Clique e assine por apenas 4,90/mês

Rogério Fasano inaugura novo Gero em setembro

Os detalhes do restaurante que vai funcionar dentro do Hotel Fasano e outras novidades do empresário para o Rio

Por Fernanda Thedim - Atualizado em 16 jul 2020, 17h14 - Publicado em 16 jul 2020, 16h50

Cumprindo as recomendações de isolamento social há 4 meses em São Paulo, Rogério Fasano pegou a estrada na última quarta (15) para vir ao Rio. Queria ver de perto o projeto do novo Gero, que será reinaugurado em 15 de setembro, dentro do Hotel Fasano. Premiado como o melhor italiano no especial Comer e Beber de VEJA RIO, o restaurante vai ocupar o espaço onde ficava o Fasano Al Mare, no andar térreo do hotel, e será chefiado pelo cozinheiro italiano Luigi Moressa.

O novo Gero: o projeto é do arquiteto Miguel Pinto Guimarães
O novo Gero: o restaurante abre em setembro com projeto do arquiteto Miguel Pinto Guimarães Divulgação/Veja Rio

Luto na gastronomia: restaurantes fecham as portas no Rio

“Vai ser um presente para o hotel. Restaurante Fasano, no Brasil, vou ficar apenas com o de São Paulo. Os hotéis Fasano vão ter restaurantes Gero, que são mais ecléticos, atendem clientes dos 20 aos 80 anos, sem menu degustação, sem muita firula. Gastronômico sim, porém, com um proposta um pouquinho mais solta, mais atual, não só em relação ao Rio. A gastronomia mundial está caminhando nesta direção”, diz Rogério.

Mudanças à beira-mar: o restaurante vai ocupar a área que era do Fasano Al Mare
Mudanças à beira-mar: o novo Gero vai ocupar a área que era do Fasano Al Mare Divulgação/Veja Rio

Chefs apostam em aulas e jantares virtuais durante a pandemia

Continua após a publicidade

Um mês depois, em meados de outubro, o restaurateur de 58 anos promove mais uma inauguração à beira-mar. O imóvel de Ipanema, na Rua Aníbal de Mendonça, onde funcionava o Gero desde 2002, continuará sob a batuta do grupo. Vai abrir espaço para uma unidade do Gero Panini, com uma proposta mais jovem e descontraída, e cardápio focado em antepastos, sanduíches e pizzas. Os dois novos projetos foram desenhados pelo arquiteto carioca Miguel Pinto Guimarães, que desde a inauguração do quiosque do Fasano, em 2018, foi o escolhido por Rogério para pensar nas operações do Rio.  

A fachada do Gero Panini: inauguração será em outubro
A fachada do Gero Panini: inauguração prevista para meados de outubro Divulgação/Veja Rio

Chefs e restaurateurs indicam seus fornecedores preferidos

Já a unidade do Gero da Barra da Tijuca encerrará as atividades como restaurante. “Vamos dar um passo atrás para dar dois lá na frente. Fui muito feliz no Rio quando tinha o Hotel, o Gero de Ipanema e uma vespinha para ir de um canto ao outro. Era uma delícia. Quero trazer minha vespinha de volta e espero ficar por aqui”, conta o empresário, responsável também pela operação do Gero Trattoria, dentro do Shopping Leblon, e do quiosque Marea, localizado em frente ao hotel na Praia de Ipanema.

Novidades: um forno à lenha ganhará destaque no salão do Gero Panini
Novidades: bar e forno à lenha em destaque no salão do Gero Panini Divulgação/Veja Rio

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

As mudanças nos negócios cariocas de Rogério Fasano começaram a se desenhar durante a quarentena, assim que ele retornou de Nova York, onde trabalhava na inauguração de seu primeiro restaurante no exterior. Sonho antigo, o endereço em Manhattan ocupará o local que abrigou um dos mais icônicos restaurantes da cidade, o Four Seasons, e estava previsto para abrir em junho. Com a pandemia do novo coronvírus, foi adiado para março de 2021. Até lá, Rogério promete usar bastante sua vespinha por aqui.

Publicidade