Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O Big Brother carioca: 10 000 novas câmeras serão instaladas no Rio

Com a ampliação do Centro de Operações Rio também estão previstos novos 5 000 pontos de Wi-Fi

Por Luiza Maia Atualizado em 22 jun 2021, 14h49 - Publicado em 22 jun 2021, 14h32

O Rio deve ganhar novas estruturas de vigilância e inteligência artificial a partir do segundo semestre de 2021. Com a expansão do Centro de Operações Rio (COR), serão instaladas 10 000 câmeras na cidade – 40% com capacidade de reconhecimento facial.

+ É golpe: emboscadas on-line quase triplicaram no primeiro trimestre de 2021

A iniciativa, que será custeada pela Parceria Público-Privada (PPP) de iluminação pública do Rio, o programa Luz Maravilha, também quer implementar 5 000 pontos de conexão Wi-Fi e 9 000 sensores georreferenciados no município.

Serão instalados 4 000 sensores de resíduos sólidos em bueiros e 5 000 sensores de sinais de trânsito para verificar o fluxo do tráfego.

+ Sim, a maconha medicinal já é uma realidade no Rio

Atualmente, o Rio possui 800 câmeras, no entanto, 300 estão desativadas. A previsão é que os reparos sejam feitos até o fim do ano para que elas voltem a funcionar. A COR também atua com equipamentos particulares, sendo 50 do consórcio Porto Novo e catorze da Surf Conect, presentes na orla carioca.

Continua após a publicidade

Novo prédio

A expansão do órgão será de 1 400 m², ao todo, o que representa um aumento de quase metade do espaço atual. A conclusão das obras está prevista para março de 2022.

+ A UFRJ não pode parar: pesquisas resistem frente a falta de recursos

Na Sala de Controle do COR, a ampliação será em torno de 30%, com o recebimento um novo telão de 14 m² que ficará ao lado do atual, com 65 m² e 100 monitores. Mais seis bancadas de trabalho também serão criadas.

Além disso, o centro terá três novos pavimentos ao lado do prédio atual, ocupando parte da área onde hoje funciona o estacionamento. No primeiro andar, está previsto um Datacenter, com capacidade de processar um alto volume de dados que será captado pelos novos sensores.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade