Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Publicidade
André Heller-Lopes Por André Heller-Lopes, diretor-artístico do Theatro Municipal A volta do Dito Erudito
Em tempos nada shakespeareanos, o patrimônio cultural brasileiro tenta sobreviver entre som e fúria
Nesse momento de popularidades dos jogos, é propício pensar em como atletas e artistas assemelham-se
O diretor indaga por que parece que ainda celebramos e falamos de cultura no singular
Da resiliência do Festival Amazonas de Ópera a Carmen sem-gênero de Chicago, a arte propõe ideias
Ao buscarmos juventude eterna, arriscamos feiura permanente. O conflito não é novidade e a ópera já contava esta história
A universidade pública em perigo? As relações de arte e conhecimento como base do que conhecemos como sociedade
Reflexões sobre os paralelos entre o novo podcast Aria Code do Metropolitan Opera e o filme ARIA
Uma análise do bate-papo mais polêmico da semana (ou da década) à luz dos reis e rainhas na ópera
O diretor comenta a nova Aida em Paris, com bonecos e cantores. Uma descolonização da ópera ou uma ocupação do que não precisa ser ocupado?
O diretor revisita o velho tema “artistas x críticos” à luz da internet e dos cancelamentos: mais humor e gentileza, por favor
Um ensaio geral via internet traz várias surpresas e considerações sobre ópera e tecnologia no novo normal
O diretor tenta entender os últimos acontecimentos da política americana com um olhar crítico mas otimista, à maneira carioca
O diretor André Heller-Lopes fala da cultura de destruição do feminino, da ópera do século XIX aos nossos dias
Depois de uma semana de cultura em Montevidéu, como não questionar a importância que o Brasil dá a cultura?
No pós-eleições, o Diretor fala da saudade que temos de acreditar no futuro da Cidade Maravilhosa
A política precisa pensar na Cultura e Educação como parte essencial do futuro da cidade, se queremos ser uma cidade de artes
Apesar da pandemia, a ópera está cada vez mais moderna e internacional
A Royal Opera de Londres decide colocar à venda uma valiosa pintura de David Hockney. O que nossas instituições culturais podem vender além de arte?
Tentativas de voltar à programação convivem com velhos hábitos no gênero musical
A data passará em brancas nuvens? Talvez. Mas não sem uma boa piada
Publicidade