações por desrespeito a decreto no fim de semana

Número inclui multas e interdições a bares e restaurantes, encerramento de feiras e apreensões de mercadorias de ambulantes

Por Da Redação 8 mar 2021, 12h41

Os mil agentes da força-tarefa montada pela Prefeitura para fiscalizar o cumprimento das novas medidas restritivas no Rio tiveram bastante trabalho neste fim de semana. Mesmo com o tempo fechado – o que atraiu bem menos gente para as praias, onde quiosques e ambulantes estão proibidos – foram registradas 733 autuações em várias áreas da cidade somente entre a manhã de sábado (6) e o fim da madrugada de domingo (7).

Dia da Mulher: novidades e promoções de comes e bebes para celebrar a data

Entram neste levantamento multas, interdições a estabelecimentos, encerramento de feiras, reboques e apreensões de mercadorias de vendedores ambulantes. O não-cumprimento do horário permitido pelo decreto foi o motivo que levou 70 bares e restaurantes a serem multados – outros 10 estabelecimentos e eventos foram interditados. Somente uma festa na Barra havia mais de 200 pessoas aglomeradas.

Covid 19: qual o tamanho do seu egoísmo?

Publicado na sexta (5), o decreto de Paes limitava o horário de funcionamento de bares a restaurantes: eles teriam que fechar às 17h, podendo abrir as portas a partir das 6h. No mesmo dia, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes conseguiu uma liminar em primeira instância na 15ª Vara da Fazenda Pública ampliando este horário até às 20h. Durou pouco: no dia seguinte, a Justiça derrubou a liminar e manteve a validade do decreto.

Botafogo tem pior taxa de isolamento social dos bairros monitorados do Rio

Somando todos os dados, foram quase mil autuações no Rio (963, no total) entre o final da tarde de sexta (5) e a manhã de de domingo. As equipes atuaram em mais de 50 pontos em todas as regiões da cidade, incluindo a orla e os principais pontos de concentração de bares da Zona Sul, como a Rua Dias Ferreira, a Avenida Ataulfo de Paiva e a Praça Cazuza, no Leblon; Rua Barata Ribeiro, Hilário da Gouvêa, em Copacabana; Praça São Salvador, no Flamengo; Praça Nelson Mandela, em Botafogo e Baixo Gávea.

Com 309 quiosques fechados, Orla Rio se diz injustiçada e pede mudança

Continua após a publicidade
Publicidade